Como fugir do aeroporto para ver a Torre Eiffel

"Ela"

Uma situação relativamente comum para quem viaja para a Europa é ter que ficar plantado em um aeroporto esperando uma conexão entre vôos. Os que saem de férias têm a agenda mais flexível e podem escolher vôos com permanências menores em um aeroporto. Para os que viajam a trabalho ou compram uma passagem hiper barata, terão algumas vezes que aguardar algumas horinhas zanzando pelo aeroporto enchendo a cara de café.

"Ela"

Se a sua conexão é em Paris e envolve uma espera de cinco horas ou mais, vale a pena sair do aeroporto para ao menos ver o maior símbolo da França: a Torre Eiffel. (Se tiver mais tempo de espera, veja este outro post – http://viajantecronica.com/2012/11/14/roteiro-em-paris-para-escapulir-de-uma-longa-conexao-no-aeroporto/ ). Um ícone dessa magnitude merece ser apreciado de um ponto de vista privilegiado – a esplanada do Palais de Chaillot em Trocadéro. Nem pense em subir a Torre se não dispuser de pelo menos oito horas livres. Lembre-se das filas e do tempo da visita.

"Ela"

A escapada tem que ser muito bem planejada para não colocar em risco o horário de embarque do segundo vôo. Se as malas já estiverem previamente despachadas, dá para rolar. Se acontecer algum atraso no primeiro vôo, a operação deve ser abortada. Não esqueça que é preciso estar de volta ao aeroporto pelo menos uma hora e meia antes do embarque. (Vê lá, hein?)

"Ela"

Destine uma confortável margem de três horas para os deslocamentos entre o aeroporto e a cidade, bem como a volta. Não despreze a possibilidade de encontrar filas nas bilheterias do metrô nem subestime os engarrafamentos, caso sua opção seja ônibus. Não deixe de conferir quais serão os terminais de desembarque e de embarque, além de consultar minuciosamente os mapas do aeroporto.

"Ela"

Existe uma estratégica saída da estação de metrô Trocadéro, bem em frente ao Palais de Chaillot, cuja esplanada que oferece a mais deslumbrante vista em Paris da Torre Eiffel. Essa estação fica no 16º. Arrondissement e é servida pelas linha 6 e 9. O sítio da RATP fornece horários, tarifas e trajetos dos trens RER, ônibus e metrô.

"Ela" Palais de Chaillot visto da Torre Eiffel

Se a conexão é no Aeroporto Charles de Gaulle, (mapa) na cidade de Roissy a opção mais rápida para se chegar a Trocadéro é pegar o trem RER B direção Massy-Palaiseau, descendo na estação Denfert-Rochereau. O trajeto demora uns 45 minutos. Compre dois bilhetes unitários de metrô para garantir a volta, e pegue o metrô linha 6, direção Charles de Gaulle-Etoile, descendo em Trocadéro. A viagem é de cerca de 15 minutos.

"Ela"

Optando por ônibus, pegue o Roissy bus, que tem saídas a cada 15/20 minutos para o Arco do Triunfo. A viagem leva cerca de uma hora e o desembarque é na rue de Scribe, ao lado da Opera de Paris. Daí, uma pequena caminhada pelo Boulevard Haussmann até a entrada estação de metrô Havre-Caumartin, bem em frente ao Magasin Printemps. Pegue o metrô da linha 9 direção Pont de Sevre descendo em Trocadéro. A viagem é também de cerca de 15 minutos.

"Ela"Fonte: Google Maps

Chegando pelo aeroporto de Orly, (mapa) pegue o Orly bus, cuja parada final é na Praça Denfert-Rochereau. A viagem dura cerca de 30 minutos com saídas a cada 15/20 minutos. Daí é pegar o metrô linha 6, direção Charles de Gaulle-Etoile, descendo em Trocadéro em uma viagem de cerca de 15 minutos. Se o segundo vôo partir do Aeroporto Charles de Gaulle basta seguir as indicações dadas aí em cima.

"Ela"

É trabalhoso? Um pouco, porém, simples. Sem dúvida é bem mais estimulante do que ficar cinco ou mais horas sentado se entediando tão perto da “Cidade Luz”. Para não dizer que não comeu nada tipicamente frances, prove ao menos um crepe em uma daquelas banquinhas xexelentas que ficam na entrada da esplanada.

116 comments to Como fugir do aeroporto para ver a Torre Eiffel

  • Amanda Pieper

    Olá,

    Vou ficar no aeroporto Charles de Gaulle das 15h40 e o outro avião é às 19h, você acha que daria tempo?

    Grata,

  • monica

    Amanda,
    Considerando o curto intervalo entre seus vôos, eu pessoalmente não arriscaria. Lembre-se que além de ter que fazer imigração (fila), você terá que se apresentar para o outro embarque uns trinta minutos antes da decolagem.

  • thiago

    Olá Monica,
    Eu e minha família chegaremos no CDG 8h25. temos uma conexão para Lisboa 13h20. Gostaríamos apenas de ver a torre, fotografar e retornar. Você acha que daria tempo, fazendo o trajeto de metrô.
    Parabéns pelo site.

  • monica

    Oi Thiago,

    Com minguadas 5 horas, tudo vai depender do tempo na fila da imigração. Se vocês estiverem liberados em torno das 9, talvez valha a pena encarar. Nem cogite um taxi: não dá para prever as condições do tráfego. Estude muito bem o mapa do aeroporto para saber exatamente onde fica seu terminal de desembarque, como chegar à bilheteria e estação de trens e na volta, o caminho mais rápido para o terminal e portão de onde partirá seu vôo para Lisboa.
    Você vai precisar comprar os bilhetes de ida (e volta) para o RER B direção Massy-Palaiseau, descendo na estação Denfert-Rochereau em uma viagem de cerca de 45 minutos.
    Chegando lá passe para a estação de metrô (o endereço é o mesmo) e compre bilhetes na máquina, se o grupo for de 5 de pessoas, economize comprando um carnê com 10 viagens. Procure a plataforma da linha 6 direção Charles de Gaulle-Etoile, e desça em Trocadéro. A viagem leva uns 15 minutos. Procure a saída (sortie) Musée de l’Homme/Musée de la Marine para já sair na calçada certa e de “frente para o crime”.
    Calculando com algum conforto umas três horas para a ida e volta, vocês chegariam em Trocadéro em torno de 10h30 e teriam que sair perto das 11h00, para estar no aeroporto antes de 12h30.
    Você não mencionou o tamanho do grupo nem as idades – quanto mais pessoas, mais complicado é o processo. Se você estiver levando um cartão de débito, a compra das passagens será bastante simples nas máquinas de auto atendimento.
    Se eu estivesse em seu lugar, e com o passaporte carimbado às 9h10, sem dúvida arriscaria. Pelo horário do pouso, suponho que vocês viajem pela Air France, que costuma oferecer um stop over gratuito em Paris na ida e/ou na volta. Se você não fechou a compra, ainda dá para mudar sem acréscimos e ficar um ou mais dias na cidade luz.

  • thiago

    Oi Monica!
    Muito obrigado pela dica. Vou eu, minha esposa e filha de 14 anos. Eu e minha esposa estivemos em Paris em janeiro, mas foi parte do roteiro de uma viagem maior, vindo de Euroline de munique e depois seguindo de Euroline para Lisboa…
    Inclusive, viajamos pela AirFrance em janeiro, para Berlim, com conexão no CDG. Como ficamos 4 horas no aeroporto e não teve fila nenhuma na imigração, se tivermos sorte, vamos tentar a correria, só para mostrar a torre para nossa filha.
    Eu não sabia do Stop over…já fechei a compra sim…voltamos no sábado dia 3/11 e seria muito bacana ficar um dia a mais em Paris…

  • monica

    Thiago,
    Com sua filha de 14 anos é tranquilo. Eu estava imaginando um bebê, seu carrinho e um outro mais velhinho pedindo colo. O cálculo de tempo que fiz foi suficientemente generoso. Acredito que até dê tempo para vocês comerem um crepe vagabundo, porém parisiense, em uma daquelas barraquinhas que ficam na Esplanada de Trocadéro.

    Quanto ao stopover,não custa nada telefonar e perguntar. Antecipar a data do vôo para um dia antes do retono caracteriza uma alteração do bilhete e é cobrada. Se não rolar, vale como incentivo para viajar outra vez.Fique ligado porque, embora não seja muito divulgado, é prática usual na maioria das empresas aéreas européias. Sempre que possível, procuro viajar em uma empresa de um país diferente do meu destino para me beneficiar desta colher de chá.

    Outra coisa que também faço é comprar a passagem de ida para uma cidade e a volta por outra. Esta é uma situação em que o stopover gratuito não é concedido, mas a Europa é muito bem servida por trens de alta velocidade e empresas aéreas de baixo custo, e comprando com antecipação sempre encontro promoções.

    Façam uma excelente viagem

  • Victor

    Olá Monica!
    Vou passar por Paris antes de ir para Porto. Só que tenho um problema: chego no CDG às 13:40 e saio por Orly às 20:20.
    Eu gostaria de levar as malas do CDG para um bagageiro no aeroporto de Orly primeiro, para depois ir e voltar de Paris para o Orly.
    Você acha que dá tempo? Acho que meu maior problema seria a locomoção de um aeroporto ao outro.
    Poderia me sugerir as etapas e meios de transporte?
    Grato desde já!
    Você tem o melhor site de viagens!

  • monica

    Victor,
    Como o segundo vôo partirá de outro aeroporto, a chegada no CDG envolverá além da fila da imigração, a coleta da bagagem na esteira. Eu chutaria algo em torno de uma hora até chegar a plataforma do trem suburbano, o RER com destino a Paris.

    Supondo que você queira apenas dar uma espiada na Torre Eiffel, e sua bagagem não seja volumosa, o mais prático seria encarar a aventura de mala e cuia direto, seguindo as mesmas coordenadas que passei para o Thiago aí em cima. Até onde me lembro, a estação de Denfert Rochereau não tem escadas rolantes, ao contrário da saída(sortie) Musée de l’Homme/Musée de la Marine na estação Trocadèro.

    A viagem, sem contar com compra de passagem, caminhada para a estação e plataforma de embarque e espera das composições leva 45 minutos (RER) mais 15 minutos (metrô). Ou seja, se seu vôo pousar sem atraso, a chegada em Trocadèro deve ser umas 2h20 depois da aterrisagem, perto das 16 horas.

    Para Orly, o caminho inverso, pegando a mesma linha de metrô para Denfert Rochereau (Direção Nation, 15 minutos de viagem). Daí 2 opções para o aeroporto:

    O Orlybus (pessoalmente minha escolha), que parte da porta da estação do RER (25 minutos para Orly Ouest e 30 para Orly Sud);

    O RER B direção Massy-Palaiseau,descendo em Antony (viagem de 15 minutos mais uma Navette – um outro trenzinho – de 10 minutos até o terminal sul).

    Se não quiser carregar a bagagem, desça do RER na estação de trens Gare du Nord (viagem de 35 minutos) e deixe-a no guarda volumes. Tome o metrô linha 4, direção Porte d’Orléans e descendo na estação Strasbourg-St.Denis, faça correspondência com a linha 9, direção Pont de Sèvres, até Trocadèro (viagem de 30 minutos).

    Faça o caminho inverso no metrô (linha 9 direção Mairie de Montreuil ,descendo em Strasbourg-St.Denis, para correspondência com a linha 4, direção Porte de Clignancourt), saltando na Gare du Nord para pegar as malas e daí escolha:

    RER B direção Massy-Palaiseau,descendo em Antony (viagem de 30 minutos mais uma navette de 10 minutos até o terminal sul). Opção mais rápida e prática;

    Pegar novamente o metrô 4 direção Porte d’Orléans, descendo em Denfert Rochereau (22 minutos) e daí o Orlybus (25 minutos para Orly Ouest e 30 para Orly Sud).

    O texto está longo, mas acho que dá para entender. Lembre-se que ainda terá que fazer check in em Orly. Procure chegar uns 90 minutos antes da partida.

    Fiz as simulações no excelente sítio da empresa de transportes RATP: http://www.ratp.fr/itineraires/fr/ratp/recherche-avancee
    Estude o mapa dos aeroportos aqui: http://www.aeroportsdeparis.fr/ADP/fr-FR/Passagers/Acces-Plans-Parking/Paris-CDG/Plans-Des-Terminaux/

  • Stephanie

    Oi. Achei mto útil suas informações. Farei uma conexão em Paris em novembro, das 08:00h as 16:40h. Vc acha que dá tempo de ir a torre? Minha conexão é a partir do aeroporto Charles de Gaulle. Pode me ajuda? Obrigada.

  • monica

    Oi Stephanie,

    Dê uma espiada na resposta que dei aí acima para o Thiago. Estou entendendo que você não pretenda subir a torre. Se for isso, acho que sua situação é mais confortável que a dele, pois você tem duas horas a mais de permanência em Paris.

    Sou um bocado abusada e se eu tivesse um “layover” como o seu, de quase nove horas, eu seguiria pela mesma linha de metrô até a estação final, a Charles de Gaulle-Etoile para ver o Arco do Triunfo e a Avenue des Champs-Elysées. Depois voltaria pela mesma linha na direção contrária, descendo três estações adiante, em Trocadéro e aí sim, veria a Torre Eiffel antes de voltar para o aeroporto.

  • Stephanie

    Muito obrigada Monica! Acho q vou fazer isso mesmo! Adorei as dicas!

  • Victor

    Obrigado Monica!
    Estou admirado com a sua boa-vontade e disposição!
    Que Deus te dê muita saúde para viajar por muitos anos!
    Valeu!

  • monica

    Stephanie e Victor,

    De nada!
    Espero que curtam a escapada.
    Que Deus o ouça, Victor. Vou precisar de saúde e disposição para aprimorar minhas habilidades em uma bicicleta, meu mais recente sonho de consumo em terras estrangeiras. Se decidir deixar a bagagem em Gare du Nord, consulte o mapa de situação da estação aqui: http://www.gares-en-mouvement.com/es/frpno/plans/quartier/

  • Silvia

    Olá Mônica,

    Muito Bacana seu post, ficamos muito contentes em ler todas suas dicas, parabéns pela iniciativa! =)

    Então, vamos em fevereiro para Itália, com uma conexão de 10h e 30m no CDG, rsrs, compramos já de propósito para poder visitar Paris. Vi que indicou para Stephanie, acima, para fazer um roteirinho começando pelo arco do triunfo e passando pela torre antes de voltar ao aeroporto. Pensei em fazer o mesmo, mas queríamos muito tb dar uma entradinha no Louvre, acha que essa época tem muita fila?

    Outra dúvida que ficamos, vc sabe onde eu posso conseguir o mapa do aeroporto CDG, para que possamos estudar os locais onde deixaremos a mala e onde pegaremos o trem que você indicou?

    Sugere algum roteirinho especial para nosso tempo? =)

    Muito Obrigada pela gentileza.

    Bjos
    Silvia

  • Silvia

    Te perguntei pelo mapa, pois não achei no mapa geral, do link que postou, em qual dos terminais existe a entrada para o embarque no trem RER B.

    =)

    Obrigadão de novo!
    Silvia

  • monica

    Oi, Silvia,

    Acho que 10h30 dá para fazer um bocado de coisas em Paris, porém seria prudente destinar umas 3 horas para deslocamentos e mais uns 45 minutos a 1 hora para passar pela segurança e chegar ao portão de embarque sem correrias. Com margem de segurança, sobram umas 6h30 líquidas para flanar. Não arrisque taxi para não ser surpreendida por alguma retenção no caminho. As possibilidades dentro desse período são infinitas, mas aí vai uma sugestão:

    O Museu do Louvre é enorme, e não fica perto da Torre Eiffel. Se você prioriza esta visita, que seja ela a primeira coisa a fazer e o resto, terá que ser encaixado conforme o tempo que sobrar. Para evitar filas, você pode comprar os ingressos online antes de viajar. Lembre-se que o Museu fecha às terças feiras. O sítio: http://www.louvre.fr/en/online-tickets.

    Saindo do CDG, você vai pegar o mesmo RER B direção Massy-Palaiseau, descendo na estação Saint-Michel-Notre Dame, bem perto da Catedral. Que tal uma espiadinha? De lá caminhe até o Louvre e faça sua visita. Ao sair, vá para a Rue de Rivoli e tome o metrô da linha 1 direção La Défense na estação Palais Royal-Musée du Louvre e desça em Charles de Gaulle-Étoile para ver o Arco do Triunfo e a Avenue des Champs-Élysées.

    Na mesma estação de metrô, pegue a linha 6, direção Nation, descendo 3 estações depois, a Trocadéro ( procure a saída Musée de l’Homme/Musée de la Marine) para ver a Torre Eiffel da Esplanade de Trocadéro. A volta para o CDG é igual ao do Thiago, aí acima.

    A estação do RER no aeroporto fica no terminal 2. Abra o link que postei e repare que você pode, baixar os mapas detalhados de cada terminal (bom para se orientar na chegada e quando voltar para o segundo vôo), e no último, embaixo, à direita, fornecido pela empresa de trens francesa, a SNCF, indicando a estação do RER. Acho que é este o que você procura: http://www.aeroportsdeparis.fr/ADP/Resources/8102d608-a1c2-42cb-8252-f65f9acba3ae-plangareSNCF.pdf

    Com relação às malas, se você vai fazer uma conexão no mesmo aeroporto e pela mesma empresa aérea, nem precisa se preocupar: Elas são despachadas também no segundo vôo e você as reencontrará no destino final.

    Espero ter ajudado. Nem preciso desejar uma excelente viagem, por indo para a Itália é impossível que isso não aconteça.

  • Bruno

    Oi… estou com o mesmo “problema”, desembarco no aeroporto CDG às 9 da manha e meu voo só sairá as 23 horas (rs…).
    O que dá para eu fazer nessas grandes horas que terei (dicas)? Você pode me explicar como faço para pegar o metro até os locais que dá para eu visitar? Torre, Arco, etc… e o metrô da volta para o aeroporto?! rs…
    Obrigado.

  • Bruno

    muitoo obrigado!!

  • monica

    Bruno,
    Dê uma espiada na resposta que dei para a Silvia aí em cima. A situação é bem parecida. Eu acrescentaria, depois de Notre Dame um passeio de barco pelo Sena – Eles saem do cais que fica embaixo da Pont Neuf, na mesma ilha da Catedral.
    Aproveite o dia.

  • Rodrigo

    Oi, Monica. Tudo bem?
    Nada me poderia ser mais útil neste momento do que este seu post haha..
    Li ele todo, assim como as perguntas das pessoas e as suas respostas para cada uma delas.
    Admirável sua atitude.

    Mas a minha situação é um pouco diferente: tenho largas 12 horas de espera no aeroporto Charles de Gaulle, porém entre 22h e 10h30, ou seja, a maior parte na madrugada e de um domingo para segunda.
    Pelo que pesquisei, tanto o RER quanto o Metro, durante a semana estão abertos somente das 5h30 às 0h30. Neste caso eu teria que ficar vagando pelas ruas, nas proximidades da torre até pegar o primeiro metro às 5h30.

    Minha primeira pergunta é: Paris, pela madrugada, nas proximidades da torre e nas estações, é segura? Muita gente me fala que é perigoso, mas sendo brasileiro e paulistano já convivo diariamente com um lugar muito mais perigoso.

    Segunda pergunta: existe algum hostel muito próximo de lá ? Para eu encostar ou mesmo pegar um quarto até a hora do metro.

    Desde já, muito obrigado mesmo.

    Abraços

  • monica

    Bruno,
    De nada!
    Se você curte andar, mesmo que não visitar o Museu do Louvre entre pela esplanada, a partir da Pont des Arts para ver a pirâmide. Continue caminhando pelo Jardin des Tuileries tome um sorvete L’Inimitable no quiosque da “Amorino” e prossiga até a Place de la Concorde. Atravesse para entrar na Champs-Elysées e vá até o Arco do Triunfo. Deve dar uns 4 quilômetros.

    Veja também esse outro post: http://viajantecronica.com/2012/11/14/roteiro-em-paris-para-escapulir-de-uma-longa-conexao-no-aeroporto/

  • monica

    Rodrigo,

    Mas que horário e dia chatos, hein?

    Sem dúvida é possível fazer o que você pretende. Estivesse eu no seu lugar buscaria um hotel quente e seco nas proximidades do aeroporto para dormir até mais tarde, acordando revigorada para prosseguir a viagem. Alguns de meus motivos para a esta escolha:

    1) 10 horas da noite com o fuso de lá seria tarde demais para o meu relógio biológico, ainda brasileiro;

    2) O inverno em Paris é normalmente, além do óbvio frio,chuvoso;

    3) Não existe no mundo noite mais sem graça do que a de um domingo para segunda feira e a frequência de transportes é sensivelmente reduzida;

    4) Muitos albergues e hostels costumam ter “curfew”, um tipo de toque de recolher – não dá para entrar de madrugada e incomodar quem já está dormindo;

    5) Não seria nada agradável encontrar a minha vaga no hotel ocupada e ter que procurar a pé (ou de taxi) pela madrugada outra acomodação;

    6) O horário da manhã em uma segunda feira é sempre movimentado em qualquer aeroporto e as filas para o controle de segurança devem ser grandes. É preciso estar lá com uma antecedência maior do que para um vôo noturno.

    7) Chegar mal dormida,com bagagem na outra cidade e ainda fazer check in no hotel roubaria a disposição para aproveitar o dia na segunda cidade.

    Mas a decisão deve ser sua. Com relação ao perigo, Paris é igual a qualquer grande cidade e em uma madrugada fria de segunda feira, acredito que até os “bandidos”, por falta de freguesia devam estar em casa.

    Para hospedagem, procure no Google albergues ou hostels em Paris – Acho difícil ter algum nas proximidades da torre. Quem sabe lá pelo 15eme (Montparnasse)? Não tenho hábito de palpitar neste sensível assunto, pois as escolhas são extremamente subjetivas.

    Faça uma ótima viagem

  • Silvia

    Mônica,

    Muito Obrigada pela resposta tão completa e atenciosa! =)

    Bom, acabei descobrindo que meu voo chega mesmo na TERÇA, afff… vou acabar não podendo ir ao Louvre, mas tudo bem, acho que vou chegar até lá pra tirar uma foto na piramide. Vc tem mais alguma sugestao, já que não vamos mais entrar no Louvre?

    Você acha que conseguiríamos subir no Topo da Torre?

    Bjos e obrigada mais uma vez!
    Silvia

  • monica

    Silvia,
    Subir a torre com os ingressos comprados antecipadamente evitando filas seria a receita ideal. Porém, dando uma espiada no sitio, http://www.tour-eiffel.fr/preparer-sa-visite/acheter-ses-billets.html ,descobri que, por questões de ordem climática, no período de sua visita, é possível reservar bilhetes apenas até o segundo andar e, no dia da visita, dependendo das condições meteorológicas, paga-se o valor complementar da visita até o topo.

    Não querendo jogar água na sua fervura,evito comprar com muita antecedência bilhetes para atrações ao ar livre,principalmente no inverno. Apesar de ser minha época favorita,saio de casa sabendo que terei que lidar com dias mais curtos,chuva, neve, atrações fechadas para reformas e horários de visitação limitados.

    Que tal uma volta de de barco pelo Sena? A parte de baixo é envidraçada e protegida das intempéries, sem grandes problemas de visibilidade. Existem várias empresas fazendo o passeio de uma hora. Este aqui – http://www.vedettesdupontneuf.com/departs.htm – sai do cais que fica embaixo da Pont Neuf, perto da saída da estação do RER Saint-Michel-Notre Dame.

    Escrevi este post pensando nas pessoas que têm uma conexão com permanência de 5 a 6 horas e não querem ficar no aeroporto tomando café com croissant, mas vejo que há quem deliberadamente espiche o período, planejando dar um giro pela cidade. Estou preparando, e devo publicar esta semana, outro post com um roteiro relâmpago contemplando algumas das atrações mais procuradas em Paris – O difícil é escolher quais…

  • Silvia

    Mônica,

    Muito obrigada mais uma vez pelas dicas!Estarei esperando ansiosamente seu novo post!

    Bjos com carinho
    Silvia

  • Rodrigo

    Mônica, desculpe a demora para responder!
    Consegui ir para Paris durante minha conexão no meio da madrugada.
    Acabei tendo que ir de ônibus porque o RER já estava fechado. No fim, depois de muito esforço, caminhada e frio, consegui ver a torre por todos os ângulos.
    Foi cansativo, mas sem problemas porque foi durante minha volta. Já estou no Brasil!

    Obrigado mesmo pelo esforço em ajudar.

    Boa sorte em tudo!

  • monica

    Ô Rodrigo,

    Parabéns pela valentia!!!

    Que bom que você conseguiu! Eu sabia… Dava para perceber que você já estava resolvido. No fundo do coração eu estava torcendo para que você não seguisse nenhum dos conselhos que dei.

    Se estivesse voltando para casa, teria feito igual, mas não publicaria. Meu papel aqui é dar sugestões com mínimas possibilidades de erros. Não quero expor ninguém a apertos. Daí eu ter enumerado os prováveis problemas do seu passeio. Faço maluquices, sim, mas tento imaginar os desdobramentos, calculando os riscos envolvidos – Sempre há um plano B e às vezes até um C e ainda assim a margem de acerto fica em torno de 90%.

    Fiquei contente com sua decisão. Que venham outras viagens!

  • Silvia

    Mônica, estou pensando em dar uma passada no outlet Mistigriff, que fica perto da torre pra comprar uns casacos. Você conhece esse lugar? me indicaram dizendo que era um lugar bem barato para isso. O que acha?
    Bjos

  • monica

    Silvia,

    Já tinha ouvido falar, mas nunca fui. Sei que são vendidas peças com pequenos defeitos e consta que os preços são bem em conta. Há uma loja no 83-85 da Rue Saint-Charles perto da estação de metrô Charles Michels.

    Se for lá, ao sair da Esplanada de Trocadéro, embarque na mesma linha 6 direção Nation, mas desça em La Motte-Picquet-Grenelle para fazer correspondência com a linha 10, direção Boulogne-Pont de St-Cloud até Charles Michels. A loja fica muito perto da estação, quase esquina com a Rue Beaugrenelle.

    Dê uma olhada no post que publiquei no sábado com sugestão de roteiro para quem tem pouco tempo em Paris.

    Boas compras. Se for lá, conte na volta como foi.

  • Rodrigo

    Oi, Mônica.

    Pode ter certeza que ler seu blog foi fundamental para minha decisão.

    Obrigado mesmo por toda a atenção. E você está certa de pontuar todas as possibilidades para que as pessoas não corram riscos.

    Grande abraço e muita sorte em tudo que for fazer!

  • monica

    Rodrigo

    São mensagens como a sua que fazem valer a pena escrever para o blog.

    Obrigada pelo incentivo

  • rogerio m

    olá, meu voo sai do Brasil x suíça , tenho uma Conexão em paris com espera de 7h , será que consigo dar um pulo rápido na torre eiffel pra tirar umas fotos e voltar a tempo para o aeroporto,tenho custos adicionais ? será eu, minha esposa, minha filha de 15 anos e meu filho de 5anos.

  • monica

    Oi Rogerio

    Dá tempo, sim. Estou imaginando que seus vôos sejam no mesmo aeroporto, portanto não haverá nenhum gasto adicional. Os custos serão apenas os das passagens de trem e de metrô. Confira as tarifas no sítio da RATP: http://www.ratp.info/touristes/index.php?langue=fr&rub=guide

    Boa viagem

  • Olá Monica,
    Só para dar um retorno que deu tudo certo através das tuas dicas. Isso que deu um certo atraso no CDG para deixar as malas no guarda-malas e pegar o RER (por algum motivo a máquina não vendia bilhete ida e volta).
    Entramos no RER 9h32 e chegamos na Torre 10h25. Ficamos meia hora “delirando” pelo Campo de Marte e voltamos 11h para o RER, chegando com certa tranquilidade ao meio dia para conexão no CDG.
    Coloquei o link do facebook da foto que tiramos em família no espaço website.

    Agora em fim janeiro voltaremos para Paris, mas para aproveitar 5 dias na cidade. Ficaremos próximos ao arco, e se você estiver por lá, ficaria feliz de lhe pagar um café como agradecimento.

    Forte Abraço

  • monica

    Thiago,

    Pelo visto a amostra abriu o apetite por Paris.

    Por muito pouco não vou poder tomar esse café com vocês – Planejo passar o Carnaval na Europa e, embora nunca tenha conseguido, estou tentando deixar Paris de fora, para provar que sou rebelde. Resistirei?

    Não consegui abrir sua foto. Estou curiosa… Compartilhe com a página da Viajante Cronica no Facebook.

    Obrigada pelo retorno, é bom saber que deu tudo certo.

    Boa viagem!!

  • Héber Luiz Zunarelli Martins

    Olá Mônica!

    Estou em Toulouse e voltarei para São Paulo neste próximo sábado (22/Dez). Meu voo chega em Paris (CDG) as 07h30m e meu voo para São Paulo (GRU) é só as 20h30m. Pelo que li aqui no seu blog dá pra fazer um passeio legal em Paris. Vou me aventurar nessa! Gostei das dicas, obrigado.

  • monica

    Oi Héber,

    Dá tranquilamente. Dê preferência a ir e voltar de Paris de RER: apesar de lotadão no final da tarde não estará sujeito a contratempos como um taxi. Caso na hora do retorno para o aeroporto você esteja perto de Opéra, pegue o Roissy Bus – o tempo de viagem é de aproximadamente uma hora. A parada fica na Rue Scribe quase esquina com a Rue Auber (junto da loja da Nespresso, na lateral da Opéra Garnier). Veja preços e horários no sítio da RATP: http://www.ratp.fr/en/ratp/r_61872/roissybus/

    Dê uma espiada neste outro post para quem tem mais horas de permanência em Paris: http://viajantecronica.com/2012/11/14/roteiro-em-paris-para-escapulir-de-uma-longa-conexao-no-aeroporto/

    Aproveite bastante o final de sua viagem

  • FLAVIA

    ola Monica, estou precisando muito de sua ajuda! vou para Paris em março chegando no aeroporto Charles de Gaulle. vou ficar em um hotel muito proximo da estaçao de metro de nome pigalle. como faço para chegar ate la? E ainda, meu retorno é pelo aeroporto orly. como faço para ir dessa estação pigalle até lá? desde ja obrigada pela atençao

  • monica

    Oi Flavia,

    Do CDG até Pigalle há duas alternativas interessantes:

    1) RER do aeroporto até a Gare du Nord.
    Comprar lá bilhetes de metrô e embarcar na linha 4, direção Porte de Clignancourt. Na estação seguinte, Barbès-Rochechouart, fazer correspondência com a linha 2, direção Porte Dauphine, saltando em Pigalle (2 estações);

    2) Pegar o Roissy Bus ( http://www.ratp.fr/en/upload/docs/application/pdf/2010-11/depliant_roissybus.pdf) descendo em Opéra – a parada fica na Rue Scribe ao lado do Teatro. Siga pela calçada em que desceu, atravesse a Rue Auber e na próxima esquina entre à direita no Boulevard des Capucines. Atravesse a Rue Caumartin e entre à direita na Rue de Sèze. Cruze duas ruas, e chegando na Place de la Madeleine, tome a calçada da esquerda, onde há um acesso por elevador para a estação do metrô, perfeito para as malas. (A caminhada é de uns 500 metros, ou 5 minutos). Compre os bilhetes e embarque na linha 12, direção Porte de la Chapelle, descendo em Pigalle.

    Para Orly:

    Pegue o RER na Gare du Nord, como já explicado acima ou

    Orly Bus que sai da Place Denfert-Rochereau – http://www.ratp.fr/en/ratp/r_61848/orlybus/ – Saindo de Pigalle, é pegar a linha 12 do metrô (direção Mairie d’Issy), fazer correspondência com a linha 4 em Montparnase-Bienvenue (direção Porte d’Orléans) até Denfert-Rochereau. Nesta praça também existe uma estação do trem RER que segue para Orly.

    Uma sugestão: baixe o mapa do metrô de Paris – Ele é fundamental, simples de ser entendido e vai facilitar enormemente seus deslocamentos na cidade.

  • Rafael

    Bom dia Monica.
    Dia 02 de fevereiro de 2013 estarei chegando a Paris e como é a primeira vez gostaria de sua ajuda.
    Vou com minha esposa em lua de mel e ficaremos hospedados num hotel a cerca de 1 km da torre eiffel.
    Sei que tenho que descer na estação de trem invalides, mas não sei muito bem como chegar até a estação partindo do Aeroporto Charles de Gaulle.
    poderia nos ajudar?

  • monica

    Rafael,

    Pegue no aeroporto o trem RER B ( o mapa de situação está aqui: http://www.aeroportsdeparis.fr/ADP/Resources/8102d608-a1c2-42cb-8252-f65f9acba3ae-plangareSNCF.pdf ) até a estação Saint-Michel-Notre Dame. Na mesma estação, tome o RER C direção Versailles-Rive Gauche, descendo na estação Invalides.

    É fundamental que você tenha os mapas do metrô e da cidade. Baixe um dos excelentes aplicativos disponíveis no sítio da empresa de transportes, a RATP: http://www.ratp.fr/informer/pdf/orienter/f_plan.php?fm=pdf&loc=reseaux&nompdf=metro

    Muitas felicidades, e façam uma ótima viagem.

  • Rafael

    Bom dia Monica.
    Quero agradecer a resposta e aproveitando pedir mais uma dica sua.
    Voce saberia de lugares onde se possa comer bem e sem gastar muito?
    Obrigado pela atenção.

  • monica

    Rafael,

    Comer bem sem gastar muito é uma equação difícil em qualquer lugar. Para economizar em restaurantes, eleja o almoço como “a refeição” do dia e procure uma das inúmeras “formules” (prato do dia).

    Como sofro de uma terrível impaciência com os normalmente lentos serviços nos restaurantes, gosto muito de beliscar e experimentar aquilo que classifico como BRs (besteiras de rua).

    Paris é pródiga em comida de rua barata. Aqui, alguns dos que experimentei – não são exatamente elegantes, mas achei deliciosos:

    Pat’s Hot Dogs – 56 rue du Roi de Sicile, no Marais, metrô Hôtel de Ville. Um verdadeiro “podrão” – o molho de cebolas caramelizadas é ótimo.

    Kaza Maza – 1 rue de l’Ecole Polytechnique (metrô Maubert Mutualité). Sanduíches libaneses que nunca canso de repetir. Há uma outra filial em Montparnasse com o mesmo cardápio no 16 rue d’Odessa (metrô Montparnasse-Bienvenue)

    Aup’ ti Grec – 62 Rue Mouffetard (metrô Place Monge). O crepe básico de manteiga com açúcar é ótimo

    Eric Kayser – 8, Rue Monge (metrô Maubert Mutualité) Croissants deliciosos. Divesas filiais na cidade

    Os que ainda estão na lista, não conferidos:

    La Turquoise – 30 Rue Pernety (metrô Pernety) kebabs, doces turcos, e uma bebida que adoro: o ayran, parecido com iogurte

    La Frite Bruxelloise – 101 rue Oberkampf (metrô Parmentier) – Batatas fritas belgas com maionese

    Man’ Ouché – 62 Rue Rambuteau (metrô Rambuteau)- Kebabs, tabules e sanduiches

    Patati Patata – 51 rue Lappe (metrô Bastille) pratos com batatas

    Mi-Va-Mi -23 Rue des Rosiers (metrô St. Paul) Falafel – consta que são melhores que o famoso L’As du Falafel, no 34 da mesma rua

    A lista é enorme – como não sei se é este o seu foco, é melhor parar.

  • Iza

    De St Michels – Notre Dame como faço para ir ao Outlet Mistigriff?

  • monica

    Iza,
    Saindo da estação Saint-Michel, siga pelo Boulevard Saint-Michel até a esquina com o Bd Saint-Germain, onde há um acesso para o metrô linha 10 (estação Cluny-La Sorbonne). Tome-o na direção Boulogne e desça Charles Michels.

    Alternativamente,se estiver vindo do aeroporto pelo RER B, é possível também descer em Denfert-Rochereau e ir para a estação do metrô(ao lado) para pegar a linha 6 do metrô (direção Charles de Gaulle-Étoile), descendo em Dupleix.

  • iza venrura

    obrigada Monica vou dar uma chegada la. Amanha estou querendo ir na city farma estou na rued sr severin em st michel, estou perto? Abrs iza

  • monica

    Oi Iza,

    Está bem perto, sim.

    Ah, a Rue St-Séverin… Plena de comidinhas tentadoras… Aproveite…
    Nesta farmácia super cheia de gente há um caixa menos concorrido no térreo próximo das prateleiras “nature”. Há uma outra filial em Nation, um pouco menos barateira e… vazia.

  • Juliana

    Olá Mônica, tenho uma viagem pra Israel com parada em paris (tanto na ida quanto na volta), sendo assim;
    IDA: chegada no aeroporto às 10:15, e saída às 15:40;

    Na volta pro Brasil, chego no aeroporto de paris às 23:00, e so saio pro Brasil às 06:00 da manhã. alguma dica de aproveitar paris??

  • Regiane

    Ola,

    estamos planejando uma viajem que terá como parada Paris, ainda não temos os horarios certos, então estamos só cogitando sair para ver a TOrre. Minha dúvida é se precisamos de visto para passar pela imigração em Paris, quais documentos levar.

    Muito obrigada e parabens pelo site.

  • monica

    Juliana,

    Assumindo que a conexão da ida seja no Aeroporto de Charles de Gaulle, fica apertado, mas dá para ao menos espiar a Torre Eiffel, se não houver atraso no vôo nem muita demora na imigração.

    Por segurança, calcule umas três horas para deslocamentos aeroporto-cidade-aeroporto e acrescente mais uma para passar pela segurança e caminhada até a área de embarque. É importante que você saiba precisamente quais serão os terminais de desembarque e embarque e estude o mapa do aeroporto para saber o caminho mais rápido entre eles e a estação de trens RER.

    Quanto à volta, eu recomendaria ficar em um hotel perto do aeroporto. Dê uma olhada aí em cima nas respostas que dei ao Rodrigo, que decidiu encarar a madrugada parisiense, mas repare que o vôo dele partia às 10h30. Sei que o trem (RER) funciona até às 23 horas, mas circulam ônibus na madrugada (hora em hora) indo para a Gare de l’Est saindo do terminal rodoviário do aeroporto ( que se chega usando o trenzinho CDGVAL – http://www.aeroportsdeparis.fr/ADP/Resources/9fad5cb5-576c-4bea-bff8-5a78a1967818-ligne_CDGVAL.jpg )

    As linhas de ônibus são a N140 ou N143 e os horários de funcionamento: http://www.ratp.fr/fr/ratp/r_61878/noctilien-bus-de-nuit-pour-roissy/

    Boa viagem

Leave a Reply

  

  

  

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>