Ferragosto – Quando os italianos se desmaterializam

Compartilhe

Não faz muito tempo, visitar a Itália durante o mês de agosto era uma temeridade totalmente desaconselhada. A perspectiva de, além do forte calor, encontrar cidades completamente vazias e todos os restaurantes e lojas fechadas, já fez muito turista desistir e escolher outro lugar para passar suas férias por causa do Ferragosto.

Roma

Ferragosto é o tradicional feriado italiano tecnicamente celebrado no dia 15 de agosto, dia da Assunção da Virgem Maria, mas que na prática dura o mês inteiro. Coincidindo com as férias escolares, é a época escolhida pela maioria das famílias para viajar para o litoral e, liberando os empregados para também descansar, fechar temporariamente seu negócio.

Milão

Mais do que pelos incentivos das municipalidades ou pela conscientização de que, não obstante ser feriado nacional, o fluxo de turistas estrangeiros até aumenta em agosto, a crise econômica e consequente redução nos lucros vêm alterando bastante o cenário: Aquela visão de cidade fantasma, até existe, porém, em cidades grandes como Roma, Florença e Veneza, a maior parte das lojas e restaurantes continua funcionando.

Roma

Mesmo com diversas pequenas lojas e restaurantes de bairro fechados, os museus e atrações turísticas, com poucas exceções, como o Vaticano entre os dias 15 e 16 de agosto, estarão funcionando. Embora um pouco mais tranquilo, já que os todos locais foram  para o litoral, as filas, praticamente compostas por estrangeiros, ainda estarão lá.

Milão

Com relação ao forte calor, este não é um problema que particularmente assuste o turista brasileiro. Já acostumados em casa, tiramos de letra, porém para um sono confortável, é importante que se confirme com o hotel a existência de condicionadores de ar ou ventiladores. De maneira geral, os europeus se preparam para o rigor do inverno e não dão a menor bola para a quentura do verão.

Roma

Apesar das mudanças, o costume ainda prevalece em cidades médias, pequenas ou em destinos não incensados. Se você, por exemplo, planeja visitar Bolonha em agosto com o objetivo específico de jantar em um determinado restaurante, é prudente verificar com antecedência se ele estará realmente aberto nesta época e evitar a decepção. Este é, aliás, um cuidado também válido para estabelecimentos nas cidades classicamente turísticas.

Roma

Já para os que escolhem visitar a Sardenha, Sicília, Capri ou cidades no litoral, a preocupação deve ser diferente. Com o enorme fluxo de italianos, reservar hospedagem com antecedência é vital. As estradas e estacionamentos e praias estarão apinhados, mas com certeza, lojas e restaurantes estarão funcionando a pleno vapor.

Milão

O Ferragosto é tão especial para os italianos como é para nós o Carnaval - uma época de muito sol, calor, festas e viagens. Todos se esforçam para sair de férias nesta época, e vendo as cidades vazias, conclui-se que a maioria consegue. É uma tradição antiquíssima que acontece desde os primitivos tempos romanos quando, democraticamente, todos os cidadãos desde senadores a escravos descansavam e comemoravam a folga em festivais no final do verão. Seu nome, a propósito, é derivado de “Férias do Imperador Augusto” (Feriae Augusti).

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *