Barcelona é o bicho

Compartilhe

Carrer Verdaguer i Callis, Sant Pere

Desde primitivas eras os animais estão presentes em todas as culturas, incluindo as que desapareceram  até as hoje existentes. Figurinhas fáceis em rituais pagãos, (normalmente de corpo presente, prestes a serem deletados) continuam batendo ponto sob a forma de símbolos  nas religiões atuais.

Monument a Colom Plaza Portal de la PauMonument a Colom Plaza Portal de la Pau, s/n ( Rafael Atché)

El Toro Sentado, Rambla de CatalunyaEl Toro Sentado, Rambla de Catalunya, Eixample (Josep Granyer i Giralt)

El Mamut del Parc de la CiutadellaEl Mamut del Parc de la Ciutadella

Presentes nos brasões de casas reais e nobres famílias, muitos inclusive fictícios, estão nas armas de uma enorme quantidade de cidades. Embora a Espanha seja um país tradicionalmente católico, a Catalunha e Barcelona em particular, não têm um nível de religiosidade tão “acadêmico”. Muitas das festas e procissões contam com a participação de animais míticos como dragões, águias, cavalos e outras bestas estilizadas.

Font de la Granota - Av. Diagonal

Font de la GranotaFont de la Granota,Av. Diagonal altura do 389, Eixample (Josep Campeny)

Girafa Coqueta - Rambla de CatalunyaGirafa Coqueta - Rambla de Catalunya / Diagonal (Josep Granyer i Giralt)

Numa disputa com o bastante cotado morcego, provavelmente ganha o dragão. Talvez pelo fato de São Jorge ser o padroeiro da Catalunha. Por todo o lado que se vá, se dá de cara com um “drac” em Barcelona. Dá até para fazer uma competição com os companheiros de viagem para ver quem encontra mais dragões nas fachadas, grades e adornos dos prédios.

La Rotonda – Passeig Sant GervasiLa Rotonda – Passeig Sant Gervasi, 51(Adolf Ruiz Casamitjana)

La Rotonda – Passeig Sant GervasiLa Rotonda – Passeig Sant Gervasi, 51(Adolf Ruiz Casamitjana)

Um outro animal também bastante cotado é a águia,sempre presente nas antigas celebrações solenes da cidade, pode ser vista em exposição permanente nas dependências do Palau de la Virreira, sede do Departamento de Cultura de Barcelona, em plena Rambla.

El Gat, Rambla del RavalEl Gat del Raval, Rambla del Raval, (Fernando Botero)

Font del Drac – Parc Guell Font del Drac – Parc Guell – (Antoni Gaudi)

Essa relação “animal” entre Barcelona e os bichos é facilmente perceptível. Com poucas horas na cidade, já se terá facimente contabilizado alguns exemplares. O bom é que essa imensa oferta de arte urbana pode ser apreciada a qualquer hora do dia ou da noite e inteiramente grátis.

Gambrinus, Passeig de ColomGambrinus, Passeig de Colom, Barceloneta (Xavier Mariscal)

Barcelona é mesmo o bicho. A foto lá em cima foi tirada de um bar de tapas que fica em uma pequena rua, a Carrer Verdaguer i Callis , bem em frente ao Palau de la Musica Catalana, cuja visita guiada é imperdível. Não tive a oportunidade de conhecê-lo. Teve gente que me perguntou se não era perigoso esse negócio de “bar de tapas”.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *