A originalíssima e criativa Kunsthofpassage em Dresden

Conhecida como a “Florença do Elba”, a cidade alemã de Dresden é um destino que encanta pela beleza de suas edificações barrocas e renascentistas. Fortemente castigada pelos bombardeios durante a Segunda Guerra Mundial, a área de “Altstadt”, o antigo centro histórico, passou por um fiel processo de reconstrução que trouxe de volta o luxuoso esplendor e elegância de outrora. Apesar do glorioso passado, a cidade não parou no tempo e, além destas joias, oferece ao visitante atrações contemporâneas, como a mais que interessante Kunsthofpassage, do outro lado do rio Elba, em “Neustadt”.

Kunsthofpassage

Ligado pela bonita ponte “Augustusbrücke” à parte antiga da cidade, Neustadt (ou cidade nova) é um bairro de artistas e estudantes bastante animado e criativo. Por ter sido menos danificado durante a guerra, abriga entre as mais antigas construções da cidade, algumas em estado de decadência.

Kunsthofpassage

No final do século passado, um grupo de arquitetos e artistas se reuniu em um projeto batizado “Ginkgo” para revitalizar uma área sem uso entre prédios de um quarteirão, nascendo em 2001 a Kunsthofpassage.

Kunsthofpassage

A Kunsthofpassage é uma pequena passagem formada por cinco pequenos pátios interligados, cada um com um tema específico, projetados e decorados por diversos arquitetos e artistas. A partir do acesso na Görlitzer Strasse, são em ordem: o Pátio dos Elementos (Hof der Elemente), o Pátio dos Animais (Hof der Tiere), o Pátio das Luzes (Hof des Lichts), o Pátio das Criaturas Míticas (Hof der Fabelwesen) e o Pátio da Metamorfose (Hof der Metamorphosen).

Pátio dos Elementos (Hof der Elemente) Kunsthofpassage

O mais conhecido de todos é o Pátio dos Elementos. A fachada do prédio pintado em tons de turquesa, é decorada com tubulações e calhas em uma estrutura metálica que terminando em funis lembram instrumentos de sopro. Quando chove, a água que passa pelos tubos produz sons e o edifício “toca” uma melodia.

Pátio dos Animais (Hof der Tiere), Kunsthofpassage

No Pátio dos Animais o edifício em um tom vibrante de verde tem as varandas em vime e a fachada decorada com animais. Macacos pulam sobre uma enorme girafa que parece “morder” o prédio. A ideia original do artista, que previa um dispositivo que fazia um dos macacos “urinar” sobre quem estivesse entrando no pátio, foi descartada pelas autoridades.

Pátio das Luzes (Hof des Lichts), Kunsthofpassage

O Pátio da Luz, com suas aparentemente despojadas paredes lisas, foi pensado para abrigar apresentações, projeções e outras performances. Na fachada do edifício amarelo, os painéis em alumínio dourado parecem flutuar. Os reflexos para quem os vê nunca são os mesmos, já que variam com a estação, o horário e a luminosidade do dia.

Pátio das Criaturas Míticas (Hof der Fabelwesen), Kunsthofpassage

O colorido Pátio das Criaturas Míticas, exibe obras em mosaicos, baixo relevo e esgrafitos. Ao longo das paredes dos prédios, representações de animais e figuras fantásticas além de elementos cósmicos como cometas e estrelas.

Pátio da Metamorfose (Hof der Metamorphosen), Kunsthofpassage

O pátio das Metamorfoses, apesar de não tão impactante como os dois primeiros, prima pela sutileza. Os 24 painéis em papel pendurados em uma parede mostram as alterações sofridas pela ação do tempo, da mesma forma que os efeitos da corrosão mudam a aparência das estruturas em metal de outro prédio. As estrelas que ficam em cima, se transformam à noite com a iluminação de seus filamentos em fibras óticas.

Kunsthofpassage

Dentro dos originais pátios de Kunsthofpassage funcionam lojas de artesanato, restaurantes, cafés, floristas, galerias de arte em um ambiente descontraído e onde a criatividade impera. Esta passagem é um lugar único em Dresden e uma iniciativa que deu tão certo que um de seus pátios, o dos Elementos, se transformou em um dos cartões postais da cidade.

Kunsthofpassage

Kunsthofpassage fica um pouco longe do centro mas é facilmente atingível. Quem parte da estação central de trens, faz uma viagem sem trocas nas linhas de tram 7 (direção Weixdorf) ou 8 (direção Hellerau) até a parada mais próxima, a Louisenstrasse. Outras linhas que passam por perto são as 6,11 e 13. Com acesso gratuito, funciona todos os dias, sendo que os horários variam de loja para loja. As entradas são pelo 21-25 da Görlitzerstrasse e pelo 70 da Alaunstrasse. Mais detalhes em http://www.kunsthofpassage.de/weg.html

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *