Como fugir do aeroporto para ver a Torre Eiffel

Compartilhe

"Ela"

Uma situação relativamente comum para quem viaja para a Europa é ter que ficar plantado em um aeroporto esperando uma conexão entre vôos. Os que saem de férias têm a agenda mais flexível e podem escolher vôos com permanências menores em um aeroporto. Para os que viajam a trabalho ou compram uma passagem hiper barata, terão algumas vezes que aguardar algumas horinhas zanzando pelo aeroporto enchendo a cara de café.

"Ela"

Se a sua conexão é em Paris e envolve uma espera de cinco horas ou mais, vale a pena sair do aeroporto para ao menos ver o maior símbolo da França: a Torre Eiffel. (Se tiver mais tempo de espera, veja este outro post - http://viajantecronica.com/2012/11/14/roteiro-em-paris-para-escapulir-de-uma-longa-conexao-no-aeroporto/ ). Um ícone dessa magnitude merece ser apreciado de um ponto de vista privilegiado – a esplanada do Palais de Chaillot em Trocadéro. Nem pense em subir a Torre se não dispuser de pelo menos oito horas livres. Lembre-se das filas e do tempo da visita.

"Ela"

A escapada tem que ser muito bem planejada para não colocar em risco o horário de embarque do segundo vôo. Se as malas já estiverem previamente despachadas, dá para rolar. Se acontecer algum atraso no primeiro vôo, a operação deve ser abortada. Não esqueça que é preciso estar de volta ao aeroporto pelo menos uma hora e meia antes do embarque. (Vê lá, hein?)

"Ela"

Destine uma confortável margem de três horas para os deslocamentos entre o aeroporto e a cidade, bem como a volta. Não despreze a possibilidade de encontrar filas nas bilheterias do metrô nem subestime os engarrafamentos, caso sua opção seja ônibus. Não deixe de conferir quais serão os terminais de desembarque e de embarque, além de consultar minuciosamente os mapas do aeroporto.

"Ela"

Existe uma estratégica saída da estação de metrô Trocadéro, bem em frente ao Palais de Chaillot, cuja esplanada que oferece a mais deslumbrante vista em Paris da Torre Eiffel. Essa estação fica no 16º. Arrondissement e é servida pelas linha 6 e 9. O sítio da RATP fornece horários, tarifas e trajetos dos trens RER, ônibus e metrô.

"Ela" Palais de Chaillot visto da Torre Eiffel

Se a conexão é no Aeroporto Charles de Gaulle, (mapa) na cidade de Roissy a opção mais rápida para se chegar a Trocadéro é pegar o trem RER B direção Massy-Palaiseau, descendo na estação Denfert-Rochereau. O trajeto demora uns 45 minutos. Compre dois bilhetes unitários de metrô para garantir a volta, e pegue o metrô linha 6, direção Charles de Gaulle-Etoile, descendo em Trocadéro. A viagem é de cerca de 15 minutos.

"Ela"

Optando por ônibus, pegue o Roissy bus, que tem saídas a cada 15/20 minutos . A viagem leva cerca de uma hora e o desembarque é na rue de Scribe, ao lado da Opera de Paris. Daí, uma pequena caminhada pelo Boulevard Haussmann até a entrada estação de metrô Havre-Caumartin, bem em frente ao Magasin Printemps. Pegue o metrô da linha 9 direção Pont de Sevre descendo em Trocadéro. A viagem é também de cerca de 15 minutos.

"Ela"Fonte: Google Maps

Chegando pelo aeroporto de Orly, (mapa) pegue o Orly bus, cuja parada final é na Praça Denfert-Rochereau. A viagem dura cerca de 30 minutos com saídas a cada 15/20 minutos. Daí é pegar o metrô linha 6, direção Charles de Gaulle-Etoile, descendo em Trocadéro em uma viagem de cerca de 15 minutos. Se o segundo vôo partir do Aeroporto Charles de Gaulle basta seguir as indicações dadas aí em cima.

"Ela"

É trabalhoso? Um pouco, porém, simples. Sem dúvida é bem mais estimulante do que ficar cinco ou mais horas sentado se entediando tão perto da “Cidade Luz”. Para não dizer que não comeu nada tipicamente frances, prove ao menos um crepe em uma daquelas banquinhas xexelentas que ficam na entrada da esplanada.

     

238 thoughts on “Como fugir do aeroporto para ver a Torre Eiffel”

  1. Olá,

    Vou ficar no aeroporto Charles de Gaulle das 15h40 e o outro avião é às 19h, você acha que daria tempo?

    Grata,

  2. Amanda,
    Considerando o curto intervalo entre seus vôos, eu pessoalmente não arriscaria. Lembre-se que além de ter que fazer imigração (fila), você terá que se apresentar para o outro embarque uns trinta minutos antes da decolagem.

  3. Olá Monica,
    Eu e minha família chegaremos no CDG 8h25. temos uma conexão para Lisboa 13h20. Gostaríamos apenas de ver a torre, fotografar e retornar. Você acha que daria tempo, fazendo o trajeto de metrô.
    Parabéns pelo site.

  4. Oi Thiago,

    Com minguadas 5 horas, tudo vai depender do tempo na fila da imigração. Se vocês estiverem liberados em torno das 9, talvez valha a pena encarar. Nem cogite um taxi: não dá para prever as condições do tráfego. Estude muito bem o mapa do aeroporto para saber exatamente onde fica seu terminal de desembarque, como chegar à bilheteria e estação de trens e na volta, o caminho mais rápido para o terminal e portão de onde partirá seu vôo para Lisboa.
    Você vai precisar comprar os bilhetes de ida (e volta) para o RER B direção Massy-Palaiseau, descendo na estação Denfert-Rochereau em uma viagem de cerca de 45 minutos.
    Chegando lá passe para a estação de metrô (o endereço é o mesmo) e compre bilhetes na máquina, se o grupo for de 5 de pessoas, economize comprando um carnê com 10 viagens. Procure a plataforma da linha 6 direção Charles de Gaulle-Etoile, e desça em Trocadéro. A viagem leva uns 15 minutos. Procure a saída (sortie) Musée de l’Homme/Musée de la Marine para já sair na calçada certa e de “frente para o crime”.
    Calculando com algum conforto umas três horas para a ida e volta, vocês chegariam em Trocadéro em torno de 10h30 e teriam que sair perto das 11h00, para estar no aeroporto antes de 12h30.
    Você não mencionou o tamanho do grupo nem as idades – quanto mais pessoas, mais complicado é o processo. Se você estiver levando um cartão de débito, a compra das passagens será bastante simples nas máquinas de auto atendimento.
    Se eu estivesse em seu lugar, e com o passaporte carimbado às 9h10, sem dúvida arriscaria. Pelo horário do pouso, suponho que vocês viajem pela Air France, que costuma oferecer um stop over gratuito em Paris na ida e/ou na volta. Se você não fechou a compra, ainda dá para mudar sem acréscimos e ficar um ou mais dias na cidade luz.

  5. Oi Monica!
    Muito obrigado pela dica. Vou eu, minha esposa e filha de 14 anos. Eu e minha esposa estivemos em Paris em janeiro, mas foi parte do roteiro de uma viagem maior, vindo de Euroline de munique e depois seguindo de Euroline para Lisboa…
    Inclusive, viajamos pela AirFrance em janeiro, para Berlim, com conexão no CDG. Como ficamos 4 horas no aeroporto e não teve fila nenhuma na imigração, se tivermos sorte, vamos tentar a correria, só para mostrar a torre para nossa filha.
    Eu não sabia do Stop over…já fechei a compra sim…voltamos no sábado dia 3/11 e seria muito bacana ficar um dia a mais em Paris…

  6. Thiago,
    Com sua filha de 14 anos é tranquilo. Eu estava imaginando um bebê, seu carrinho e um outro mais velhinho pedindo colo. O cálculo de tempo que fiz foi suficientemente generoso. Acredito que até dê tempo para vocês comerem um crepe vagabundo, porém parisiense, em uma daquelas barraquinhas que ficam na Esplanada de Trocadéro.

    Quanto ao stopover,não custa nada telefonar e perguntar. Antecipar a data do vôo para um dia antes do retono caracteriza uma alteração do bilhete e é cobrada. Se não rolar, vale como incentivo para viajar outra vez.Fique ligado porque, embora não seja muito divulgado, é prática usual na maioria das empresas aéreas européias. Sempre que possível, procuro viajar em uma empresa de um país diferente do meu destino para me beneficiar desta colher de chá.

    Outra coisa que também faço é comprar a passagem de ida para uma cidade e a volta por outra. Esta é uma situação em que o stopover gratuito não é concedido, mas a Europa é muito bem servida por trens de alta velocidade e empresas aéreas de baixo custo, e comprando com antecipação sempre encontro promoções.

    Façam uma excelente viagem

  7. Olá Monica!
    Vou passar por Paris antes de ir para Porto. Só que tenho um problema: chego no CDG às 13:40 e saio por Orly às 20:20.
    Eu gostaria de levar as malas do CDG para um bagageiro no aeroporto de Orly primeiro, para depois ir e voltar de Paris para o Orly.
    Você acha que dá tempo? Acho que meu maior problema seria a locomoção de um aeroporto ao outro.
    Poderia me sugerir as etapas e meios de transporte?
    Grato desde já!
    Você tem o melhor site de viagens!

  8. Victor,
    Como o segundo vôo partirá de outro aeroporto, a chegada no CDG envolverá além da fila da imigração, a coleta da bagagem na esteira. Eu chutaria algo em torno de uma hora até chegar a plataforma do trem suburbano, o RER com destino a Paris.

    Supondo que você queira apenas dar uma espiada na Torre Eiffel, e sua bagagem não seja volumosa, o mais prático seria encarar a aventura de mala e cuia direto, seguindo as mesmas coordenadas que passei para o Thiago aí em cima. Até onde me lembro, a estação de Denfert Rochereau não tem escadas rolantes, ao contrário da saída(sortie) Musée de l’Homme/Musée de la Marine na estação Trocadèro.

    A viagem, sem contar com compra de passagem, caminhada para a estação e plataforma de embarque e espera das composições leva 45 minutos (RER) mais 15 minutos (metrô). Ou seja, se seu vôo pousar sem atraso, a chegada em Trocadèro deve ser umas 2h20 depois da aterrisagem, perto das 16 horas.

    Para Orly, o caminho inverso, pegando a mesma linha de metrô para Denfert Rochereau (Direção Nation, 15 minutos de viagem). Daí 2 opções para o aeroporto:

    O Orlybus (pessoalmente minha escolha), que parte da porta da estação do RER (25 minutos para Orly Ouest e 30 para Orly Sud);

    O RER B direção Massy-Palaiseau,descendo em Antony (viagem de 15 minutos mais uma Navette – um outro trenzinho – de 10 minutos até o terminal sul).

    Se não quiser carregar a bagagem, desça do RER na estação de trens Gare du Nord (viagem de 35 minutos) e deixe-a no guarda volumes. Tome o metrô linha 4, direção Porte d’Orléans e descendo na estação Strasbourg-St.Denis, faça correspondência com a linha 9, direção Pont de Sèvres, até Trocadèro (viagem de 30 minutos).

    Faça o caminho inverso no metrô (linha 9 direção Mairie de Montreuil ,descendo em Strasbourg-St.Denis, para correspondência com a linha 4, direção Porte de Clignancourt), saltando na Gare du Nord para pegar as malas e daí escolha:

    RER B direção Massy-Palaiseau,descendo em Antony (viagem de 30 minutos mais uma navette de 10 minutos até o terminal sul). Opção mais rápida e prática;

    Pegar novamente o metrô 4 direção Porte d’Orléans, descendo em Denfert Rochereau (22 minutos) e daí o Orlybus (25 minutos para Orly Ouest e 30 para Orly Sud).

    O texto está longo, mas acho que dá para entender. Lembre-se que ainda terá que fazer check in em Orly. Procure chegar uns 90 minutos antes da partida.

    Fiz as simulações no excelente sítio da empresa de transportes RATP: http://www.ratp.fr/itineraires/fr/ratp/recherche-avancee
    Estude o mapa dos aeroportos aqui: http://www.aeroportsdeparis.fr/ADP/fr-FR/Passagers/Acces-Plans-Parking/Paris-CDG/Plans-Des-Terminaux/

  9. Oi. Achei mto útil suas informações. Farei uma conexão em Paris em novembro, das 08:00h as 16:40h. Vc acha que dá tempo de ir a torre? Minha conexão é a partir do aeroporto Charles de Gaulle. Pode me ajuda? Obrigada.

  10. Oi Stephanie,

    Dê uma espiada na resposta que dei aí acima para o Thiago. Estou entendendo que você não pretenda subir a torre. Se for isso, acho que sua situação é mais confortável que a dele, pois você tem duas horas a mais de permanência em Paris.

    Sou um bocado abusada e se eu tivesse um “layover” como o seu, de quase nove horas, eu seguiria pela mesma linha de metrô até a estação final, a Charles de Gaulle-Etoile para ver o Arco do Triunfo e a Avenue des Champs-Elysées. Depois voltaria pela mesma linha na direção contrária, descendo três estações adiante, em Trocadéro e aí sim, veria a Torre Eiffel antes de voltar para o aeroporto.

  11. Muito obrigada Monica! Acho q vou fazer isso mesmo! Adorei as dicas!

  12. Obrigado Monica!
    Estou admirado com a sua boa-vontade e disposição!
    Que Deus te dê muita saúde para viajar por muitos anos!
    Valeu!

  13. Stephanie e Victor,

    De nada!
    Espero que curtam a escapada.
    Que Deus o ouça, Victor. Vou precisar de saúde e disposição para aprimorar minhas habilidades em uma bicicleta, meu mais recente sonho de consumo em terras estrangeiras. Se decidir deixar a bagagem em Gare du Nord, consulte o mapa de situação da estação aqui: http://www.gares-en-mouvement.com/es/frpno/plans/quartier/

  14. Olá Mônica,

    Muito Bacana seu post, ficamos muito contentes em ler todas suas dicas, parabéns pela iniciativa! =)

    Então, vamos em fevereiro para Itália, com uma conexão de 10h e 30m no CDG, rsrs, compramos já de propósito para poder visitar Paris. Vi que indicou para Stephanie, acima, para fazer um roteirinho começando pelo arco do triunfo e passando pela torre antes de voltar ao aeroporto. Pensei em fazer o mesmo, mas queríamos muito tb dar uma entradinha no Louvre, acha que essa época tem muita fila?

    Outra dúvida que ficamos, vc sabe onde eu posso conseguir o mapa do aeroporto CDG, para que possamos estudar os locais onde deixaremos a mala e onde pegaremos o trem que você indicou?

    Sugere algum roteirinho especial para nosso tempo? =)

    Muito Obrigada pela gentileza.

    Bjos
    Silvia

  15. Te perguntei pelo mapa, pois não achei no mapa geral, do link que postou, em qual dos terminais existe a entrada para o embarque no trem RER B.

    =)

    Obrigadão de novo!
    Silvia

  16. Oi, Silvia,

    Acho que 10h30 dá para fazer um bocado de coisas em Paris, porém seria prudente destinar umas 3 horas para deslocamentos e mais uns 45 minutos a 1 hora para passar pela segurança e chegar ao portão de embarque sem correrias. Com margem de segurança, sobram umas 6h30 líquidas para flanar. Não arrisque taxi para não ser surpreendida por alguma retenção no caminho. As possibilidades dentro desse período são infinitas, mas aí vai uma sugestão:

    O Museu do Louvre é enorme, e não fica perto da Torre Eiffel. Se você prioriza esta visita, que seja ela a primeira coisa a fazer e o resto, terá que ser encaixado conforme o tempo que sobrar. Para evitar filas, você pode comprar os ingressos online antes de viajar. Lembre-se que o Museu fecha às terças feiras. O sítio: http://www.louvre.fr/en/online-tickets.

    Saindo do CDG, você vai pegar o mesmo RER B direção Massy-Palaiseau, descendo na estação Saint-Michel-Notre Dame, bem perto da Catedral. Que tal uma espiadinha? De lá caminhe até o Louvre e faça sua visita. Ao sair, vá para a Rue de Rivoli e tome o metrô da linha 1 direção La Défense na estação Palais Royal-Musée du Louvre e desça em Charles de Gaulle-Étoile para ver o Arco do Triunfo e a Avenue des Champs-Élysées.

    Na mesma estação de metrô, pegue a linha 6, direção Nation, descendo 3 estações depois, a Trocadéro ( procure a saída Musée de l’Homme/Musée de la Marine) para ver a Torre Eiffel da Esplanade de Trocadéro. A volta para o CDG é igual ao do Thiago, aí acima.

    A estação do RER no aeroporto fica no terminal 2. Abra o link que postei e repare que você pode, baixar os mapas detalhados de cada terminal (bom para se orientar na chegada e quando voltar para o segundo vôo), e no último, embaixo, à direita, fornecido pela empresa de trens francesa, a SNCF, indicando a estação do RER. Acho que é este o que você procura: http://www.aeroportsdeparis.fr/ADP/Resources/8102d608-a1c2-42cb-8252-f65f9acba3ae-plangareSNCF.pdf

    Com relação às malas, se você vai fazer uma conexão no mesmo aeroporto e pela mesma empresa aérea, nem precisa se preocupar: Elas são despachadas também no segundo vôo e você as reencontrará no destino final.

    Espero ter ajudado. Nem preciso desejar uma excelente viagem, por indo para a Itália é impossível que isso não aconteça.

  17. Oi… estou com o mesmo “problema”, desembarco no aeroporto CDG às 9 da manha e meu voo só sairá as 23 horas (rs…).
    O que dá para eu fazer nessas grandes horas que terei (dicas)? Você pode me explicar como faço para pegar o metro até os locais que dá para eu visitar? Torre, Arco, etc… e o metrô da volta para o aeroporto?! rs…
    Obrigado.

  18. Bruno,
    Dê uma espiada na resposta que dei para a Silvia aí em cima. A situação é bem parecida. Eu acrescentaria, depois de Notre Dame um passeio de barco pelo Sena – Eles saem do cais que fica embaixo da Pont Neuf, na mesma ilha da Catedral.
    Aproveite o dia.

  19. Oi, Monica. Tudo bem?
    Nada me poderia ser mais útil neste momento do que este seu post haha..
    Li ele todo, assim como as perguntas das pessoas e as suas respostas para cada uma delas.
    Admirável sua atitude.

    Mas a minha situação é um pouco diferente: tenho largas 12 horas de espera no aeroporto Charles de Gaulle, porém entre 22h e 10h30, ou seja, a maior parte na madrugada e de um domingo para segunda.
    Pelo que pesquisei, tanto o RER quanto o Metro, durante a semana estão abertos somente das 5h30 às 0h30. Neste caso eu teria que ficar vagando pelas ruas, nas proximidades da torre até pegar o primeiro metro às 5h30.

    Minha primeira pergunta é: Paris, pela madrugada, nas proximidades da torre e nas estações, é segura? Muita gente me fala que é perigoso, mas sendo brasileiro e paulistano já convivo diariamente com um lugar muito mais perigoso.

    Segunda pergunta: existe algum hostel muito próximo de lá ? Para eu encostar ou mesmo pegar um quarto até a hora do metro.

    Desde já, muito obrigado mesmo.

    Abraços

  20. Bruno,
    De nada!
    Se você curte andar, mesmo que não visitar o Museu do Louvre entre pela esplanada, a partir da Pont des Arts para ver a pirâmide. Continue caminhando pelo Jardin des Tuileries tome um sorvete L’Inimitable no quiosque da “Amorino” e prossiga até a Place de la Concorde. Atravesse para entrar na Champs-Elysées e vá até o Arco do Triunfo. Deve dar uns 4 quilômetros.

    Veja também esse outro post: http://viajantecronica.com/2012/11/14/roteiro-em-paris-para-escapulir-de-uma-longa-conexao-no-aeroporto/

  21. Rodrigo,

    Mas que horário e dia chatos, hein?

    Sem dúvida é possível fazer o que você pretende. Estivesse eu no seu lugar buscaria um hotel quente e seco nas proximidades do aeroporto para dormir até mais tarde, acordando revigorada para prosseguir a viagem. Alguns de meus motivos para a esta escolha:

    1) 10 horas da noite com o fuso de lá seria tarde demais para o meu relógio biológico, ainda brasileiro;

    2) O inverno em Paris é normalmente, além do óbvio frio,chuvoso;

    3) Não existe no mundo noite mais sem graça do que a de um domingo para segunda feira e a frequência de transportes é sensivelmente reduzida;

    4) Muitos albergues e hostels costumam ter “curfew”, um tipo de toque de recolher – não dá para entrar de madrugada e incomodar quem já está dormindo;

    5) Não seria nada agradável encontrar a minha vaga no hotel ocupada e ter que procurar a pé (ou de taxi) pela madrugada outra acomodação;

    6) O horário da manhã em uma segunda feira é sempre movimentado em qualquer aeroporto e as filas para o controle de segurança devem ser grandes. É preciso estar lá com uma antecedência maior do que para um vôo noturno.

    7) Chegar mal dormida,com bagagem na outra cidade e ainda fazer check in no hotel roubaria a disposição para aproveitar o dia na segunda cidade.

    Mas a decisão deve ser sua. Com relação ao perigo, Paris é igual a qualquer grande cidade e em uma madrugada fria de segunda feira, acredito que até os “bandidos”, por falta de freguesia devam estar em casa.

    Para hospedagem, procure no Google albergues ou hostels em Paris – Acho difícil ter algum nas proximidades da torre. Quem sabe lá pelo 15eme (Montparnasse)? Não tenho hábito de palpitar neste sensível assunto, pois as escolhas são extremamente subjetivas.

    Faça uma ótima viagem

  22. Mônica,

    Muito Obrigada pela resposta tão completa e atenciosa! =)

    Bom, acabei descobrindo que meu voo chega mesmo na TERÇA, afff… vou acabar não podendo ir ao Louvre, mas tudo bem, acho que vou chegar até lá pra tirar uma foto na piramide. Vc tem mais alguma sugestao, já que não vamos mais entrar no Louvre?

    Você acha que conseguiríamos subir no Topo da Torre?

    Bjos e obrigada mais uma vez!
    Silvia

  23. Silvia,
    Subir a torre com os ingressos comprados antecipadamente evitando filas seria a receita ideal. Porém, dando uma espiada no sitio, http://www.tour-eiffel.fr/preparer-sa-visite/acheter-ses-billets.html ,descobri que, por questões de ordem climática, no período de sua visita, é possível reservar bilhetes apenas até o segundo andar e, no dia da visita, dependendo das condições meteorológicas, paga-se o valor complementar da visita até o topo.

    Não querendo jogar água na sua fervura,evito comprar com muita antecedência bilhetes para atrações ao ar livre,principalmente no inverno. Apesar de ser minha época favorita,saio de casa sabendo que terei que lidar com dias mais curtos,chuva, neve, atrações fechadas para reformas e horários de visitação limitados.

    Que tal uma volta de de barco pelo Sena? A parte de baixo é envidraçada e protegida das intempéries, sem grandes problemas de visibilidade. Existem várias empresas fazendo o passeio de uma hora. Este aqui – http://www.vedettesdupontneuf.com/departs.htm – sai do cais que fica embaixo da Pont Neuf, perto da saída da estação do RER Saint-Michel-Notre Dame.

    Escrevi este post pensando nas pessoas que têm uma conexão com permanência de 5 a 6 horas e não querem ficar no aeroporto tomando café com croissant, mas vejo que há quem deliberadamente espiche o período, planejando dar um giro pela cidade. Estou preparando, e devo publicar esta semana, outro post com um roteiro relâmpago contemplando algumas das atrações mais procuradas em Paris – O difícil é escolher quais…

  24. Mônica,

    Muito obrigada mais uma vez pelas dicas!Estarei esperando ansiosamente seu novo post!

    Bjos com carinho
    Silvia

  25. Mônica, desculpe a demora para responder!
    Consegui ir para Paris durante minha conexão no meio da madrugada.
    Acabei tendo que ir de ônibus porque o RER já estava fechado. No fim, depois de muito esforço, caminhada e frio, consegui ver a torre por todos os ângulos.
    Foi cansativo, mas sem problemas porque foi durante minha volta. Já estou no Brasil!

    Obrigado mesmo pelo esforço em ajudar.

    Boa sorte em tudo!

  26. Ô Rodrigo,

    Parabéns pela valentia!!!

    Que bom que você conseguiu! Eu sabia… Dava para perceber que você já estava resolvido. No fundo do coração eu estava torcendo para que você não seguisse nenhum dos conselhos que dei.

    Se estivesse voltando para casa, teria feito igual, mas não publicaria. Meu papel aqui é dar sugestões com mínimas possibilidades de erros. Não quero expor ninguém a apertos. Daí eu ter enumerado os prováveis problemas do seu passeio. Faço maluquices, sim, mas tento imaginar os desdobramentos, calculando os riscos envolvidos – Sempre há um plano B e às vezes até um C e ainda assim a margem de acerto fica em torno de 90%.

    Fiquei contente com sua decisão. Que venham outras viagens!

  27. Mônica, estou pensando em dar uma passada no outlet Mistigriff, que fica perto da torre pra comprar uns casacos. Você conhece esse lugar? me indicaram dizendo que era um lugar bem barato para isso. O que acha?
    Bjos

  28. Silvia,

    Já tinha ouvido falar, mas nunca fui. Sei que são vendidas peças com pequenos defeitos e consta que os preços são bem em conta. Há uma loja no 83-85 da Rue Saint-Charles perto da estação de metrô Charles Michels.

    Se for lá, ao sair da Esplanada de Trocadéro, embarque na mesma linha 6 direção Nation, mas desça em La Motte-Picquet-Grenelle para fazer correspondência com a linha 10, direção Boulogne-Pont de St-Cloud até Charles Michels. A loja fica muito perto da estação, quase esquina com a Rue Beaugrenelle.

    Dê uma olhada no post que publiquei no sábado com sugestão de roteiro para quem tem pouco tempo em Paris.

    Boas compras. Se for lá, conte na volta como foi.

  29. Oi, Mônica.

    Pode ter certeza que ler seu blog foi fundamental para minha decisão.

    Obrigado mesmo por toda a atenção. E você está certa de pontuar todas as possibilidades para que as pessoas não corram riscos.

    Grande abraço e muita sorte em tudo que for fazer!

  30. Rodrigo

    São mensagens como a sua que fazem valer a pena escrever para o blog.

    Obrigada pelo incentivo

  31. olá, meu voo sai do Brasil x suíça , tenho uma Conexão em paris com espera de 7h , será que consigo dar um pulo rápido na torre eiffel pra tirar umas fotos e voltar a tempo para o aeroporto,tenho custos adicionais ? será eu, minha esposa, minha filha de 15 anos e meu filho de 5anos.

  32. Olá Monica,
    Só para dar um retorno que deu tudo certo através das tuas dicas. Isso que deu um certo atraso no CDG para deixar as malas no guarda-malas e pegar o RER (por algum motivo a máquina não vendia bilhete ida e volta).
    Entramos no RER 9h32 e chegamos na Torre 10h25. Ficamos meia hora “delirando” pelo Campo de Marte e voltamos 11h para o RER, chegando com certa tranquilidade ao meio dia para conexão no CDG.
    Coloquei o link do facebook da foto que tiramos em família no espaço website.

    Agora em fim janeiro voltaremos para Paris, mas para aproveitar 5 dias na cidade. Ficaremos próximos ao arco, e se você estiver por lá, ficaria feliz de lhe pagar um café como agradecimento.

    Forte Abraço

  33. Thiago,

    Pelo visto a amostra abriu o apetite por Paris.

    Por muito pouco não vou poder tomar esse café com vocês – Planejo passar o Carnaval na Europa e, embora nunca tenha conseguido, estou tentando deixar Paris de fora, para provar que sou rebelde. Resistirei?

    Não consegui abrir sua foto. Estou curiosa… Compartilhe com a página da Viajante Cronica no Facebook.

    Obrigada pelo retorno, é bom saber que deu tudo certo.

    Boa viagem!!

  34. Olá Mônica!

    Estou em Toulouse e voltarei para São Paulo neste próximo sábado (22/Dez). Meu voo chega em Paris (CDG) as 07h30m e meu voo para São Paulo (GRU) é só as 20h30m. Pelo que li aqui no seu blog dá pra fazer um passeio legal em Paris. Vou me aventurar nessa! Gostei das dicas, obrigado.

  35. Oi Héber,

    Dá tranquilamente. Dê preferência a ir e voltar de Paris de RER: apesar de lotadão no final da tarde não estará sujeito a contratempos como um taxi. Caso na hora do retorno para o aeroporto você esteja perto de Opéra, pegue o Roissy Bus – o tempo de viagem é de aproximadamente uma hora. A parada fica na Rue Scribe quase esquina com a Rue Auber (junto da loja da Nespresso, na lateral da Opéra Garnier). Veja preços e horários no sítio da RATP: http://www.ratp.fr/en/ratp/r_61872/roissybus/

    Dê uma espiada neste outro post para quem tem mais horas de permanência em Paris: http://viajantecronica.com/2012/11/14/roteiro-em-paris-para-escapulir-de-uma-longa-conexao-no-aeroporto/

    Aproveite bastante o final de sua viagem

  36. ola Monica, estou precisando muito de sua ajuda! vou para Paris em março chegando no aeroporto Charles de Gaulle. vou ficar em um hotel muito proximo da estaçao de metro de nome pigalle. como faço para chegar ate la? E ainda, meu retorno é pelo aeroporto orly. como faço para ir dessa estação pigalle até lá? desde ja obrigada pela atençao

  37. Oi Flavia,

    Do CDG até Pigalle há duas alternativas interessantes:

    1) RER do aeroporto até a Gare du Nord.
    Usando o mesmo bilhete “origine/destination”,embarcar na linha 4 do metrô, direção Porte de Clignancourt. Na estação seguinte, Barbès-Rochechouart, fazer a troca com a linha 2, direção Porte Dauphine, saltando em Pigalle (2 estações);

    2) Pegar o Roissy Bus ( http://www.ratp.fr/en/upload/docs/application/pdf/2010-11/depliant_roissybus.pdf) descendo em Opéra – a parada fica na Rue Scribe ao lado do Teatro. Siga pela calçada em que desceu, atravesse a Rue Auber e na próxima esquina entre à direita no Boulevard des Capucines. Atravesse a Rue Caumartin e entre à direita na Rue de Sèze. Cruze duas ruas, e chegando na Place de la Madeleine, tome a calçada da esquerda, onde há um acesso por elevador para a estação do metrô, perfeito para as malas. (A caminhada é de uns 500 metros, ou 5 minutos). Compre os bilhetes e embarque na linha 12, direção Porte de la Chapelle, descendo em Pigalle.

    Do metrô Pigalle para Orly:

    – Tome o metrô linha 2, direção Nation, até estação Barbès-Rochechouart (2 adiante) e troque para a linha 4, direção Porte d’Orléans até Gare du Nord (1 adiante). Na Gare du Nord embarque no RER-B direção Massy-Palaiseau ou Saint-Rémy-lès-Chevreuse até Antony e de lá o trenzinho Orlyval até o aeroporto;

    – Tome o metrô linha 12, direção Mairie d’Issy, até Montparnase-Bienvenue (13 adiante) e troque para a linha 4, direção Porte d’Orléans até Denfert-Rochereau (3 adiante). Da parada na porta da estação, embarque no ônibus Orlybus.
    http://www.ratp.fr/en/ratp/r_61848/orlybus/
    Se preferir, ao sair do metrô suba para a estação do RER (mesmo prédio, um nível acima) estação do trem RER B, direção Massy-Palaiseau ou Saint-Rémy-lès-Chevreuse até Antony e de lá o trenzinho Orlyval até o aeroporto;

    Uma sugestão: baixe o mapa do metrô de Paris – Ele é fundamental, simples de ser entendido e vai facilitar enormemente seus deslocamentos na cidade.

  38. Bom dia Monica.
    Dia 02 de fevereiro de 2013 estarei chegando a Paris e como é a primeira vez gostaria de sua ajuda.
    Vou com minha esposa em lua de mel e ficaremos hospedados num hotel a cerca de 1 km da torre eiffel.
    Sei que tenho que descer na estação de trem invalides, mas não sei muito bem como chegar até a estação partindo do Aeroporto Charles de Gaulle.
    poderia nos ajudar?

  39. Rafael,

    Pegue no aeroporto o trem RER B ( o mapa de situação está aqui: http://www.aeroportsdeparis.fr/ADP/Resources/8102d608-a1c2-42cb-8252-f65f9acba3ae-plangareSNCF.pdf ) até a estação Saint-Michel-Notre Dame. Na mesma estação, tome o RER C direção Versailles-Rive Gauche, descendo na estação Invalides.

    É fundamental que você tenha os mapas do metrô e da cidade. Baixe um dos excelentes aplicativos disponíveis no sítio da empresa de transportes, a RATP: http://www.ratp.fr/informer/pdf/orienter/f_plan.php?fm=pdf&loc=reseaux&nompdf=metro

    Muitas felicidades, e façam uma ótima viagem.

  40. Bom dia Monica.
    Quero agradecer a resposta e aproveitando pedir mais uma dica sua.
    Voce saberia de lugares onde se possa comer bem e sem gastar muito?
    Obrigado pela atenção.

  41. Rafael,

    Comer bem sem gastar muito é uma equação difícil em qualquer lugar. Para economizar em restaurantes, eleja o almoço como “a refeição” do dia e procure uma das inúmeras “formules” (prato do dia).

    Como sofro de uma terrível impaciência com os normalmente lentos serviços nos restaurantes, gosto muito de beliscar e experimentar aquilo que classifico como BRs (besteiras de rua).

    Paris é pródiga em comida de rua barata. Aqui, alguns dos que experimentei – não são exatamente elegantes, mas achei deliciosos:

    Pat’s Hot Dogs – 56 rue du Roi de Sicile, no Marais, metrô Hôtel de Ville. Um verdadeiro “podrão” – o molho de cebolas caramelizadas é ótimo.

    Kaza Maza – 1 rue de l’Ecole Polytechnique (metrô Maubert Mutualité). Sanduíches libaneses que nunca canso de repetir. Há uma outra filial em Montparnasse com o mesmo cardápio no 16 rue d’Odessa (metrô Montparnasse-Bienvenue)

    Aup’ ti Grec – 62 Rue Mouffetard (metrô Place Monge). O crepe básico de manteiga com açúcar é ótimo

    Eric Kayser – 8, Rue Monge (metrô Maubert Mutualité) Croissants deliciosos. Divesas filiais na cidade

    Os que ainda estão na lista, não conferidos:

    La Turquoise – 30 Rue Pernety (metrô Pernety) kebabs, doces turcos, e uma bebida que adoro: o ayran, parecido com iogurte

    La Frite Bruxelloise – 101 rue Oberkampf (metrô Parmentier) – Batatas fritas belgas com maionese

    Man’ Ouché – 62 Rue Rambuteau (metrô Rambuteau)- Kebabs, tabules e sanduiches

    Patati Patata – 51 rue Lappe (metrô Bastille) pratos com batatas

    Mi-Va-Mi -23 Rue des Rosiers (metrô St. Paul) Falafel – consta que são melhores que o famoso L’As du Falafel, no 34 da mesma rua

    A lista é enorme – como não sei se é este o seu foco, é melhor parar.

  42. Iza,
    Saindo da estação Saint-Michel, siga pelo Boulevard Saint-Michel até a esquina com o Bd Saint-Germain, onde há um acesso para o metrô linha 10 (estação Cluny-La Sorbonne). Tome-o na direção Boulogne e desça Charles Michels.

    Alternativamente,se estiver vindo do aeroporto pelo RER B, é possível também descer em Denfert-Rochereau e ir para a estação do metrô(andar de baixo) para pegar a linha 6 do metrô (direção Charles de Gaulle-Étoile), descendo em Dupleix.

  43. obrigada Monica vou dar uma chegada la. Amanha estou querendo ir na city farma estou na rued sr severin em st michel, estou perto? Abrs iza

  44. Oi Iza,

    Está bem perto, sim.

    Ah, a Rue St-Séverin… Plena de comidinhas tentadoras… Aproveite…
    Nesta farmácia super cheia de gente há um caixa menos concorrido no térreo próximo das prateleiras “nature”. Há uma outra filial em Nation, um pouco menos barateira e… vazia.

  45. Olá Mônica, tenho uma viagem pra Israel com parada em paris (tanto na ida quanto na volta), sendo assim;
    IDA: chegada no aeroporto às 10:15, e saída às 15:40;

    Na volta pro Brasil, chego no aeroporto de paris às 23:00, e so saio pro Brasil às 06:00 da manhã. alguma dica de aproveitar paris??

  46. Ola,

    estamos planejando uma viajem que terá como parada Paris, ainda não temos os horarios certos, então estamos só cogitando sair para ver a TOrre. Minha dúvida é se precisamos de visto para passar pela imigração em Paris, quais documentos levar.

    Muito obrigada e parabens pelo site.

  47. Juliana,

    Assumindo que a conexão da ida seja no Aeroporto de Charles de Gaulle, fica apertado, mas dá para ao menos espiar a Torre Eiffel, se não houver atraso no vôo nem muita demora na imigração.

    Por segurança, calcule umas três horas para deslocamentos aeroporto-cidade-aeroporto e acrescente mais uma para passar pela segurança e caminhada até a área de embarque. É importante que você saiba precisamente quais serão os terminais de desembarque e embarque e estude o mapa do aeroporto para saber o caminho mais rápido entre eles e a estação de trens RER.

    Quanto à volta, eu recomendaria ficar em um hotel perto do aeroporto. Dê uma olhada aí em cima nas respostas que dei ao Rodrigo, que decidiu encarar a madrugada parisiense, mas repare que o vôo dele partia às 10h30. Sei que o trem (RER) funciona até às 23 horas, mas circulam ônibus na madrugada (hora em hora) indo para a Gare de l’Est saindo do terminal rodoviário do aeroporto ( que se chega usando o trenzinho CDGVAL – http://www.aeroportsdeparis.fr/ADP/Resources/9fad5cb5-576c-4bea-bff8-5a78a1967818-ligne_CDGVAL.jpg )

    As linhas de ônibus são a N140 ou N143 e os horários de funcionamento: http://www.ratp.fr/fr/ratp/r_61878/noctilien-bus-de-nuit-pour-roissy/

    Boa viagem

  48. Regiane,

    Não há necessidade de visto de turismo para entrar na Comunidade Européia. A imigração é feita no primeiro aeroporto, onde seu passaporte é carimbado dando acesso aos países participantes. Como você falou “parada” em Paris, imagino que seu vôo vá para a França. Cumprida esta formalidade, você estará liberada para flanar.

    Tenha em mãos além do passaporte, para caso seja solicitado pelo agente, as passagens de volta,as reservas dos hotéis e a comprovação de recursos suficientes para o período de estada. É importante ter também o seguro obrigatório exigido pelos países participantes do acordo de Schengen (quase todos na Europa).

  49. Oi Monica; muito boa suas dicas. Pode me ajudar também com algumas dúvidas. Vejo que você calcula chegar no aeroporto 1 hora antes do voo. É o suficiente mesmo ? Não existe risco de demorar na fila da segurança?

    O voo que estamos pensando comprar é chega em Paris as 8:00 e sa as 15:45 do dia 21 de dezembro. Por suas dicas fiz o seguinte cálculo:

    8:00 – chegada
    8:00 – 9:00 – Imigração
    9:00 – 10:30 – ida para Champs-Elysées e o Arco do Triunfo
    10:30 – 11:15 – conhecer
    11:15 – 11:30 – ida para Torre eiffel
    11:30 – 12:00 – conhecer
    12:00 – 13:30 – volta para o aeroporto
    13:30 – 14:30 – segurança
    15:45 – horário do voo

    apertado demais? kkk

  50. Oi Felipe,

    A estimativa de retorno ao aeroporto é de uma hora e meia e não uma hora antes do vôo. É uma margem bastante confortável, considerando que é uma conexão – ou seja, não será preciso despachar bagagem nem fazer novamente imigração.

    O tempo é mais que suficiente para se deslocar dentro do aeroporto, descobrir o portão de embarque e passar pelo controle de segurança. Comporta até um eventual atraso no trem ou dificuldade para encontrar o terminal.

    Supondo que você chegue e saia pelo Aeroporto Charles de Gaulle, e pretenda apenas ver os monumentos, o roteiro é bastante tranquilo.

    Agora vou me intrometer sem ter sido solicitada:

    1) Para ver primeiro Champs-Elysées e Arco do Triunfo, será preciso descer do RER (trem) na estação Châtelet-Les Halles (na verdade, duas estações interligadas enorme e muito movimentadas – prepare os pés). O metrô linha 1 sai da estação Châtelet, tomando a direção La Défense, desça em Franklin D Roosevelt ou George V (ambas as estações têm saídas na Champs-Elysées) caminhando até o Arco do Triunfo.

    2) Da estação Charles de Gaulle-Étoile, tome o metrô linha 6 direção Nation, descendo em Trocadéro para ver a Torre Eiffel da Esplanada.

    3) Para o aeroporto,basta retomar a mesma linha,na mesma direção descendo em Denfert-Rochereau para pegar o RER B.

    4) Embarque aqui no Brasil com agasalho na bagagem de mão.

    A simulação do tempo das viagens pode ser feita no sítio da RATP:

    http://www.ratp.fr/itineraires/fr/ratp/recherche-avancee

    Boa viagem

  51. Oi Monica,

    Suas dicas estão ótimas, gostaria de pedir sua ajuda para tirar uma dúvida por gentileza, agora em julho, estarei indo com minha noiva para Roma e faremos uma escala em Paris, o nosso voo é igual ao do comentario do Felipe, chegando às 8 e saindo às 15:45, vc passou as dicas para chegar a torre por onibus, metro e trem, agora se eu pegar um taxi no aeroporto para a torre, será que ganho tempo e vou mais rapido do que o metro e trem?
    Muito obriogado desde já.

  52. Alexandre,

    Utilizar meios de transporte públicos é a forma mais rápida de se chegar a Paris. Não existe o risco de interrupções, engarrafamentos, tráfego desviado por motivo de alguma obra ou acidente na estrada.

    Assumindo que a conexão seja no aeroporto de Charles de Gaulle, lembro que além de ser em Roissy, outra cidade, o horário de sua chegada coincidirá com o de muitos moradores que estarão se dirigindo a Paris para trabalhar.

    Taxi é sem dúvida bem mais confortável, mas não é uma opção prudente para esse tipo de “aventura”

  53. Olá !!

    Vou para Roma e tenho uma conexão em Paris no Charles de Gaulle, a previsão é de 6h15 em Paris, chegada as 11h25 da manhã e saída para Roma as 17h40. Gostaria de saber como chegar na torre Eiffel de trem/metro e voltar para o aeroporto e se esse tempo está bom ? Da pra fazer mais alguma coisa nesse meio tempo ?

    Obrigada !

  54. Oi Keity,

    O tempo que voce tem dá para, com tranquilidade, ver a Torre Eiffel da Esplanada de Trocadéro. Se depois disso voce ainda tiver umas duas horas antes do vôo, pegue o mesmo metro da linha 6 até a estação Charles de Gaulle-Étoile para dar uma olhada no Arco do Triunfo.

    O retorno é pela mesma linha, direçao Nation, descendo em Denfert-Rochereau para pegar o RER de volta para o aeroporto.

    De uma repassada no post e nas respostas dadas para conferir a forma de se chegar as atraçoes.

    Boa viagem

  55. Olá Bom da !!

    Chego em Paris CDG as 12:35 h e o voo de retorno será as 23:30 h.
    Qual o caminho mais rapido para ir a Torre e depois para Sacre Couer ?? Acredito que de tempo.

    Abraços e muito obrigado.!!

  56. Marcelo,

    Com quase sete horas (líquidas) em Paris, o tempo é suficiente não apenas para ver a Torre Eiffel da Esplanada de Trocadèro e visitar Sacre Coeur, mas ainda cabe um bocado de outras coisas. O caminho mais rápido para a torre é utilizando transportes públicos é o que explico aqui no post.

    Da Esplanada de Trocadèro para a Basílica de Sacre Coeur, você terá que pegar o metrô linha 6 direção Charles de Gaulle-Étoile e nesta, tomar a linha 2 direção Nation, descendo em Anvers. Subir as escadarias ou tomar o Funicular para sair praticamente na frente da igreja (faltando dois lances de escadas).

    Dê uma olhada neste outro post que fiz para uma conexão mais longa em Paris, que contempla Sacre Coeur, um giro em Montmartre, Arco do Triunfo e Trocadèro, aqui: http://viajantecronica.com/2012/11/14/roteiro-em-paris-para-escapulir-de-uma-longa-conexao-no-aeroporto/

    Como seu retorno ao aeroporto é noturno, talvez fosse mais conveniente fazer de ônibus, fugindo do RER lotado. Veja aqui as informações de horários, frequencia e preços do Roissybus que sai da Place de l’Opéra: http://www.ratp.fr/en/ratp/c_20579/roissybus/

    Boa viagem

  57. Monica, você é um anjo, perfeito !!!!!!!!!
    Ja fiz essa conexão de propósito. Ja conheço Paris,aliás, já fui a Paris heehehe. Fiquei só três dias ano passado, mas queria ver de novo,nem que fosse rapidamente.Dessa vez vou sozinho para Italia e Grecia entao decidi pegar essa escala em Paris na volta ao Brasil.
    Muito obrigado mesmo !!!!!
    valeu !!!!!!!!!!!!!!! Show de bola !!!

  58. Marcelo,

    Você não está sozinho: Muita gente faz esta conexão demorada com segundas intenções.

    Uma outra forma de otimizar a passagem é o famoso “stop”. Algumas vezes ficar alguns dias na primeira cidade onde se pousa ou de onde parte o último vôo transoceanico (ou nas duas vezes) sai pelo mesmo valor. Se a “cortesia” não estiver rolando, ainda assim vale saber o custo: a diferença é normalmente muito pequena. Uso muito esta alternativa pesquisando múltiplos destinos. Em maio agora, fiz um “stop” e paguei oitenta reais a mais. (Procurei horários menos disputados para a cidade da parada – quase sempre depois das dez da manhã, o que me dá oportunidade de dormir mais um pouco).

  59. ola Monica, estou partindo do Japão com uma conexão em Paris no Charles de Gaulle, a previsão é de 6h 15m de espera, meu voo chega as 5 da tarde, neste horário você acha viável sair do aeroporto, poio aqui em Tóquio são os horários mais lotados e de difícil locomoção.E pelo o horario conseguirei aproveitar o passeio…

  60. Marcia,

    Dar uma volta em Paris entre dois vôos tão longos e em tão pouco espaço de tempo seria altamente recomendável, mesmo considerando diferenças de fusos e cansaço.

    Sem dúvida, seu horário de chegada é movimentado. Porém, você estará indo na direção contrária ao fluxo de pessoas saindo do trabalho em Paris e voltando para casa. Cheio ou vazio, o trem cumprirá o horário e os deslocamentos terão a mesma duração – a frequência até aumenta.

    Se achar mais conveniente, retorne ao aeroporto utilizando o Roissybus que sai da Place de l’Opéra. Já saí de Paris para pegar o vôo das 23 horas de RER B até o Charles de Gaulle e, apesar de acostumada com metrô lotado, foi uma experiência absurdamente claustrofóbica.

    Depois de ver a Torre Eiffel a partir da Esplanada de Trocadéro, ao invés de seguir a explicação dada aqui no post de voltar pelo RER, vá para a mesma estação em que chegou e tome a linha 9 do metrô, direção Mairie de Montreuil até a estação Chaussé d’Antin-Lafayette. Saindo na calçada oposta a Galerie Lafayette, caminhe na direção do tráfego de veículos, atravesse a Rue Gluck passando na fachada de trás da Opéra Garnier e prossiga atravessando a pista para a outra calçada da Rue Scribe. A parada do ônibus fica a esquerda.

    A passagem pode ser comprada a bordo, com o motorista.Veja aqui informações de horários, frequencia e preços do Roissybus: http://www.ratp.fr/en/ratp/c_20579/roissybus/

  61. Olá,
    Vou viajar para Milão no próximo mês e tenho uma escala em Paris com chegada prevista para 8:25 e saida para Milao as 13 horas, tendo de embarcar até as 12:20. Será que eu consigo ver algo em Paris neste tempo?
    Ah… estou adorando as dicas.

  62. Uma outra coisa, ao retornar para o aeroporto como faço para embarcar novamente?

    valew

  63. Kelly,

    Seu tempo de permanência é apertado, porém, dependendo da hora em que você estiver liberada, depois da fila da imigração, dá para ao menos ver a Torre Eiffel da Esplanada de Trocadéro.

    Respondi anteriormente ao Thiago, que chegava em CDG na mesma hora, mas com o segundo vôo saindo 25 minutos depois do seu. Ele gentilmente mandou mensagem na volta para dizer que tudo deu certo, tendo embarcado no trem RER às 09h32 e chegado em Trocadéro às 10h25. Contou também não ter conseguido comprar as passagens de volta do trem RER no aeroporto junto com as da ida. Eis a minha resposta:

    “Com minguadas 5 horas, tudo vai depender do tempo na fila da imigração. Se vocês estiverem liberados em torno das 9, talvez valha a pena encarar. Nem cogite um taxi: não dá para prever as condições do tráfego. Estude muito bem o mapa do aeroporto para saber exatamente onde fica seu terminal de desembarque, como chegar à bilheteria e estação de trens e na volta, o caminho mais rápido para o terminal e portão de onde partirá seu vôo para Lisboa.

    Você vai precisar comprar os bilhetes de ida (e volta) para o RER B direção Massy-Palaiseau, descendo na estação Denfert-Rochereau em uma viagem de cerca de 45 minutos. Chegando lá passe para a estação de metrô (o endereço é o mesmo, no andar inferior). Procure a plataforma da linha 6 direção Charles de Gaulle-Etoile, e desça em Trocadéro. A viagem leva uns 15 minutos. Desembarcando, procure a saída (sortie) Musée de l’Homme/Musée de la Marine para já sair na calçada certa e de “frente para o crime”.

    Calculando com algum conforto umas três horas para a ida e volta, vocês chegariam em Trocadéro em torno de 10h30 e teriam que sair perto das 11h00, para estar no aeroporto antes de 12h30.”

    Suspeito que quando você pergunta se nesse tempo consegue “ver algo em Paris”, deve estar querendo outra coisa além da torre. Como pode perceber, é arriscado, pois seu embarque começa às 12h20, mas se preferir, no lugar dela, veja o Arco do Triunfo e a Avenue des Champs Elysées. É a mesma linha de metrô que vai para Trocadéro, só que o desembarque é três estações adiante, em Charles de Gaulle-Étoile. O tempo da viagem aumenta em 7 minutos (tanto ida como volta, lembrando que ainda há um tempo de espera na plataforma). Se você aprecia emoções fortes, compre 4 passagens de metrô ao invés de 2,vá direto até o Arco, fique lá uns 10 minutos, volte para o metrô seguindo a direção contrária e desça em Trocadéro para ver a Torre Eiffel também por minguados minutos. Vá embora estourando às 11h10. Consulte o simulador de tempo de viagem da empresa de transporte em Paris, a RATP, http://www.ratp.fr/itineraires/fr/ratp/recherche-avancee para conferir o tempo de deslocamento no metrô e, principalmente, os horários do RER para o aeroporto no dia de sua viagem.

    Aqui, o mapa de situação da estação de trens no aeroporto: http://www.aeroportsdeparis.fr/ADP/Resources/8102d608-a1c2-42cb-8252-f65f9acba3ae-plangareSNCF.pdf

    Respondendo à sua segunda mensagem, chegando à estação do RER no aeroporto, você ainda terá que caminhar até o terminal de partida de seu segundo vôo, passando pelo controle de segurança (fila para o raio X da bagagem de mão) antes de seguir para o portão de embarque. Quanto à mala grande, despachada aqui no Brasil, a não ser que você saia por outro aeroporto, não precisa se preocupar: Você só precisará pegá-la no destino final.

  64. Oi Monica,

    Adorei suas dicas, vc é ótima. Eu, assim como todos esses aventureiros aqui vou fazer uma escala em Paris. Meu francês está meio enferrujado, e terei que me virar no inglês, moro em Dubai há mais de 3 anos e enfim vou voltar p/ Brasil para merecidas férias.
    Meu voo chega ao CDG às 5:50am (numa sexta-feira) e minha conexão p/ São Paulo sai às 10:30am, me parece bem apertado, mas será possível ver alguma coisa, mesmo que a distância?

  65. Anderson,
    Acho um bocado temerário tentar ir a Paris com tão pouco tempo de conexão. Lembre-se que será preciso fazer imigração. Se você sair da área de embarque terá ainda que passar pelo controle de segurança, que costuma ser bastante movimentado na parte de manhã.

    Assumindo que sua bagagem já tenha sido despachada, se for arriscar, mantenha uma margem de segurança em torno de 3 horas – uma para a viagem de ida, outra para a da volta e a última para chegar e sair da plataforma do trem no aeroporto, passar pelo controle de passaportes e encontrar o portão de embarque – o resto é para Paris. Nem pense em outro meio de transporte que não o trem RER. Ele começa a circular às 5 da manhã. Estude o mapa do aeroporto – http://www.aeroportsdeparis.fr/ADP/Resources/8102d608-a1c2-42cb-8252-f65f9acba3ae-plangareSNCF.pdf e faça também a simulação de seu trajeto no dia da conexão neste link: http://www.ratp.fr/itineraires/fr/ratp/recherche-avancee

    Obrigada pelos elogios e muita sorte na aventura

  66. Olá Mônica, muito boa as suas dicas! Adorei tê-las encontrado, bem, assim como maioria vou fazer uma conexão intencional em Paris e de quase 12h! Chegada as 8:30 e partida 20:20 em 02/12. É minha primeira viagem à Europa, estou um pouco aflita com a imigração pois não falo Francês e tbm não sou fluente em inglês. Vi na internet o mapa das linhas do metrô de Paris e são um verdadeiro emaranhado. É muito difícil uma principiante se localizar por lá? Gostaria de ver a torre, o arco do triunfo, a champs elysees e a Sacre Couer, é possível? Já é muito frio no inicio de dezembro lá? Ah! vou chegar e sair pelos Charles de Gaulle.

  67. Samira,
    Não se preocupe muito com questão linguística, os funcionários da imigração (e lojistas,recepcionistas de hoteis, bilheteiros de museus e outras atrações turísticas)estão acostumados a lidar com estrangeiros. Mesmo que precária, a comunicação acontece porque o interesse é mútuo. Confie na linguagem corporal.

    Apesar da aparência de emaranhado em um mapa, o metrô de Paris é, na prática, de uma simplicidade franciscana e inacreditalvelmente fácil de usar. O maior cuidado, e quem não conhece bem um lugar fica sempre ligado, é observar qual a direção que se quer seguir para escolher a plataforma de embarque correta. A sinalização interna é muito eficiente.

    Dê uma olhada nesse outro post: http://viajantecronica.com/2012/11/14/roteiro-em-paris-para-escapulir-de-uma-longa-conexao-no-aeroporto/
    Ele compreende as atraçãos que você mencionou.

    Com uma boa quantidade de horas na cidade e o segundo vôo partindo às 20:20, talvez seja mais conveniente na volta para o aeroporto fugir do hiperlotado trem RER e tomar o ônibus Roissybus, que sai da Place de l’Ópéra, na Rue Scribe, lateral esquerda da ópera. A passagem pode ser comprada a bordo, com o motorista.Veja aqui informações de horários, frequencia e preços: http://www.ratp.fr/en/ratp/c_20579/roissybus/

    Sim, dezembro é frio e a luz do dia dura menos tempo no inverno, mas o encanto da cidade permanece, como em todas as estações.

    Divirta-se

  68. Ola Monica, dia 21/dez chego em Paris as 11:25 e o proximo voo sera as 19:20, com este tempo eh possivel subir na torre e voltar? Ou vc aconselha somente ver a torre la de baixo?
    Obrigado,

    Thiago.

  69. Thiago,

    Dá tempo, sim e o ideal seria comprar os ingressos antecipadamente para evitar filas.Veja aqui: http://ticket.toureiffel.fr/

    Sem dúvida estará frio e lá em cima venta bastante. O chato seria subir com chuva – a visibilidade fica bastante comprometida. Apesar de funcionar todos os dias do ano, o acesso ao topo é fechado quando as condições climáticas (principalmente vento) pioram.

    Contudo, se subir a Torre Eiffel é um sonho, vá assim mesmo. Quem viaja no inverno sai de casa sabendo que vai encarar dias mais curtos, chuva, neve, horários de visitas menores e algumaa atrações fechadas.

    Divirta-se

  70. Boa tarde, Monica!!

    Fantástico ter encontrado você com todas estas super dicas………Minha filha (16 anos) estará viajando para Portugal dia 18/01/14 e tem um tempo de conexão de 11:00hs em Paris (Aeroporto de Paris – Charles de Gaulle, chega às 08:30 e embarca novamente às 20:20hs para Portugal). Tenho muitas dúvidas e medos (coração de mãe) e preciso de ajuda em relação a autorizações, embarque,desembarque, estada em Paris, embarque em Paris, Seguro obrigatório (acordo de Schengen), imigração, e muito mais………além do que ela quer “passear” em Paris para fazer compras e ir na Torre Eiffel e Arco do Triunfo………Vai ela e um amiga (18 anos). Pode me socorrer, respondendo estas dúvidas? Onde consigo fazer tudo isto aqui no Brasil!!!???!!!

  71. Francine,

    O fato de sua filha viajar sozinha com uma amiga é a melhor prova que você a considera capaz de enfrentar o desafio.

    Neste e em outro post (http://viajantecronica.com/2012/11/14/roteiro-em-paris-para-escapulir-de-uma-longa-conexao-no-aeroporto/) explico bem detalhadamente o passo a passo de um passeio panorâmico por Paris durante uma conexão. Já é um começo para ela pesquisar e alterar o roteiro adequando às próprias prioridades.

    Seguro obrigatório Schengen pode ser cotado,comprado online e impresso em casa. Praticamente todas as seguradoras oferecem o produto.

    Com relação à viagem desacompanhada, consulte a cartilha do Conselho Nacional de Justiça: http://www.cnj.jus.br/images/programas/viagemaoexterior/cartilha%20viagem%20de%20menor%20ao%20exterior%20v2.pdf

    Se solicitada, ela deve apresentar a imigração documentos que comprovem onde e quando ela ficará hospedada e demonstrar que tem dinheiro suficiente para se manter durante a permanência na Europa.

    Substitua o medo pelo orgulho de ter formado uma pessoa independente. Vai dar tudo certo…

  72. Olá Monica, qual é o tempo em média p/ subir e descer da torre? Meu voo sai as 19:20 e comprei ingresso p/ as 15:00hrs, dá tempo de subir, descer e voltar p/ aeroporto?

    Obrigado,

    Thiago.

  73. Thiago,

    Sua pergunta é praticamente um “koan”…

    Os ingressos comprados com hora marcada serão honrados para a subida do elevador do nível da rua até o primeiro andar. O problema é que ainda tem mais duas etapas até o topo e o tempo vai depender das filas para cada um deles, tanto na ida como na volta. Contudo, acredito que a visita possa perfeitamente ser feita em menos de duas horas.

    Fiquei curiosa e consultei o sítio da torre para descobrir que a velocidade de deslocamento dos elevadores é de 2 metros por segundo. Até o topo são 276 metros, sendo que o primeiro sobe 57 metros, o segundo 58 e o último 161. Ou seja, o tempo líquido da viagem é curtíssimo.

    Se sua visita é até o topo, comece por ele, que é o mais interessante e o que demora mais para chegar, administrando o tempo remanescente para os demais andares.

    Aproveite a vista!!!

  74. Ola Monica, Primeiramente gostaria de salientar que suas dicas sao otimas, mas mesmo assim tenho algumas duvidas.
    Tenho viagem marcada no dia 29/12 com destino final na china e escala em Charles de Gaulle,irei com minha esposa e meu filho de dois anos, chegaremos as 8h da manha e embarcaremos novamente as 23h, acho que tempo suficiente pra conhecer varios pontos turisticos, quais seriam suas dicas?
    E existe algo que possa nos impedir sair do aeroporto? ex:vacinas necessarias, algum documento especifico, seguro etc?
    Qual seria a melhor forma para ir e para voltar em termos de economia, tempo e sem perder o conforto.
    Muito obrigado pela a atencao e aguardaremos sua resposta.

  75. Olá Jonas,

    Para uma conexão mais prolongada há aqui no blog outro post com um roteiro mais abrangente, que encaixaria perfeitamente no tempo que vocês terão para desfrutar de Paris. Dê uma olhada: http://viajantecronica.com/2012/11/14/roteiro-em-paris-para-escapulir-de-uma-longa-conexao-no-aeroporto/

    Atualmente não existe nenhuma exigência de vacina para ingressar na Europa, já a China pede para febre amarela com apresentação do Certificado Internacional de Vacinação e Proofilaxia, emitido pela ANVISA. Veja aqui: http://www.anvisa.gov.br/viajante/

    Quanto ao seguro, a França faz parte dos países Schengen, que exigem um valor mínimo de 30.000 euros para garantir assistência médica por doença ou acidente. Porém, imagino que viajando com a família, você terá providenciado um vigente por todo o tempo do passeio.

    Embora não haja exigência de visto para turistas, é preciso que o passaporte tenha validade superior a seis meses. Se solicitado, é preciso apresentar comprovação de fundos suficientes para bancar a viagem (média de 60 euros por dia/pessoa), a passagem de volta e outros documentos que atestem o propósito turístico da viagem, como reservas de hotéis ou aluguel de carro.

    A maneira mais econômica e rápida (e adequada ao seu horário de chegada) para ir do aeroporto para a cidade, sem dúvida é o trem RER, como explicado neste e no outro post (link no primeiro parágrafo desta mensagem). Para retornar ao aeroporto com conforto e economia em uma hora em que os trens costuma ficar cheios, sugiro o ônibus Roissybus, que sai da Place de l’Ópéra, na Rue Scribe, lateral esquerda da ópera. A passagem pode ser comprada a bordo, com o motorista. As informações de horários, frequencia e preços estão aqui: http://www.ratp.fr/en/ratp/c_20579/roissybus/

    Boa viagem!!

  76. Olá, Mônica. Vou com meu marido e bb de 18 meses, ficaremos dois dias. Poderia nos ajudar , qual hotel ficar? É melhor ficar em hotel próximo a torre Eiffel…chego áss 14h, melhor pegar taxi…se sim qual o valor? Ou melhor transporte público, penso que será complicado devido a malas e bebe. Depois da França vamos p Israel, teremos duas malas e carrinho de bebe. Obrigada !

  77. Oi Adri,

    Não faço recomendações de hopedagem, por entender que esta é uma escolha extremamente pessoal. Quando viajo para uma determinada cidade, escolho a área que considero mais conveniente para minha programação e consulto as resenhas no Trip Advisor, por exemplo. Qualquer área central de Paris é ótima.

    Voces viagem com bastante bagagem, portanto um taxi ou um shuttle previamente agendado pode ser interessante. Consulte os valores neste sítio: http://www.worldtaximeter.com/paris/

    Como alternativas de transporte mais barato,caso se hopede perto do Arco do Triunfo, são os confortáveis ônibus da Air France ou, escolhendo a área de Opéra, o Roissybus.

    Boa viagem!!

  78. Oi Mônica, como vai? Então, estou indo pra Rússia e minha escala será em Paris no aeroporto Charles de Gaulle. A janela que vou ter de um voo para o outro é de 5h, e tenho vontade de pelo menos conhecer a torre Eiffel! Acredita que da tempo? Obrigado!

  79. Olá Giuliano,

    Se não houver atraso no voo ou muita demora no controle de passaportes, dá sim. Reservando pelo menos três horas para ir e voltar para a cidade além de uma hora a uma hora e meia para o embarque (sempre usando transportes públicos), é possível ver a torre da Esplanada do Trocadéro, na minha opinião, o ponto mais privilegiado na cidade.

    Além de ler os comentários deste post, estude o mapa de situação da estação de trem no aeroporto em relação aos terminais – http://www.aeroportsdeparis.fr/ADP/Resources/8102d608-a1c2-42cb-8252-f65f9acba3ae-plangareSNCF.pdf

    Neste outro link é possivel fazer a simulação dos trajetos e o tempo necessário para ps deslocamentos http://www.ratp.fr/itineraires/fr/ratp/recherche-avancee

    Aproveite bastante

  80. Oi Monica, Estou em Lisboa a 1 mês e quero ir na Torre eiffel de avião de Lisboa – París , Em Paris ele vão fazer novamente o controle de passaporte comigo ? Eu fui pra Bélgica dia 27.11.2013 , Agora estou em Lisboa e quero ir pra Paris!

  81. Israel,

    Viajar entre países da Comunidade Europeia, caso de Portugal e França não envolve controle de passaporte. Os procedimentos de segurança, obrigatórios em qualquer aeroporto do mundo, serão os mesmos para todos os passageiros, independente de nacionalidade.

    Curta o passeio.

  82. Oi Monica.

    no dia 01/06 eu faço uma conexão em Paris(saio de Florença rumo a Isle of Man)previsão de chegada Paris 20hs
    saída as 8;00hs.

    Por favor,gostaria de uma dica de passeio. Obrigado.

  83. Flavio,

    Estou entendendo que você só dormirá em Paris, é isso?

    Com um voo às 08h00 da manhã, você precisará estar no aeroporto em torno das 06h00. Assumindo que o aeroporto seja o CDG, o último RER para lá em um domingo sai da Gare du Nord às 22h44 (e o primeiro às 04h53), o programa terá que ser singelo como ver a Torre Eiffel, dar uma volta na Avenue des Champs Elysées e jantar, por exemplo. Dependendo de onde for ficar hospedado, dar uma volta nas redondezas pode ser um excelente passeio.

  84. oie gostaria de saber se você esta morando em Paris pois iremos fazer uma escala la e gostaríamos de sair do aeroporto mas temos receio de nos perder e gostarimos de ter uma guia poderia ser voce ou se voce conhece algum para nos indicar?
    obrigada

  85. Grasiela,

    Infelizmente não trabalho como guia. Como minha diversão é planejar as viagens que faço, nunca lancei mão deste serviço. Portanto, não tenho conhecimento de causa para oferecer uma sugestão.

    Caso você tenha alguma barreira linguística, a colônia de brasileiros em Paris é enorme e(isto eu sei), muitos trabalham como guias. Pesquise no Google, busque resenhas de quem já utilizou o serviço destes profissionais e contrate um deles.

    Boa sorte e boa viagem

  86. Boa noite Mônica!! Estou fazendo a minha primeira viagem a Europa e não falo nenhum idioma além do português… Irei fazer uma conexão em paris de quase 12 hs e gostaria de aproveitar pra conhecer um pouco do local, desço no aeroporto de Charles Gaulle quais os pontos turísticos mais próximos que você acha da para visitar nesse período? Quais me indica? Você acha melhor que mesmo não falando a língua eu pegue um metrô ou acha mais prudente um taxi?
    Desde já agradeço!! Rafaela.

  87. Olá Mônica,,, estou indo para Dubai em outubro e faço escala em PAris … Chego as 13:55 e saio 22:00 queria muito conhecer a torre Eiffel. Daria tempo ?… Como chego lá?.. E para voltar e fácil?…

  88. Rafaela,

    Com 12 horas de espera dá para ver bastante coisa. Fiz um outro post com um pequeno roteiro para uma conexão mais longa – Dê uma olhada: http://viajantecronica.com/2012/11/14/roteiro-em-paris-para-escapulir-de-uma-longa-conexao-no-aeroporto/

    Não aconselho o uso de taxi, pois o aeroporto fica em Roissy (outra cidade) e a viagem além de cara é longa, sujeita a imprevistos como retenções no caminho. Os transportes públicos são frequentes, cumprem os horários e o desembarque é sempre em estação conectada a alguma linha de metrô. A passagem pode ser comprada em máquina de auto atendimento ou na bilheteria do aeroporto, o que não exigirá grandes habilidades linguísticas.

    Não se preocupe com o idioma. A maior parte de um diálogo é a linguagem corporal. Aprenda pelo menos um por favor, com licença, bom dia para pedir alguma informação. Escreva em um papel o nome do lugar ou endereço para ajudar.

    Aroveite com tranquilidade

  89. Wanessa,

    Com uma conexão de oito horas dá até para subir a Torre Eiffel. Para evitar perder tempo em filas, compre o ingresso online neste endereço: http://ticket.toureiffel.fr/

    Você não mencionou o aeroporto – Assumindo que seja do Charles de Gaulle, tome o RER B (azul) até a St-Michel Notre Dame. Da mesma estação, embarque no RER C (amarelo)direção Versailles-Rive Gauche até a estação Champ de Mars – Tour Eiffel.

    Caso sua conexão seja no aeroporto de Orly, tome na saída do portão de desembarque o Orly Bus até a para final, Denfert-Rochereau. De lá tome o metrô da linha 6 direção Charles de Gaulle-Etoile. A estação mais próxima é Bir-Hakeim (Grenelle), porém, descer duas estações adiante, em Trocadéro, dá direito ao melhor ponto de observação da torre na cidade. Chegar caminhando pelos Jardins du Trocadéro é muito mais impactante.

  90. Ola Monica. Suas dicas sao incriveis!!! Poderia me ajudar?

    Estou indo do Rio para Barcelona e no voo de volta ficarei das 17 as 23h no aeroporto ( acredito que seja o Charles ). Vc acha que consigo visitar ao menos a Torre Eiffel? Como faco pra chegar la sem comprometer o horario do voo?

    Conto com a sua dica!

    Obrigado.

    Bjs, Felipe.

  91. Filipe,

    Acho um pouco apertado o tempo que você dispõe para subir a torre. Dependendo da temporada, mesmo tendo comprado antecipadamente o ingresso, você encontrará filas para os elevadores (são três viagens distintas) e ainda terá a preocupação de estar no local na hora marcada. Um atraso no vôo de Barcelona poderia inviabilizar o programa. O mais seguro seria você seguir a sugestão deste post.

    Embora também arriscado em termos de tempo, se você considera importante ver Paris do alto, uma idéia menos concorrida seria vistar rapidamente a Tour Montparnasse. A subida ao topo é bem mais veloz em uma única viagem, tem a vantagem de dela se poder ver a Torre Eiffel e os ingressos são igualmente vendidos online.

    O caminho para lá é praticamente o mesmo descrito neste post para se ver a Torre Eiffel da Esplanade du Trodadéro: trem RER B do aeroporto até Denfert-Rochereau e de lá metrô linha 6, direção Charles de Gaulle-Etoile, só que descendo em Montparnasse-Bienvenüe. Veja mais detalhes: http://viajantecronica.com/2012/12/26/uma-torre-alternativa-em-paris-%E2%80%93-tour-montparnasse/ e http://www.tourmontparnasse56.com/

    Mesmo com a conexão acontecendo em um horário movimentado e independente da opção de escapulida escolhida, é importante que você use apenas transportes públicos. Prepare-se para, na volta para o aeroporto, encarar um trem lotado. Não é adorável, porém o horário é cumprido.

  92. Olá Mônica. Simplesmente amei seus comentários. Me ajude: estarei voltando de Atenas com conexão em Paris CDG, meu vôo chega às 14:50 e sai às 23:30, será que neste intervalo consigo fazer aquele city tour no ônibus panorâmico? Já conheço Paris e quando fui peguei o ônibus na Champs próximo ao arco do triunfo. O que você me aconselha? Desde já muuuuito obrigada.

  93. Meeg,

    Com oito horas de conexão, descontando cerca de quatro delas para ir e voltar ao aeroporto, dá bastante tempo para um passeio panorâmico em Paris. Em uma cidade com tanta oferta desse tipo de serviço, talvez fosse interessante você escolher uma empresa que oferecesse a possibilidade de embarcar perto da Catedral de Notre Dame – estrategicamente próxima da estação St-Michel Notre Dame do RER B vindo do aeroporto.

    Por não ter utilizado o serviço, não tenho nenhuma recomendação específica. Sei, no entanto, que os circuitos oferecidos têm uma duração média de duas horas. Meu conselho seria reservar um tempinho extra para caminhar em uma área que tenha especialmente cativado o coração para compensar a longa viagem sentada no avião.

    Se estiver em busca de alguma outra inspiração, aproveite para dar uma olhada neste outro post, mais apropriado para uma conexão mais longa na cidade – http://viajantecronica.com/2012/11/14/roteiro-em-paris-para-escapulir-de-uma-longa-conexao-no-aeroporto/

    Qualquer dúvida volte a escrever. Por mais que se visite, Paris sempre terá algo não visto para nos encantar

  94. Olá,

    Adorei as suas dicas… Estarei voltando de Roma fazendo conexão em Paris ( CDG) chego em Paris as 19:15 e o voo sai as 23:30 será que da pra ver a torre Eiffel???

    Obrigada

  95. Claudia,

    Considerando que você ainda terá que passar pela imigração antes do voo das 23:30, acho que ficaria muito arriscado. Estive fazendo uma simulação neste endereço http://www.ratp.fr/itineraires/fr/ratp/recherche-avancee e o melhor tempo de viagem possível (embarcando no RER das 19:56) chega na estação Trocadéro às 21:10. Para estar no CDG às 10:30, seria necessário viajar no metrô das 21:27 direção Nation e no RER saindo de Denfert-Rochereau às 21:45.

    No entanto, ainda que bastante apertado, talvez desse para dar um pulo muito rápido na Basílica de Sacre Coeur em Montmartre com uma linda vista de Paris e que fica aberta até 22:30 (embora sem ângulo para a torre). O caminho seria desembarcar do RER na Gare du Nord (viagem em torno de 42 minutos), de lá tomar o metrô linha 4 direção porte de Clignancourt e na estação seguinte, Barbès-Rochechouart, fazer correspondência com a linha 2 direção Porte Dauphine saltando na próxima estação, Anvers. Daí seria subir pela Rue de Steinkerque até o Funicular ou tomar as escadarias.

    Outra possibilidade, seria desembarcar do mesmo RER B na estação St.Michel-Notre Dame e dar uma olhada na fachada da Catedral, que já estará fechada neste horário. A viagem do aeroporto para lá (e vice e versa) é de 45 minutos em média.

    Simule as possibilidades de transporte no dia exato de sua conexão. Avalie com muito cuidado e parta apenas se considerar o tempo disponível suficientemente seguro.

  96. Olá Mônica, boa tarde!
    Estou acompanhando suas dicas, e são riquissimas e muito util!
    Estarei indo para portugal em dezembro/14, terei uma escala em paris.
    Desembarcando em paris às 8:00 e embarcando às 16:20 no mesmo aeroporto(CDG).
    Gostaria apenas de ir até a Torre Eiffel.
    Como faço para chegar até a torre saindo do aeroporto? Desde já, Muito Obrigada.

  97. Natália,

    Saia de casa com os ingressos já comprados para evitar filas. A venda online e outras informações podem ser encontrados no endereço oficial: http://ticket.toureiffel.fr/

    Do Charles de Gaulle, tome o RER B (azul) até a St-Michel Notre Dame. Na mesma estação, embarque no RER C (amarelo) direção Versailles-Rive Gauche até a estação Champ de Mars–Tour Eiffel e caminhe até a torre pelo Quay Branly ou pela Promenade junto ao Sena.

  98. Olá Parabéns pelo site, muito boa essa dica, eu comprei um bilhete pra Barcelona com conexão de 6h exatamente para fazer essa loucura, espero qeu saia tudo bem… rs
    Queria te fazer uma pergunta, no site você recomenda descer em DENFERT e pegar o metro em direção a TROCADERO não seria melhor descer na estação BIR-HAKEIM pois assim ficaria mais proximo da Torre ou há algo a mais do outro lado do sena?

    E na volta pegando o RER B eu vi pelo mapa que na estação AUNAYS-SOUS-BOIS a linha se divide e vai uma em direcão MITRY-CLAYE e a outra em direção ao CHARLES DE GAULE, então a pergunta é, em DENFERT-ROCHEREAU vai passar 2 trens 1 para cada destino ou passa apenas 1 e vou ter que trocar de trem mais adiante?

    Obrigado!!!

    *Vizualizei isso pelo google mapa

  99. Obrigada, Ricardo

    O post foi bolado para informar como se pode, numa conexão em um dos dois principais aeroportos de Paris, ter de forma rápida uma bonita vista da Torre Eiffel. Daí o motivo da recomendação para descer na estação Trocadéro, junto da Esplanade du Trocadéro, possivelmente o ângulo mais bonito para observação e fotografia.

    De fato, a estação da linha 6 mais próxima da torre é a Bir-Hakeim, que fica no Boulevard de Grenelle, de onde não se tem visão da torre. Já da estação seguinte, Passy, dá para enxergar um pouco, desde que você caminhe até a passarela sob o viaduto, mas ainda assim verá a base encoberta pelas árvores ao longo do Sena. Este é por sinal, um pedaço bem bacana da cidade, que aparece em um filme que muito aprecio, A Origem (Inception).

    Não sei se sua intenção é visitar a torre – Talvez possa ser temerário, considerando que ainda terá que passar pelo controle de passaporte e mesmo comprando ingresso antecipado encontrará filas de espera para os elevadores internos. Mas se a idéia é “tocar” a torre, talvez seja mais rápido seguir a orientação dada a Wanessa num comentário de 30/03/14:
    “tome o RER B (azul) até a St-Michel Notre Dame. Da mesma estação, embarque no RER C (amarelo)direção Versailles-Rive Gauche até a estação Champ de Mars – Tour Eiffel.”

    Com relação ao RER B da volta, os painéis na estação indicam em qual plataforma passará o trem na direção Aéroport Charles de Gaulle, que não requer troca. E sim: são dois trens da mesma linha com caminho idêntico até Aulnay-sous-Bois. Daí para frente as direções são distintas. Se você tiver inadvertidamente embarcado no que segue para Mitry–Claye, durante a viagem será alertado (inclusive em inglês), e deve descer em Aulnay-sous-Bois (ou antes) para aguardar a próxima composição (normalmente na mesma plataforma) com destino ao CDG.

    Aproveite para estudar o mapa de situação da estação do RER no aeroporto http://www.aeroportsdeparis.fr/ADP/Resources/8102d608-a1c2-42cb-8252-f65f9acba3ae-plangareSNCF.pdf

  100. Obrigadissimo Monica, vou fazer isso então vou direto pra TORCADERO, a verdade que eu realmente queria tocar na torre rs mas entre ter um angulo melhor pra fotos e tocar vou preferi as fotos.
    Eu chego numa segunda feira as 8:20 e a hora limite pra estar no CDG é 13:50 (Embarque as 14:30) então meu tempo é muito curto, sobre estudar o mapa essa é a palavra magica “ESTUDAR” eu ontem passei toda a tarde olhando e decifrando os mapas pra não ter surpresas acho qeu já sou um experte afinal consegui até perceber que o trem seguia em duas direções kkk

    Obrigado!

  101. Ricardo,

    É confortante saber que não sou a única a planejar viagens usando mapas. Para mim é fundamental esse tipo de visualização. Um outro recurso que sempre utilizo é o Google Maps na função “street view” – a do bonequinho amarelo. Meu amigo “buneco” já me salvou de caminhar por viadutos sem calçada e me ajudou a encontrar o local exato de uma parada de ônibus na enorme Place de la Nation num momento em que eu estaria com bagagem. Se não se importar em estragar a surpresa, experimente “mandá-lo a Paris” e “pousar” no Quai de Branly, bem na frente da torre, na Ponte de Bir-Hakeim e também na Place du Trocadéro para fazer um comparativo dos pontos de vista.

    Aproveite muito a minha querida Barcelona e não deixe de ver a apresentação de som e luz nas noites de quinta a domingo das Fontes Magicas de Montjuic, perto do metrô Espanya.

  102. outra coisa a estacao de trem fica dentro do aeroporto ou tenho que pegar algum onibus ate a estacao???

  103. Olá Mônica , estou indo viajar e tenho uma escala em Paris de 12 horas gostaria muito de ir a cidade para conhece a Torre, museu de Louvre , arco do triunfo , notre-dame , porém a um grande problema não falo nada além do português queria muito que você me fizesse um passo a passo de como faço para chegar a esses lugares e as estações que tenho que descer . Pq se vc me ser os nome acho que fica mas fácil , e como faço para voltar p o aeroporto .estou c medo de me perder por lá .

  104. Camilla,

    Verifique em sua passagem em qual terminal será seu desembarque e reembarque. Aqui, o mapa de situação da estação de trens no aeroporto Charles de Gaulle para ir a pé de todos os terminais: http://www.aeroportsdeparis.fr/ADP/Resources/8102d608-a1c2-42cb-8252-f65f9acba3ae-plangareSNCF.pdf

    Voltado ao aeroporto, depois da estação do trem RER, você ainda terá que caminhar até o terminal de partida de seu segundo vôo (fique atenta porque pode não ser o mesmo da chegada), passando pelo controle de segurança (fila para o raio X da bagagem de mão) antes de seguir para o portão de embarque. Quanto à mala grande, despachada aqui no Brasil, a não ser que você saia por outro aeroporto de Paris, na esmagadora maioria das vezes segue direto para o destino final. Não viaje com esta dúvida: confirme antes com a empresa aérea.

    Boa viagem

  105. Ô Luci,

    Não sei se fico prosa ou enrubescida…

    Obrigada pela visita

  106. Bom Noita Monica,

    Vou ter duas oportunidades de passar em Paris:

    AIR FRANCE 457 20JUN GUARULHOS – PARIS 15:40 08:00 21JUN
    AIR FRANCE 1416 21JUN PARIS – GENOVA 20:50 22:20

    AIR FRANCE 1317 28JUN GENOVA – PARIS 17:50 19:20
    AIR FRANCE 454 29JUN PARIS – GUARULHOS 23:30 06:15 30JUN

    O que você me aconselharia, estou pensando em da uma fugida para torre na ida, e na volta cumprir exatamente o roteiro que vc montou no outro post, é minha primeira viagem internacional, estou morrendo de medo de não conseguir me virar no metro. Você tem guina montado?

    Obrigado

  107. Levi,

    O roteiro do outro post vai servir direitinho para a viagem de chegada. Quanto à volta, o tempo é insuficiente para uma ida e volta à Paris. No entanto, junto ao aeroporto, foi inaugurado ano passado o enorme Aéroville Shopping – certamente menos sem graça que o CDG. Fica na altura do setor de cargas. Embora as lojas fechem às 8 da noite, os restaurantes e supermercado ficam abertos até mais tarde. Distante dos terminais de passageiros cerca de 5 quilômetros, é uma corrida de taxi que não vai pesar.

  108. Olá Monica! Irei fazer uma conexão no aeroporto Charles De Gaulle Airport, as 11:35 de uma segunda e meu vôo parte as 16:40. Terei 5 horas livres. Mas não falo inglês ou francês e gostaria de saber se conseguiria me virar no metro para conseguir ir até a torre Eiffel. E também como faço para voltar para o aeroporto. E os trens lá são seguros no quesito de assaltos? Teria algum mapa para eu já ir estudando aqui no Brasil e tentar me localizar no metro e no aeroporto? E depois terei tempo suficiente para me achar no aeroporto e pegar meu vôo? Estou completamente perdido! Muito obrigado!

  109. Oi, Dario

    Da sua conexão você terá que descontar entre 3 e 3 horas e meia para caminhar do terminal até a estação de trens, comprar bilhetes, viajar até Paris, outra viagem de metrô, voltar para o aeroporto e passar pelo controle de segurança antes do embarque seguinte. Provavelmente o melhor a fazer é seguir a sugestão deste post: Ver a torre da Esplanade du Trocadéro, talvez o mais bonito ângulo da cidade.

    No próprio post você encontrará links para a empresa de transportes de Paris, a RATP, onde poderá simular os itinerários conforme o seu horário, bem como os mapas dos aeroportos Charles de Gaulle e Orly.

    Consulte o mapa do metrô de Paris neste endereço:
    http://www.ratp.fr/informer/pdf/orienter/f_plan.php?fm=pdf&loc=reseaux&nompdf=metro

    e o mapa de situação da estação de trens RER no aeroporto CGD:
    http://www.aeroportsdeparis.fr/ADP/Resources/8102d608-a1c2-42cb-8252-f65f9acba3ae-plangareSNCF.pdf

    Você até pode não ser fluente em inglês ou francês, mas algumas palavras deve conhecer, o suficiente para comprar as passagens na máquina de autoatendimento, ou mesmo na bilheteria, usando linguagem corporal ou mostrando em um papel ou no telefone o lugar para onde pretende ir. Isto não será um problema.

  110. Oi Monica, estarei em Paris em outubro de lua de mel, e gostaria de saber se do aeroporto Charles de Gaulle até o Metro Dupllex qual o melhor caminho? e eu tenho que sair da estação de trem para pegar o metro? ou é parecido com são paulo, onde da para fazer “baldeação” nas estações, sem sair? um bilhete serve para outro ou não?

    Grato

  111. Rodrigo,

    Como a tarifa do trem RER é calculada por zonas, a compra de um bilhete “Origine/Destination Ile de France” dará direito ao deslocamento desde o aeroporto até a estação final do metrô (Dupleix) na zona 1. Você terá que inserí-lo tanto nos torniquetes do trem RER como nos do metrô. Se a compra for com cédulas terá que ser na bilheteria. As máquinas só aceitam moedas ou cartões de crédito com chip.

    O caminho mais simples entre o CDG e a estação Dupleix é tomando o RER B até Denfert-Rochereau e de lá fazer baldeação com a linha 6 do metrô direção Charles de Gaulle-Étoile (no mesmo prédio mas estações distintas).

    Portar o mapa dos transportes facilitará muito sua vida por lá: Baixe o aplicativo do metrô de Paris http://www.ratp.fr/en/ratp/r_90747/visit-paris-by-metro/

  112. Mônica,
    Vou vir Zagreb e chego em Paris às 14h55min do dia 24/08 (domingo)no aeroporto Charles de Gaulle-Étoile e pego avião para o Brasil neste mesmo dia só às 23h38min. Já conheço os pontos turísticos de Paris, mas não queria ficar mofando no aeroporto. Pensei em ir até a torre Eifell. O que acha daria tempo? Como faço para pegar o metro?
    Margareth

  113. Margareth,

    Com 8 horas de conexão dá tranquilamente para visitar a Torre Eiffel. Embora tempo não seja problema, talvez seja uma boa ideia comprar o ingresso antecipadamente para evitar filas para a bilheteria. Dê uma boa margem de tempo para a escolha do horário como precaução por algum atraso no primeiro voo. Os bilhetes são vendidos aqui: http://www.toureiffel.paris/en/preparing-your-visit/buying-your-tickets.html

    Embarque na estação de trens do aeroporto no RER B (azul) até a St-Michel Notre Dame. Da mesma estação, embarque no RER C (amarelo)direção Versailles-Rive Gauche até a estação Champ de Mars – Tour Eiffel – ou

    Desça do RER mais adiante, na estação Denfert-Rochereau e de lá (mesmo endereço, outra estação) tome o metrô linha 6 direção Charles de Gaulle-Étoile até Trocadéro. Atravesse a esplanada com a vista mais bonita da cidade para a torre e dirija-se até a dita cuja descendo pelos Jardins du Trocadéro e atravessando a Pont d’Iéna.

  114. Olá Mônica,

    Voltarei de Roma para o Brasil no dia 16.09, fazendo uma conexão no CDG.
    Chego no CDG as 4:50pm (terminal 2F ) e meu próximo voo as 11:30omã (terminal 2E). Você acha que da tempo de eu conhecer a torre, sem subir nela?!
    Qual melhor meio de locomoção?!

    Agradeço desde já

  115. Flávia,

    Sua mensagem saiu com o horário do segundo voo truncado: Estou supondo que deva ser no mesmo dia às 23h30, pois o da manhã parte em torno de 10h30.

    Caso esteja certa, dá tempo de dar uma espiada na Torre Eiffel com as indicações deste post. Os meios de transporte mais garantidos em termos de horário são mesmo o trem RER e o metrô – Não existe risco de retenção na estrada, como usando um taxi.

    Se seu voo sair no dia seguinte de manhã, dá até para subir a torre e dormir em Paris, bem mais interessante que um hotel perto do aeroporto.

    Qualquer dúvida, torne a escrever

  116. Olá Monica, achei bem bacana suas dicas… Parabéns!

    Como não poderia deixar de ser, gostaria de aproveitar sua “consultoria” para me indicar e solucionar algumas dúvidas. Me desculpe se estiver sendo repetitivo…
    Em 20.11 chego ao CDG as 16:15 – Terminal 2F, minha conexão para GRU somente as 23:20 – Terminal 2E. Pelo que verifiquei a estação do RER fica próximo ao terminal de chegada e partida, correto? O caminho de retorno ao aeroporto é o inverso da ida? Metro de Trocadéro a Denfert-Rochereau e de lá RER para o CDG? O bilhete que compro na estação do RER é valido para a conexão na estação metro (Denfert-Rochereau)? Preciso indicar destino final e comprar ida e volta na bilheteria do RER?

    Obrigado!

  117. Obrigada, Fabrício

    Sim a estação do RER fica próxima ao seu terminal de chegada e a sinalização no aeroporto é excelente. Confira aqui neste mapa: http://www.aeroportsdeparis.fr/ADP/Resources/8102d608-a1c2-42cb-8252-f65f9acba3ae-plangareSNCF.pdf

    É isso aí: O caminho para voltar é exatamente o mesmo, só que na direção oposta.

    A passagem do RER comprada com a indicação de destino final “zona 1” de Paris compreende a segunda parte da viagem feita em metrô.
    Fique atento : Até onde sei, a máquina de bilhetes além de apenas operar com moedas ou cartões não vende ida e volta. Não tenho certeza se existe esta possibilidade nas bilheterias convencionais – normalmente com filas grandes, mas que andam ligeiro.

    Com relação aos deslocamentos entre terminais no aeroporto, consulte também este ótimo endereço: http://www.easycdg.com/1/passenger-information/connecting-flight-connections-paris-cdg-airport/connection-terminal-2e-paris-cdg-charlesdegaulle-airport/connection-terminal-2e-2f-paris-cdg-charlesdegaulle-airport/

  118. Oi Mônica,
    Tudo bem? Parabéns pelo site.
    Tenho uma conexão de 4:30 h no CDG, você acha que dá tempo de ir à Torre Eiffel? Se sim, qual seria a melhor opção?
    Obrigada!

  119. Oi,Erika

    Com um intervalo de 4h30 entre dois voos e considerando que ainda é preciso passar pela segurança antes do portão de embarque, uma ida a Paris pode colocar em risco a segunda parte de sua viagem: Fosse eu,não iria.

    Passei recentemente por uma espera com tempo semelhante no CDG e fui matar o tempo e fazer uma refeição com preço menor do que no aeroporto no Shopping Aeroville, que fica distante uns quinze minutos de ônibus. Não é o melhor programa do mundo, porém, bem menos sem graça.

  120. Olá! Adorei seu site!! Estarei indo de Zurique para Bruxelas de trem e teremos uma parada em Paris. Chegaremos as 13:38 na estação Gare Lyon e o próximo trem as 15:55 na estação Paris Nord. Pensei em passar pela estação do trocadero para ao menos tirar fotos na torre, detalhe que somos um grupo de 9 pessoas. Vc acha arriscado? E sobre os trens da Thalys que iremos pegar na estação Nord, está bem sinalizado? É fácil de encontrar?
    Muito obrigada e Parabéns pelo site!

  121. Coralina,

    Desculpe a demora na resposta – Estou no momento em minhas andanças e tive nos últimos dias conexões muito ruins.

    Apesar de um pouco arriscado, por causa do tamanho do grupo ainda por cima com bagagem, dá sim para ver a torre da Esplanada de Trocadero.

    Vocês precisarão estar bem coordenados e preparados para dividir o grupo em três com o objetivo de embarcar cada um em portas diferentes do metrô de maneira mais veloz.

    Ao chegar na Gare de Lyon, compre na máquina 2 carnês de 10 passagens. Sai mais barato que passagens unitárias e a operação será infinitamente mais ligeira. (a validade dos bilhetes é de 90 minutos – um será para os dois seguimentos da ida e o outro para a viagem até a Gare du Nord).

    Tomem em Gare de Lyon o trem RER A direção Cergy, ou Poissy ou Saint-Germain-en-Laye até a estação Charles de Gaulle-Etoile e faça lá a correspondência com a linha 6 do metrô, direção National, até Trocadero.

    Saindo de Trocadero, embarque na linha 9 do metrô, direção Mairie de Montreuil até a estação Strasbourg-Saint-Denis para fazer correspondência com a linha 4,direção Porte de Clignancourt, até Gare du Nord.

    A sinalização dentro da estação de trens é excelente: será muito fácil encontrar não só a plataforma de partida como o lugar onde o seu vagão do Thalys parará.

    Planejem um ponto de encontro nas conexões ou no destino final de cada viagem dentro das plataformas do metrô, caso alguém não consiga embarcar na mesma composição.

    Que bom que você gostou do blog!

    Faça uma ótima viagem.

  122. Mônica, boa tarde!!
    O que sugeriria para alguém com chegada em Paris às 19:55 e seguirá viagem às 10:30 do dia seguinte? É perigoso andar à noite pela cidade? Algum lugar bacana para jantar? Ou city tour noturno? Ou sei lá! rs… Queria muito ver algo da lindíssima Paris!! 🙂
    Muito obrigada!!

  123. Oi, Luciana,

    Independente do aeroporto de chegada (e partida), você terá que agir com um pouco de velocidade para aproveitar o restinho da noite em Paris e se ficar hospedada na cidade, será preciso acordar bem cedo, para o reembarque na manhã seguinte.

    Como toda cidade grande, Paris tem lá seus defeitos, mas não é perigoso circular pela noite. Um passeio noturno em um barco pelo Rio Sena incluindo jantar, poderia ser uma alternativa cômoda que engloba a vista de importantes pontos turísticos com uma agradável refeição permitindo ainda algumas horas de sono antes da etapa seguinte da viagem. Há uma boa quantidade de empresas oferecendo este passeio que passa por lugares mais que lindos. Reservando antes (escolha algo em torno das 22h00), dá para aproveitar bem o pouco tempo na cidade

    Dormindo em Paris (mais sacrificado, porém bonito), escolha um hotel perto (ou pelo menos bem conectado) com o meio de transporte a ser utilizado na vinda e na volta para o aeroporto:

    – Região de Opéra, para o Roissybus ou de Gare du Nord para o RER B até o Charles de Gaulle
    – Região de Denfert-Rochereau para o Orlybus até Orly

  124. Olá Mônica
    O que você me aconselha fazer em 3 horas???
    Já percebi que não será possível ir até a Torre…
    Chego ao CDG as 19:40 e saio às 23:20. Queria ver / conhecer alguma coisa, tirar fotos,..
    Me ajude!!! rsrs

  125. Oi, Danielle,

    O tempo de sua conexão é muito curto e o CDG fica na cidade de Roissy, fora de Paris. A alternativa para ao menos sair um pouco do aeroporto, seria o Shopping Aéroville, que fica próximo. Porém, fechando às 20h00, inviabiliza a escapada. Não vale a pena arriscar a volta para casa.

  126. Olá Monica, eu e meu irmão temos o sonho de conhecer Paris, mas como a grana está curta queremos aproveitar a conexão do voo de volta, apenas para tirarmos fotos na torre Eiffel, apenas fotos… Chegaremos ao Aeroporto Charles de Gaulle as 18:35 e teremos conexão de volta para o Barsil as 22:05, me diga o que acha desta pequena escapada? De trem? Mas acredito que meu irmão tem lá uma amiga e quem sabe se ela poder nos buscar de carro, achas que dá tempo?

  127. Oi, Déborah

    Com o encerramento do embarque às 22h20 e considerando que ainda será preciso um tempinho antes para o controle de passaporte, sinceramente, é um risco alto demais. Quem sabe antecipando o primeiro voo?

    A maneira realmente mais rápida de chegar a Paris é de trem. A opção carro não é boa, porque além de o aeroporto CDG ficar em outra cidade, sua chegada é em um horário em que o tráfego é bem pesado.

  128. Bom dia Mônica

    Vou fazer uma conexão em Paris de 8 horas. Gostaria de saber se daria tempo de ver a torre eiffel. Qual o meio de tras porte mais rápido de lá? ? Seria o metrô mesmo??

    Bjs

  129. Oi, Leandro

    A maneira mais rápida e sem contratempos é de fato a descrita aqui no post: Trem do aeroporto até Paris mais o metrô. Não mexa com taxis, caros e com risco de engarrafamentos…
    A passagem do RER B até Paris inclui também o segmento da viagem até a estação Trocadéro do metrô.

    E, sim: 8 horas são suficientes para ver a torre e voltar para o aeroporto.

  130. Boa noite Mônica

    Só passando para agradecer pela dica. Eu consegui ver a torre com a dica. Realmente é algo diferente mesmo, chega até arrepiar kkkkk.

    Bjs

  131. Oi, Leandro

    Fico contente por ter sido de alguma forma útil e que tudo tenha dado certo. De fato, ver a torre ao vivo e a cores é algo emocionante.
    Muito obrigada pelo retorno e, precisando, disponha.

  132. Olá ! Vou sair de Luxemburgo no domingo dia 09/08 e chego em Paris as 17:35 . Meu voo pro Brasil sai as 23:30h, gostaria muito de tirar algumas fotos da torre e voltar pro aeroporto, mas não entendi muito bem, em que estação descer, se for complicada a volta seria melhor um táxi? o aerporto e o Charles de Gaulle, parabéns pelo site!

  133. Obrigada, Robson

    Sinceramente não vejo necessidade de taxi em uma cidade tão bem servida por transportes públicos como Paris, mesmo sendo um domingo.

    Se sua chegada de Luxembugo é pela Gare de l’Est, basta embarcar no metrô da linha 4 direção Mairie de Montrouge até Strasbourg-Saint-Dennis, fazendo troca com a linha 9 direção Pont de Sèvres até Trocadéro. Procure a saída (sortie) Musée de l’Homme/Musée de la Marine, na mesma calçada da Esplanade de Trocadéro de onde se tem o, possivelmente, melhor ângulo para ver e fotografar a Torre Eiffel.

    A volta é exatamente o inverso: linha 9 direção Mairie de Montreuil até Strasbourg-Saint-Dennis e troca com a linha 4 direção Porte de Clignancourt, desta vez até Gare du Nord para pegar o trem RER B até o aeroporto.

    Se a bagagem estiver volumosa, existem guarda-volumes tanto na Gare de l’Est como na Gare du Nord. A distância entre as estações é pequena e pode ser percorrida a pé ou por uma viagem de uma estação de metrô (linha 4- Direção Porte de Clignancourt se for da Gare de l’Est para Gare du Nord e direção Mairie de Montrouge, se for o contrário).

  134. Olá Monica, queria saber qual que é o aeroporto mais próximo da Torre Eiffel ?

  135. Oi, Wagner

    Provavelmente a resposta à sua pergunta é Orly. Os aeroportos mais próximos da cidade são: Le Bourget e Orly (direções opostas) têm distância semelhante de Paris: cerca de 20 quilômetros. Já o Charles de Gaulle, em torno de 30 e o de Beauvais quase 90.

  136. Olá Monica,
    Parabéns pelo blog. Terei uma conexao em Paris das 20:30 até 10:30 do dia seguinte. Você poderia me indicar um guia que fosse comigo pelo menos até meia noite em alguns lugares so pra eu conhecr?

  137. Olá, Berenice,

    Por não ter utilizado o serviço, não tenho nenhuma indicação específica. Sei, no entanto, que há inclusive significativa quantidade de profissionais brasileiros atuando em Paris. Pesquise no Google resenhas de quem já contratou um guia turístico.

    Boa viagem

  138. Olá Mônica, chego a Paris as 05 da manhã, e meu próximo embarque será as 10:30. Você me aconselha fugir até a torre Eiffel ? Será que dá tempo?

  139. Oi, Juliana

    Se o embarque (e não a decolagem) for 10h30 o tempo é apertado, mas dá para ver a Torre Eiffel da Esplanada do Tocadéro. O sucesso da aventura vai depender de o voo chegar na hora certa e a fila da imigração andar ligeiro. Estando liberada pouco antes das seis da manhã, dá para arriscar.

    Assumindo que o aeroporto seja o Charles de Gaulle, confirme os terminais de chegada e partida e como se deslocar entre eles e a estação do trem RER B, que fica no terminal 2. O mapa do aeroporto pode ser consultado aqui:
    http://www.aeroportsdeparis.fr/docs/default-source/passager-fichiers/acces/edito_plan_sncf_cdg-pdf.pdf?sfvrsn=2

    Normalmente comprar a passagem em uma das máquinas de autoatendimento é mais rápido que na bilheteria, porém, elas só aceitam moedas ou cartões de crédito com chip. Você vai precisar de um “ billet Origine/Destination” que compreende o RER mais a viagem de metrô para qualquer estação na cidade de Paris (zonas 1 a 5) e repetir o processo na primeira estação que embarcar para a volta.

    Apesar de distintas, a estação do RER em Denfert-Rochereau é no mesmo prédio que a do metrô. Procure a plataforma da linha 6 direção Charles de Gaulle-Etoile, e desça em Trocadéro. A viagem leva uns 15 minutos. Procure a saída (sortie) Musée de l’Homme/Musée de la Marine para já sair na calçada certa e praticamente de “frente para o crime”.

    Para calcular a tarifa e fazer a simulação da viagem, tendo como partida “Aéroport de Roissy Aérogare 2, Tremblay-en-France” e chegada “Trocadéro (METRO), Paris” use os links:

    http://www.ratp.fr/fr/ratp/c_20585/titres-tarifs/

    http://www.ratp.fr/itineraires/fr/ratp/recherche-avancee

    Não arrisque sua conexão. Fique de olho no relógio e destine umas três horas para os deslocamentos de e para o aeroporto. Lembro que por ter saído da área de embarque será preciso na volta passar pelo controle de segurança em um movimentado horário. Embarque no RER tendo certeza do destino final: nem todos vão para o Charles de Gaulle.

  140. Olá Monica!
    Farei uma conexão de cerca de 10h no aeroporto Charles de Gaulle em Maio e queria aproveitar para ver a cidade. Você sabe como faço para conhecer o Palácio de Versalles? Queria tentar ver o Palácio de Versalle, Torre Eiffel e o Luvre. É possível? Não vi ninguém aki comentando do Palácio de Versalles 🙂

  141. Oi, Nathalia

    O Palácio fica na cidade de Versailles, cerca de 30 quilômetros de Paris. Embora a distância seja a metade, poderia ser feita uma comparação com a cidade imperial de Petrópolis e a cidade do Rio de Janeiro, aqui no Brasil. Ou seja, é uma pequena viagem.

    Com uma conexão de dez horas, e descontando três para uma saída e volta tranquilas de e para o aeroporto, talvez fique um pouco apertado. Em todo caso, há aqui no blog um post que explica as maneiras de viajar de Versailles a Paris, também válidas na direção oposta:

    http://viajantecronica.com/2010/03/25/matando-dois-bons-coelhos-com-um-so-golpe/

    Vindo do aeroporto CDG a alternativa mais adequada seria desembarcar do trem RER B na estação Saint-Michel-Notre Dame para fazer correspondência com o RER C5 (fique bem atenta porque esta linha de trem, o RER C, tem diversas ramificações).

    Caso decida fazer a visita, compre com antecedência o ingresso para o Palácio de Versailles para evitar uma eventual fila. Como ele e seus jardins são enormes, vai demandar tempo e possivelmente será arriscado incluir a Torre Eiffel e o Louvre.

    Se resolver ficar apenas em Paris, há um post com um roteiro que se encaixa perfeitamente no tempo da sua conexão. É este aqui:

    http://viajantecronica.com/2012/11/14/roteiro-em-paris-para-escapulir-de-uma-longa-conexao-no-aeroporto/

    Qualquer dúvida, torne a escrever

  142. Monica, parabens pela sua attitude d ajudar as pessoas!! Eu vou ter um layover em Paris d 4he55min no aero potto CDG vc Acha q da tempo d so tirar foto na torre e voltar? E como faco pra ver de novo a Melhor opção pra ir, até a torre, obrigada mesmo !!sheylla

  143. Monica, consegui ver um comentário D 2012, só confere comigo se essa ainda é a melhor maneira pra ir até a torre do aeroporto CDG,
    Pegar RERB direção Maddy palaiseau
    Descer na Denfert Rochereau
    Pegar o metrô plataforma linha6 direção charles D Gaulle etoile descer em trocadero
    Saída musee D I . Homme, confere?? Só basta saber se 4hs e 55 min dá tempo, vou chegar em páris 3:25 Pm e vou embargar pra Dublin 8:.20,
    Mas uma x obrigada pela suas dicas,

  144. Olá, Sheylla

    Considerando o curto intervalo entre seus voos, acho arriscado. Se você está chegando ou saindo da Europa terá que fazer imigração (fila), e na volta do passeio, para reingressar na área de embarque passar pelo controle de segurança (raio-x).

    Por segurança, calculo umas três horas para deslocamentos aeroporto-cidade-aeroporto e acrescento mais uma para passar pela segurança e caminhada até a área de embarque. Ou seja, é bastante apertado. É olhar, fotografar e voltar.

    Caso decida fazê-lo, é importante saber precisamente quais serão os terminais de desembarque e embarque e estudar o mapa do aeroporto para saber o caminho mais rápido entre eles e a estação de trens RER.

    Depois do RER B até Denfert Rochereau e do metrô linha 6 direção Charles de Gaulle-Étoile (são duas estações diferentes no mesmo endereço), uma vez na estação Trocadéro, a saída mais próxima da esplanada é a 1 (Avenue du Président Wilson – Tour Eiffel – Palais de Chaillot).

    Se achar a aventura imprudente, reproduzo abaixo duas sugestões para conexões mais curtas:

    “…No entanto, ainda que bastante apertado, talvez desse para dar um pulo muito rápido na Basílica de Sacre Coeur em Montmartre com uma linda vista de Paris e que fica aberta até 22:30 (embora sem ângulo para a torre). O caminho seria desembarcar do RER na Gare du Nord (viagem em torno de 42 minutos), de lá tomar o metrô linha 4 direção porte de Clignancourt até a estação seguinte, Barbès-Rochechouart, lá trocando com a linha 2 direção Porte Dauphine para saltar na próxima estação, Anvers. Daí seria subir pela Rue de Steinkerque até o Funicular ou tomar as escadarias.

    Outra possibilidade, seria desembarcar do mesmo RER B na estação St.Michel-Notre Dame e dar uma olhada na Catedral e nos buquinistas ao longo do Rio Sena. A viagem do aeroporto para lá (e vice e versa) é de 45 minutos em média.”

  145. Monica, muito obrigada,!!! Eu vou ver se quando eu chegar em paris eu consiga trocar meu voo, pra mas tarde pra Dublin , será Q tenho Q pagar pra trocar?? Se não conseguir vou fazer a opção da catedral Q vc falou, parece Q é mais fácil !!! Obrigada mesmo!! Eu moro em Boston , quando vc quizer vim conhecer aqui , será um prazer lhe ajudar .Sheylla Kennedy ??

  146. Obrigada pela oferta, Sheylla

    Certamente irei um dia a Boston, de preferência, fora do inverno e informações locais serão muito bem vindas.

    O passeio em torno da Catedral é, sem dúvida, bem mais simples e não envolve troca de transporte. Você chega e volta direto pela mesma linha de trem para o aeroporto, o RER B. Saindo do aeroporto todos os trens param nas estações em Paris – já na volta, nem todos vão para o aeroporto. Observe o destino da composição nos painéis da estação antes de embarcar.

    A taxa (ou multa) pela alteração de um bilhete pode variar dependendo das regras adotadas por cada empresa aérea. Existem as que cobram um percentual sobre o valor da passagem e outras um valor fixo (geralmente em torno de USD 100). Pode até acontecer de, havendo disponibilidade para um outro voo no mesmo dia, nada ser cobrado.

    Boa viagem

  147. Adorei suas dicas. Estarei em Paris em Março, e gostaria muito de uma dica, vou chegar pelo aeroporto Orly , e meu hotel fica muito próximo a estação de metrô Dupleix. Como faço para chegar usando ônibus ou metrô ?
    Grata desde já.

  148. Olá, Ket

    A alternativa mais tranquila, em minha opinião, seria sair do aeroporto utilizando a linha de ônibus “Orlybus” (parada na frente do portão D do setor de desembarque) até a parada final em Denfert Rochereau, na porta da estação do metrô (viagem em torno de 30 minutos e frequência entre 8/15 minutos dependendo do horário e passagem atualmente a 7,70EUR podendo ser comprada ao embarcar. De lá tomar o metrô da linha 6 direção Charles de Gaulle-Étoile até Dupleix (8 adiante).

    O outro modo, mais caro e com duas trocas de meios de transporte seria tomar o trenzinho (navette) Orlyval até Antony, de lá o trem RER B direção Aeroport Charles de Gaulle ou Mitry-Claye até Denfert Rochereau e de lá o metrô.

    Peço desculpas pela demora na resposta. Acabo de chegar de uma viagem em que consegui a proeza de ter um telefone e um computador sem funcionar.

    Aproveite bastante a viagem

  149. Olá Mônica
    Meu voo chega em paris as 14:10 e sai as 20:50
    Vc acha q da para ir tirar foto na torre, no arco e no louvre e voltar pro aeroporto ?
    Qnt mais ou menos seria uma corrida de taxi?
    E croissant cm café no aeroporto ??

  150. Olá Tatyane

    1 – Talvez não valha arriscar o Louvre. Administrando o tempo com cuidado, dá para algumas fotos da Torre Eiffel tiradas na Esplanade du Trocadéro e do Arco do Triunfo (na mesma linha 6 do metrô, só que 3 estações adiante, a Charles de Gaulle Étoile, saída 1 na Av Champs-Élyseés), usando transportes públicos.
    2 – Taxi não é uma boa ideia – trem e metrô não ficam sujeitos a engarrafamentos. É difícil estimar valores – uma corrida de taxi depende do horário e do dia da semana – Uma viagem do aeroporto CDG para a cidade de Paris pode variar entre 50/70 euros.
    3 – Não sei o preço de um croissant e um café no aeroporto.

  151. Bom Dia Monica… Saio do Brasil em Direção a Portugal, estarei em Paris por 8 horas depois tenho voo para Lisboa gostaria de uma informação da melhor maneira de ir visitar a Torre Eiffel. Pelo que vi é utilizando o RER Metro é isso? qual pegar onde descer e qual pego para voltar ao aeroporto? sei que com sua orientação será possível esse passeio. Inclusive meu almoço será em Paris.. Desde já agradeço a atenção Abraços Renata

  152. Olá, Renata

    Sim, para visitar a torre a maneira mais simples (e sem risco de tráfego) é pelo trem RER. O acesso para a estação no aeroporto é muito bem sinalizado. Do Charles de Gaulle, tome o RER B (azul) descendo em St-Michel Notre Dame. Nesta mesma estação, embarque no RER C (amarelo) direção Versailles-Rive Gauche até a estação Champ de Mars–Tour Eiffel e caminhe até a torre pelo Quay Branly ou pela Promenade junto ao Sena. O caminho de volta é exatamente o inverso: RER C direção Pont de Rungis Aéroport d’Orly até St-Michel Notre Dame e RER B direção Aeroport Charles de Gaulle.

    Utilize o bilhete Origine/Destination Ile de France”, que compreende um deslocamento com baldeação desde o aeroporto até o destino final, Champ de Mars–Tour Eiffel e outro idêntico para a volta. Você terá que inserí-lo nos torniquetes tanto na entrada como na saída das plataformas. A compra da passagem com cédulas é feita em bilheterias, já que as máquinas só aceitam moedas ou cartões de crédito com chip.

  153. Obrigada pela atenção, mas ainda tenho uma dúvida aonde localizo a bilheteria? e posso comprar os dois trechos? espero saber como ´pedir já que não falo Frances. kkkk Obrigada desde já

  154. Olá, Renata
    O aeroporto CDG é muito bem sinalizado. Desde a área de desembarque já é possível ver as placas azuis no alto. Siga na direção “Paris par train” (também em inglês) junto com o ícone do trem RER. A estação fica no nível inferior do terminal 2 e a bilheteria e terminais de venda de passagem pouco antes das plataformas. Como seu desembarque e reembarque deve acontecer no 2E ou 2F, veja a situação deles e da estação de trens neste esquema:
    http://www.parisaeroport.fr/docs/default-source/passager-fichiers/acces/edito_plan_sncf_cdg-pdf.pdf?sfvrsn=2

    O bilhete “Origine/Destination Ile de France” pode ser comprado tanto nos terminais de auto atendimento (com opção em inglês ou espanhol, mas só funciona com moedas ou cartão de crédito internacional com chip) como nas bilheterias (aceitam cédulas e os atendentes no aeroporto estão habituados a lidar com estrangeiros). Um detalhe: ao lado das bilheterias existem máquinas que trocam cédulas de 10 ou 20 euros por moedas (Monnayeur).

    Com relação a comprar antecipadamente o bilhete da volta para aeroporto, não tenho certeza se os terminais já estão habilitados para esta operação. Tenho o relato de um leitor que não conseguindo deixou para fazê-lo na estação do RER em Denfert Rochereau – a viagem foi em 2012.

    Sei, no entanto, que na bilheteria você pode especificar que quer uma passagem de volta (retour). Embora o valor seja idêntico, o bilhete CDG-Paris não funciona em uma viagem Paris-CDG.

  155. Oi Monica, parabéns pelo seu blog e sua dedicação em responder as perguntas, nunca vi nada igual. Preciso de sua ajuda em uma dúvida. Chegarei em Paris pelo Aeroporto Charles De Gaulles e ficarei hospedado na região de Menilmontant. Você saberia me dizer como faço pra chegar do aeroporto até o local que estarei hospedado? E para retornar do hotel para o aeroporto? Desde já agradeço.

  156. Obrigada, Robson

    A maneira mais simples seria tomar o trem RER B até a estação da Gare du Nord e de lá, seguir por um túnel que conduz até até a estação de metrô La Chapelle para embarcar na linha 2, direção Nation, até seis adiante, a Ménilmontant. A volta é o oposto: de Ménilmontant metrô da linha 2 direção Porte Dauphine até La Chapelle, próxima da Gare du Nord, para o trem RER B para o aeroporto.
    Compre um único bilhete Origine-Destination para a viagem do aeroporto ao hotel. Ele compreende os trechos do trem e do metrô. Será preciso inseri-lo na catraca para entrar e sair das plataformas do trem RER e novamente para a viagem do metrô.

    Você pode fazer a simulação para o horário de sua chegada neste link: http://www.ratp.fr/itineraires/fr/ratp/recherche-avancee

  157. Mônica, boa tarde!

    Eu já vi um questionamento como o meu em um dos comentários, mas a diferença é que estarei em Paris em pleno verão e chegaremos no dia 21/07 (quinta-feira), às 22hs…

    Bom, vamos lá:

    Em julho irei com a minha esposa para Roma… Ano passado ficamos 11 dias em Paris e neste ano, na volta para o Brasil, faremos uma conexão em Paris… Chegaremos por volta das 22hs e o nosso voo de volta sairá Às 10hs30… O ideal seria reservar um hotel próximo ao aeroporto para passarmos a noite, mas seria lindo poder desfrutar de algumas poucas horas na região da torre, às margens do Sena e tentar pegar o nascer do sol…
    A minha dúvida é: é seguro passar a noite pelas ruas de Paris, na região da torre??? Estaremos no verão europeu e em pleno mês de julho, portanto, imagino que a cidade esteja mais cheia ainda… Gostaríamos de ficar na região da torre, pelas praças e às margens do Sena… o que nos sugere???

    Obrigado!

  158. Olá, Carlos Alberto

    Não é exatamente inseguro passar a noite na região da torre. O problema é que a área é descampada e o “show de luzes” a cada hora cheia acontece apenas até uma da manhã – talvez fosse mais estimulante, depois de vê-la, buscar um local com maior quantidade de humanos. Quem sabe uma caminhada pela Av Champs-Elysées (ao longo da linha 1 do metrô) até a pirâmide do Louvre e/ou, pelo Quartier Latin, uma região sempre animada, na altura das estações Odéon e Saint-Michel da linha 4?

    Paris em julho é quente, abafada e cheia de turistas e os preços vão para as alturas. Cerifique-se de que, caso pretenda dormir em hotel, este disponha de climatização e reserve o quanto antes. Se planeja subir a torre, que no verão funciona até a meia noite, compre os ingressos antecipadamente para fugir das enormes filas. Outra coisa: o metrô circula de segunda a quinta até perto de 01h00. Depois disso, utilize os ônibus noturnos Noctilien (não são todas as linhas – procure aquelas com a numeração precedida pela letra “N”) com frequência menor que durante o dia. Há duas úteis rotas circulares, a N01 (sentido horário) e a N02 (anti horário), que servem o centro de Paris – podem até funcionar como uma espécie de “city-tour” e… um descanso para os pés.

    Com um voo às 10h30, vocês precisarão estar cedo, perto de 07h30, no aeroporto (que imagino ser o CDG). Se o plano inclui dormida, ao invés de perto da torre, talvez seja mais conveniente ficar na área de Opéra (de onde parte o ônibus Roissybus) ou no próprio Quartier Latin, perto das estações do trem RER B (que segue para o aeroporto) Luxembourg ou St.Michel-Notre Dame.

    Embora pequena a chance, imagine também um plano “B” para o caso de chuva. Ainda assim, poderá ser mais divertido que um quarto de hotel de aeroporto.

  159. Olá.
    Eu vou ficar um dia em Paris com uma amiga fazendo conexão, então será bem corrido.

    Nós chegaremos às 12:05 e pretendemos ir direto visitar a Torre Eifel.
    Por favor, poderia nos ajudar com essas dúvida:

    * Qual é a melhor alternativa, RER?
    * Qual é o melhor horário para comprarmos os bilhetes da torre, visto que teremos que passar pela imigração após chegar no aeroporto?

    Como não vamos dormir em hotel, pretendemos passar a noite em uma balada e depois ir para o aeroporto.

    * Geralmente as baladas acabam que horas? Em sua opinião qual é a melhor opção mais em conta para nós?
    * Qual é a melhor opção de retorno ao aeroporto? Se for trem, sabe dizer quais são os primeiros horários?

    Desde já,
    Muito obrigada

  160. Olá, Priscila

    1) Se o aeroporto for o Charles de Gaulle, a maneira mais descomplicada para atingir a própria Torre Eiffel é tomar o trem RER B, até a estação Denfert-Rochereau e de lá embarcar no metrô da linha 6, direção Charles de Gaulle-Étoile até 9 paradas adiante, a Bir-Hakeim (Grenelle). Uma alternativa um pouco mais rápida, porém sujeita a confusão na hora de trocar de linha de trem é descer na estação Saint-Michel Notre-Dame e fazer baldeação com a linha RER C (amarela) direção Pontoise ou Saint-Quentin-en-Yvelines até 4 paradas adiante, a Champ de Mars-Tour Eiffel;

    2) Comprar antecipadamente o ingresso para a torre logo depois de desembarcar, é meio loteria. Não dá para calcular o tempo na imigração, o tamanho da fila para as passagens de trem, nem se acontecerá algum atraso no voo – sempre será um risco. Minha sugestão é, como vocês terão tempo para passear na cidade, dar uma margem bem grande, agendando esta visita para bem mais tarde;

    3) Paris não é uma cidade muito baladeira como Madri, por exemplo. Os horários também vão depender do dia da semana. As chances de um de funcionamento longo em uma segunda-feira são bastante limitadas. Nas sextas e sábados, normalmente terminam em torno de 2 da manhã. Há um bocado de lugares animados ( e alguns com valores não exorbitantes) na Rue Oberkampf, perto da estação do metrô Parmentier, na linha 3;

    4) O metrô começa a circular às 05h30 e os trens RER às cinco da manhã, passando no centro de Paris cerca de 20 ou 30 minutos depois. Neste link, os horários dos trens e do metrô: http://www.ratp.fr/horaires/fr/ratp/rer

  161. Monica, boa tarde!

    Agora em julho, eu, meu marido e meus filhos ( 5 e 8 anos) ficaremos 7h40 no Aeroporto CGD. Nunca fomos para França e a tentação de dar uma volta pela cidade é enorme. Vc acha que conseguimos? Vi que vc recomenda o trem, mas queria saber se talvez por estarmos com as crianças não seria melhor na volta um táxi já que nosso vôo é 23h50 e o trânsito pode ser mais tranquilo.
    Muito obrigada pela ajuda!

  162. Oi, Nathalia

    Dar uma voltinha pela cidade será bem menos entediante para as crianças do que zanzar no aeroporto. Para ver a Torre Eiffel, como explicado no post, o tempo é mais que suficiente, Se pretende adicionar qualquer outra coisa, é preciso planejar o tempo com cuidado considerando guardar as malas em guarda volumes ou despachá-las para o voo seguinte e também o ritmo mais lento do grupo nos deslocamentos.

    Se vocês fossem ficar mais tempo na cidade, sem dúvida recomendaria o taxi na ida. A ideia do trem continua válida, na medida em que dá certeza de horário cumprido, sem risco de retenção na estrada. A mesma passagem (origem-destino) cobre a viagem do trem e o prolongamento em metrô e menores de 10 anos têm redução de 50%.

    No horário da volta para o aeroporto, o trem fica lotado e, se possível, deve ser evitado. As estradas também ficam congestionadas, pois há muita gente que mora em outras cidades voltando do trabalho em Paris. O taxi aí poderia ser uma opção, mas outra ideia seria o Roissybus, linha expressa de ônibus com paradas em todos os terminais do CDG, que faz o percurso em pouco mais de uma hora. Eles saem da Rue Scribe, 11,esquina com Rue Auber, no lado esquerdo da fachada principal do teatro Ópera – junto da loja Nespresso.

    Se a questão das malas for resolvida rapidamente e tiverem coragem e pique, modifiquem um pouco o caminho indicado neste post. (estou considerando a volta no Roissybus que sai de Ópera):

    Do aeroporto, tomar o mesmo RER B descendo na mesma estação Denfert Rochereau, prosseguir (com a mesma passagem) no mesmo metrô da linha 6, direção Charles de Gaulle-Étoile e, em vez de descer em Trocadéro, seguir até a estação final para uma rápida olhada no Arco do Triunfo. Voltar para estação do metrô, e comprando logo duas passagens para cada, usar a primeira na mesma linha 6, na direção Nation, descendo três adiante, a Trocadéro. Pegue a saída 1 (Avenue du Président Wilson – Tour Eiffel – Palais de Chaillot) que é a mais próxima da Esplanade du Trocadéro, de onde se tem uma excelente vista da Torre Eiffel.

    Para a volta de ônibus para o aeroporto, retornar ao mesmo acesso do metrô para embarcar na linha 9 direção Mairie de Montreuil, até 7 estações adiante, a Havre – Caumartin, saída Boulevard Haussmann. Entrar na Rue de Caumartin (na calçada oposta à Loja Printemps), tomando a Rue Auber para a esquerda. Na próxima esquina para a esquerda fica a Rue Scribe e a parada inicial (e final) do Roissybus. Programem a chegada ao aeroporto para no máximo 22h00. Além do resgate e despacho das malas tem o controle de segurança (raio X) e andada até o portão embarque.

  163. Monica querida, super obrigada pelas dicas e por toda sua atenção. Com certeza será um sucesso.
    Se vc tiver alguma dica de patisserie perto dos lugares que vamos passar, eu agradeço.
    Agora no Brasil está super em alta um desenho que se passa em Paris, chamado Ladybug. E o pai da heroína tem uma patisserie. Imagina a curiosidade dos pequenos.

    Mais uma vez super obrigada!

  164. Obrigada, Nathalia

    Esse tipo de padaria/confeitaria com cara de antiga é mais facilmente encontrada em bairros residenciais. Bom seria se vocês tivessem mais tempo para conhecer uma que fica em Montmartre cuja fachada é muito parecida com a do desenho. É esta: http://painrisien.com/boris-lume-paris-18e-un-couple-vraiment-pas-timbre-dans-une-boutique-qui-a-du-cachet/

    Como fica muito fora do caminho e não tão próxima de uma saída de metrô, me ocorre uma alternativa meio sem-vergonha e com um mínimo desvio na rota: Seria uma filial bonitinha da franquia “Paul” que fica no 35/37 da Rue Tronchet, esquina com o Boulevard Haussmann, cerca de 150 metros da saída do metrô Havre-Caumartin (lado oposto do Magasin Printemps). Se a volta para o aeroporto for no ônibus Roissybus, será muito simples, o lanche é bem honesto e não consumirá muito tempo com caminhadas.

  165. Olá Monica!! Faço escala em Paris…. chego as 11:20 no Charles de Gaulle (CDG)
    E meu voo pra Berlim é as 15:35 no Charles de Gaulle (CDG) tbm…

    Muito arriscado tentar uma foto na torre? =/
    Obrigado!

  166. Oi, Rafael,
    Com 4 horas de intervalo entre dois voos é um risco que não vale assumir… E ainda tem a fila da imigração. Se você sair da área de embarque, ao regressar será preciso passar pelo controle de segurança (seu e da bagagem de mão).

    Fiz uma conexão com a mesmíssima duração e horário no CDG, só que para Milão (chegada pelo terminal 2E e partida do 2F). Com intenção de além de sair do aeroporto colher material para um post (ainda não publicado), visitei o Shopping Aéroville, nas proximidades.

    Apesar de ficar tão perto e da existência de um “shuttle” gratuito saindo da rodoviária do aeroporto (o Roissypôle) não consegui fazer esta viagem. Mesmo bem sinalizado, não vi sequer um ônibus, e para não desperdiçar tempo, escolhi ir e a voltar em ônibus convencionais.

    Não foi um passeio memorável nem imperdível, mas valeu a experiência de ter trocado um “chá de cadeira” por uma voltinha num shopping e fazer uma refeição com valor inferior aos praticados em aeroportos. Aproveitei também para comprar uma barra de chocolate no supermercado, lembrando das restrições da bagagem de mão que passaria por inspeção antes do setor de embarques.

    Depois de fazer a imigração, nosso grupo de 3 caminhou a até a estação do trem gratuito, o CDGVAL para descer na estação Terminal 3 – Roissypôle. Constatada a ausência do ônibus para o shopping, compramos na máquina 2 passagens de transporte para cada, abrangendo uma zona.

    Seguimos para o terminal rodoviário (ali mesmo) para 3 opções de linhas passando perto do Shopping: a 349 (destino Parc des Expositions RER), a 350 (destino Paris – Gare de l’Est) e a 351 (destino Paris-Nation). Descemos na parada “Marguilliers”, um lugar meio descampado para uma relativamente pequena caminhada até a entrada do Shopping na Rue des Buissons.

    Não esperando uma frequência boa nos transportes, saímos do Aéroville antes das 14h00. Atravessamos a pista para a parada de ônibus, a “Rue du Té”, na calçada oposta da mesma Rue des Buissons. Depois de uma espera que pareceu enorme, voltamos para o aeroporto em uma rápida viagem descendo na porta do terminal 2F.

  167. Boa tarde Monica,

    Desde já aproveito para lhe dar meus parabéns pelo site, é muito útil.
    Acontece que nunca fui pra França seria a primeira, meu voo chega as at 06:15 (D+1)
    (CDG), FRANCE
    Terminal 2E
    Aéroport Charles de Gaulle, e sai at 13:20
    (CDG), FRANCE
    Terminal 2F
    Aéroport Charles de Gaulle, acha que me da tempo de ir ver a torre outras bonitas?

  168. Obrigada, Anastácio
    Dá tempo sim, porém, sem esquecer que é preciso estar de volta ao aeroporto perto do meio dia para, antes de reingressar na área de embarque, passar pelo controle de segurança. Dependendo do tempo que tome a imigração, logo na chegada, a compra da passagem e a viagem de trem, imagino que você disponha de algo em torno de três horas em Paris, suficientes para, além da torre, ver (rapidamente) umas duas “outras bonitas”, como o Arco do Triunfo e a Catedral de Notre Dame, por exemplo.

    Se a sugestão agradar, siga as indicações deste post para ver a Torre da Esplanada de Trocadéro. Ao sair, retorne para a mesma entrada/saída do metrô e embarque na mesma linha 6, na mesma direção até a estação final, a Charles de Gaulle-Étoile – três adiante. Uma vez visto o Arco do Triunfo (tem uma passagem subterrânea para pedestres até sua base), volte para o acesso do metrô embarcando desta vez na linha 1, direção Château de Vincennes até 9 estações adiante, a Hôtel de Ville. Como a saída é na Rue de Rivoli, dá para, no caminho para a Catedral, seguindo pela Pont d’Arcole e Rue d’Arcole, ver também o bonito prédio da prefeitura de Paris.

    A volta para o aeroporto é pela mesma linha de trem, RER-B, com embarque na estação Saint Michel-Notre Dame. O acesso mais próximo da Catedral de Notre Dame fica na esquina do Quai Saint-Michel com a Rue du Petit Pont, na outra margem do rio – tendo a fachada da catedral para trás, percorra todo o Parvis (a enorme praça na frente e onde fica a placa do “marco zero” de Paris) e siga para a esquerda atravessando a Petit Pont.

    Neste link, o mapa de situação da estação de trens com relação aos terminais do aeroporto CDG:

    http://www.parisaeroport.fr/docs/default-source/passager-fichiers/acces/edito_plan_sncf_cdg-pdf.pdf?sfvrsn=2

  169. Primeiro gostaria de te parabenizar por essas dicas maravilhosas e depois só agradecer. Estudei muito os seus relatos e como cheguei em Paris às 15 e tina que sair às 23 para voltar ao aeroporto, alterei um pouco a ordem.
    Fui direto pra torre e depois fiz o percurso todo andando. Da torre até o arco do triunfo, depois segui para o Louvre assim vendo diversos pontos turísticos pelo caminho, pontes, beirando o Rio Sena. Até chegar no Louvre e de lá fui caminhando até a Notre Dame do mesmo jeito, vendo diversos pontos interessantes. Então dali cheguei a San Michel pois é um lugar fácil pra achar um restaurante e onde fiz as compras nas lembrancinhas, jantei e de lá já peguei o RER B direto para o aeroporto. Doente da torre que tem que trocar do metrô para o RER .
    Agradeço MT seus relatos.

  170. Oi Daniel,

    Eu é que agradeço por seu retorno e pelo relato de sua experiência, sugerindo uma variação ao passeio.

    Como você citou o RER nas imediações da Torre Eiffel, aproveito para também acrescentar :

    A estação de metrô Tocadéro mencionada no post é a mais próxima da Esplanada de Trocadéro, na margem direita do Rio Sena, um dos melhores pontos na cidade para ver (e fotografar) a Torre Eiffel;

    Para os que têm a intenção de visitá-la ou atingir sua base, é preferível descer na estação Bir-Hakeim, na mesma linha 6 do metrô (e no Boulevard de Grenelle) ou, de trem, pelo RER C, estação Champ de Mars-Tour Eiffel (acesso no Quai de Branly) – A troca de linha de trens vindo do aeroporto pelo RER B é feita na estação Saint-Michel-Notre-Dame;

    As estações Bir-Hakeim do metrô e Champ de Mars-Tour Eiffel do RER ficam, assim como a torre, na margem esquerda do rio.

  171. Mônica,

    Nossa viagem é em fevereiro, o vôo chega em Paris 08:15 e o vôo de partida é as 15:20. Gostaríamos de ir ver a Torre nesse tempo de conexão. Pelo que li nos posts anteriores, daria tempo. Quais seriam as melhores opções de trasporte e trajeto ida e volta para o aeroporto?

    Abraços

  172. Oi, Aline

    Embora você não tenha mencionado o aeroporto da conexão, mesmo que seja no Charles de Gaulle (mais distante), dá tempo para, da Esplanade du Trocadéro, ver a torre. Caso pouse em Orly, a viagem é ainda menor. Das opções de transporte existentes, as mais indicadas em termos de pontualidade são mesmo as que menciono no texto do post, onde também cito as direções, estações e o acesso mais próximo em Trocadéro, que em resumo, são:

    – Do Charles de Gaulle, trem RER B mais metrô da linha 6, as duas viagens compreendidas no bilhete “origine-destination”, atualmente custando 10EUR

    – De Orly, ônibus “Orlybus” mais metrô da linha 6. Valores em vigor: Orlybus, 8EUR e bilhete unitário do metrô, 1,90EUR

    Aproveite a escapada

  173. Olá Mônica. Meu nome é Justino Marques Lustoza. Muito bacana as suas dicas. Estou na mesma situação de um rapaz que já questionou vc.. Eu e minha esposa vamos fazer uma conexão de 5 horas em Paris. É claro que gostaríamos muito de ver de perto a Torre Eiffel, mas realmente dá muito medo de perder o voo p/ Lisboa. Acho um pouco complicado esta coisa de ficar trocando de trem. Um erro pode ser fatal. Vc. disse que tendo o passaporte carimbado até às 9:10h, ainda vale a pena arriscar. Vamos chegar num sábado, às 8:15h. Nosso voo p/ Lisboa é às 13:15h. A manhã de sábado costuma ter o trânsito muito congestionado em Paris? Se pegar um táxi, será que não dá mais certo? Se caso achar uma boa ideia, quanto gastaríamos com este transporte?

  174. Olá e obrigada, Justino

    Concordo totalmente com sua preocupação em não perder a conexão e, mesmo sendo taxada de covarde por alguns companheiros de viagem, em muitos anos de estrada com tantos transbordos e conexões perdi uma única vez um trem em Madri, por ter escolhido um ônibus que parava na porta do hotel ao invés do metrô, a duas quadras. Supondo que por ser uma tarde de sábado o tráfego seria melhor, quebrei a cara (acho que a cidade toda foi passear) e cheguei dois minutos atrasada. A sorte é que paguei um pequeno suplemento e 30 minutos depois seguia para Córdoba.

    Por essas e outras é que em situações como a sua, voto sempre na alternativa sobre trilhos. Tecnicamente as estradas ficam menos movimentadas nos sábados, mas se acontecer um acidente ou alguma obra, pode haver retenção e atraso. Com um tempo tão minguado, não creio que seja prudente arriscar um taxi. Com relação a valores, calculo que cada corrida deva ficar entre 36 e 50 euros, dependendo do tráfego.

    Para ver a torre de perto, vocês precisariam trocar de trem em St. Michel-Notre Dame (do RER B para o RER C) e ainda teriam que andar um pouquinho da estação Champ de Mars até a base da torre. Esta é uma troca até relativamente simples, pois dentro da cidade de Paris os trens não fazem bifurcações. Porém, com a pequena disponibilidade de tempo, talvez seja mais seguro ver mesmo a torre da Esplanade du Trocadéro, cuja saída do metrô da linha 6 fica a 80 metros do ponto de observação.

    A troca do trem RER B em Denfert-Rochereau pelo metrô da linha 6 é muito simples, porque são duas estações diferentes dentro do mesmo prédio – a do trem fica um nível abaixo da rua e a do metrô abaixo desta. A sinalização é boa e a estação relativamente tranquila. Com o metrô não tem erro: são só duas vias – a que vai na direção Nation e a que vai para Charles de Gaule-Étoile (pegue esta). Ao contrário da a troca de trens em St. Michel-Notre Dame, em que além de precisar andar um bocado, tem várias vias, está sempre abarrotada e pode realmente gerar confusão.

    Peço desculpas pela sugestão “balde de água fria”, mas sinceramente, riscos desnecessários podem ser dispensados. Lembro ainda que na volta para o aeroporto será preciso, antes de entrar na área de embarque, passar pelo controle de segurança. É um passeio vapt-vupt mesmo, mas que tem um delicioso sabor de vitória.

    Qualquer dúvida, volte.

  175. Prezada Mônica,

    tenho 5 horas e tenho que ir de um aeroporto ao outro ( CDG A ORLY ) , como não tem mais o easybus , será que a melhor opção é o RER mesmo, ou vale o TAXI ou Uber , já que estamos em 3 pessoas. Depois teremos que ir para Orly… Qual sua dica ?

  176. Olá Lilian,

    Desculpe, mas não ficou claro em sua questão se há ou não intenção de uma passada em Paris.

    Se o pretendido é a ligação direta entre os dois aeroportos, os meios mais rápidos são os ônibus da Air France (linha 3) ou o trem RER B (direção Massy-Palaiseau ou Saint-Rémy-lès-Chevreuse) até Antony e de lá o trenzinho “Orlyval” até o aeroporto, terminal oeste (suponho). Ambas têm duração em torno de uma hora e meia. Taxi ou Uber são mais confortáveis, e mesmo com um possível custo-benefício para três, não ganhariam no tempo viagem (nem no preço). Faça também a cotação de um serviço de shuttle – como o valor é fixo, em caso de congestionamento, não rola o estresse de ficar secando o taxímetro.

    Assumindo que queira ver a Torre Eiffel, penso que seria muito arriscado em uma conexão de 5 horas, por causa da bagagem. Além de perder tempo esperando para recolhê-la na esteira e ainda ter que reservar mais um bocado para despachá-la no outro aeroporto, transitar com ela na cidade é bem mais lento do que com as mãos vazias. Sem poder estimar a hora da saída do primeiro aeroporto, não dá para fazer planos.

    Cheguei até a considerar, caso a liberação no CDG fosse rápida, uma escala do trem RER B na estação St.Michel-Notre Dame para dar uma olhada na Catedral, prosseguindo a viagem em outra composição da mesma linha. Porém, fazendo as contas por alto, percebi que além do tempo para imigração, coleta de bagagem e uma andada em St-Michel, você dispenderia mais de quatro horas, assim:

    – 45 minutos para deslocamento do terminal até a estação do RER, fila para a compra de passagem do trem, localização da plataforma e espera do trem no CDG;
    – 45 minutos para a viagem do primeiro trem;
    – 30 minutos para compra de passagem do trem, localização da plataforma e espera do trem em Paris;
    – 45 minutos para a viagem do segundo trem (com a baldeação);
    – 15 minutos da estação do Orlyval até o salão do check-in em Orly;
    – 75 minutos antes do voo para já estar em Orly (abusando – o recomendado são 2 horas)

    Para mim, seria tenso demais. No entanto, meu critério foi a minha lerdeza com malas. Refaça o cálculo e “peça ajuda” ao simulador da RATP para confirmar a duração desta e de outras alternativas de transportes: http://www.ratp.fr/itineraires/fr/ratp/recherche-avancee

  177. Prezada Mônica,

    muitíssimo obrigada….sim a vontade era dar um pulinho na Torre Eiffel ! Mas deixamos então para uma próxima vez !!! Grata

  178. Disponha, Lilian

    Pequenos contratempos produzem grandes efeitos: São um excelente adubo para a concretização de outras viagens.

    Aproveite muito esta e as próximas rodadas.

  179. boa noite Monica, estou em geneve (suiça) estou a planear ir a Paris em Dezembro 26 a 28 . como não conheço agradecia se me pudesse dar uma orientação. em principio vou ficar no intercontinental grand hotel . o que me aconselha ir de avião ou TGV e ja agora qual o aeroporto CDG ou outro . fazemos anos de casados gostava de lhe fazer uma surpresa . ver a torre eiffel….desde ja agradeço a sua ajuda . bom fim de semana

  180. Olá, Jose
    Meu voto vai para o trem. Mesmo sendo um curto voo de uma hora, o tempo dispendido nos deslocamentos aeroporto-cidade, será maior que as pouco mais de três horas no TGV.

    O desembarque do TGV em Paris é na Gare de Lyon. Se for utilizar o metrô para chegar ao hotel, embarque na linha 14, direção Gare St Lazare, trocando na estação Pyramides para a linha 7, direção La Courneuve, até a estação Opéra.

    Caso decida fazer a viagem de avião, e mantenha a escolha de ficar hospedado na região de Opéra, voe para o CDG. Mesmo que mais distante que Orly, é favorecido pela conveniente parada (paragem) final/inicial a poucos passos do hotel da linha de ônibus Roissybus, na esquina da Rue Scribe com Rue Auber.

    Para ver a Torre Eiffel a partir da Esplanade du Trocadéro saindo da área de Opéra, tome o metrô da linha 3, direção Pont de Levallois, trocando na estação seguinte, a Havre-Caumartin, para a linha 9, direção Pont de Sèvres, até Trocadéro.

    Com dois dias na cidade, há bastante tempo para outras atrações. Veja aqui no blog, em uma outra postagem dedicada aos que fazem uma conexão mais longa, um roteiro de um dia em Paris: http://viajantecronica.com/2012/11/14/roteiro-em-paris-para-escapulir-de-uma-longa-conexao-no-aeroporto/

    Parabéns pelo aniversário e pela delicada surpresa.

  181. muito obrigada Monica, é sempre bom ter uma portuguesa com esta dedicação e disponibilidade para ajudar e aconselhar o nosso povo . eu tenho preço especial no grupo IHG , tudo que seja Intercontinental. holidayin, crown plaza…vou aproveitar . em principio vou seguir o seu conselho e vou de TGV . Felicidades e tudo de bom .

  182. Disponha, Jose

    Aprecio muito o falar de Portugal, mas sou brasileira. Busco aprender os termos diferentes dos usados no Brasil, para “fazer bonito” quando viajo. A afabilidade dos portugueses com os visitantes é um diferencial na Europa.

  183. obrigada Monica, é brasileira mas como a maior parte dos brasileiros gosta do povo português assim como a nossa maioria gosta do povo brasileiro hihihi . Paris é uma cidade que eu gostava de visitar vou aproveitar esta data . continuaçâo de um bom dia e tudo de bom .

  184. Obrigada pela gentileza, Jose

    Aproveite a viagem e prepare-se para inventar novos motivos para voltar a Paris

  185. Boa tarde Monica espero que esteja tudo bem consigo . Infelizmente no intercontinental Paris nesta data não tem disponibilidade, tenho hipoteses no Holliday In . todos estes têm disponibilidade :
    Holliday In – Montmartre
    Holliday In-Paris Opera / Grands BLVDS
    Holliday in- Gare Lyon Bastille
    Holliday in-Paris Bastille
    Holliday in Paris-Versailles-Bougival
    Holliday in Paris- Ellysées
    Holliday In Paris Port de Clichy
    Holliday in Paris Auteuil
    Holliday in Paris ch. de Gaulle airport
    Holliday in Paris-Marne la Vallee
    Holliday in Paris-Gare Monteparnasse
    Holliday in Paris- Gare de l’est
    Holliday in Monteparnasse Pasteur
    Holliday in Paris-Velizy
    se eu for de TGV e sair na Gare de Lyon a nivel de acessibilidades qual sera o melhor ? da gare ao hotel e do hotel á tour eiffel ? mais uma vez agradeço a disponibilidade . obrigada tudo de bom para sí . bjs

  186. Olá José,
    Dos hotéis mencionados, os mais bem localizados são:
    Opera/Grands Boulevards, Elysées, Bastille, Gare Lyon Bastille, Gare Monteparnasse

    Em seguida viriam os ainda dentro da cidade:
    Monteparnasse Pasteur, Gare de l’est, Montmartre, Auteuil, Porte de Clichy

    E, por último, os que ficam em cidades próximas a Paris:
    Versailles-Bougival, Paris-Velizy, Marne la Vallee, Charles de Gaulle airport

    Esta lista acima segue uma ordem que pessoalmente escolheria, fossem estas as minhas alternativas para hospedagem em Paris ou arredores. Levando em conta a conveniência nos deslocamentos e proximidade do centro, em qualquer um dos cinco primeiros você estará muitíssimo bem conectado por metrô a qualquer ponto da cidade.

    No segundo bloco, os também na cidade, mas não necessariamente “colados” à estações de metrô e, alguns, em localização um tanto insossa.

    No final, os que ficam fora de Paris e que devem ser escolhidos em último caso, pois, pela distância, consumiriam mais tempo (e dinheiro) em transportes.

    Fique à vontade para, quando tiver escolhido o hotel, voltar e contar. Passarei com todo o prazer a melhor forma de ir e voltar da Gare de Lyon, bem como atingir Torre Eiffel.

  187. obrigada Monica, vou seguir os seus conselhos e vou optar pelos primeiros . continuaremos em contacto . bom fim de semana bjs

  188. Disponha, José

    Aguardo notícias torcendo pela disponibilidade de reserva para uma localização bem central. Bom fim de semana e planos de viagem

  189. Boa tarde Mónica, já está tudo em ordem . marquei no Crowne Plaza republique . os acessos são melhores . quando sair do TGV apanho o bus e saio ao lado do hotel . 12 a 15m . mais uma vez muito obrigada pela sua disponibilidade . na data se estiver aí em Paris teremos todo o gosto em lhe pagar um copo e conhece-la pessoalmente . bjs

  190. Boa escolha, Jose

    A área de Republique é ótima em termos de transportes, e a ideia do ônibus excelente para quem chega com bagagem: Não tem o inconveniente das escadarias do metrô e ao invés de túneis, a vista da ruas de Paris.

    O ônibus da linha (carreira) 65, Gare de Lyon-Diderot, direção Porte de la Chapelle, sai da frente da estação de trens e vai deixá-los praticamente na porta do hotel.

    Caso aprecie ir para a Torre Eiffel pela superfície, embarque na Place de la République, lado oposto ao hotel (face a loja Etam) no ônibus 20, direção Gare de Lyon, até 7 paragens adiante, na Place de la Bastille. Caminhe um tanto para trás para atravessar o Boulevard Bourdon e o Boulevard Henry IV e na frente do Café Français, na paragem Bastille-Rue Saint-Antoine, embarque no 87, direção Champ de Mars até o final. No caminho, a Pont Sully, o Instituit du Monde Arabe, Sorbonne, o Quartier Latin, a Église St-Suplice e no desembarque, uma impactante vista da torre.

    Caso escolha o metrô, tome a linha 9 em République, direção Pont de Sèvres até Iéna, com uma agradável caminhada para atravessar pela ponte o Rio Sena.

    Obrigada pelo convite. Faço daqui o brinde ao casal desejando que aproveitem muito a viagem.

  191. Utilizei as dicas em uma passagem por Paris na quinta feira, dia 03/11. Fui de trem e deu tudo certinho e seguro. Preferi o trem para evitar risco de congestionamento. Pena que não consegui subir na torre, mas o visual o excelente.
    Recomendo!!!

  192. Obrigada, Anísio

    Seu relato confirma a eficiência da “receita de bolo” deste post. É uma escapulida que, além de trazer um gostinho de vitória, anima o planejamento de uma permanência mais prolongada e, desta vez, incluindo a Torre Eiffel.

    Fico feliz que tudo tenha dado certo.

  193. Olá Mônica, meu nome é Ana Clara e estou decidindo uns vôos com minha mãe. Tem um em específico em que ficaremos 11 horas aguardando o próximo voo (em Paris- Aeroporto Charles de Gaulle ). Queríamos dar uma passada para ver a Torre Eiffel… O que você acha? Temos uma grande questão em relação as malas.. Será que é possível despacha-las assim que chegarmos? Você teria alguma dica para dar?

    Um grande beijo!

  194. Olá, Ana Clara
    Com uma janela de 11 horas, dá para ver mais coisas em Paris além da Torre Eiffel. Dê uma olhada neste outro post com um roteiro de um dia na cidade, explicado passo a passo – o início e fim são no aeroporto Charles de Gaulle:
    http://viajantecronica.com/2012/11/14/roteiro-em-paris-para-escapulir-de-uma-longa-conexao-no-aeroporto/

    No que diz respeito à bagagem, se vocês estiverem fazendo uma conexão com uma mesma empresa aérea, é praticamente certo que ela seja automaticamente colocada no voo seguinte sem necessidade de coleta – É bom confirmar previamente.

    Caso as viagens sejam feitas em empresas diferentes;
    a) Consultar a aérea da segunda viagem para saber se o despacho da bagagem estará disponível na hora de sua chegada (muitas aceitam, inclusive na véspera);
    b) Caso contrário, utilizar o guarda volumes que fica no terminal 2 (no mesmo nível da estação de trens RER-TGV). A empresa que presta o serviço: http://www.bagagesdumonde.com/en/left-luggage/offer

    Qualquer dúvida, retorne

  195. Oi Mônica! Adorei o post.
    Estou com uma conexão de mais ou menos 6hrs no Charles De Gaulle (chego 07:40 com o segundo vôo marcado para 13:45). Tenho planos de visitar pelo menos a Torre Eiffel.. simplesmente amei suas dicas!!!
    Na sua opinião, daria tempo tranquilo ou é muito arriscado??? (Pensei que, por ser pela manhã, talvez seja mais tranquilo).
    Outra dúvida, é na parte do texto sobre a conexão no Aeroporto Charles de Gaulle, não entendi quando que você diz que o trajeto demora 45 min, e depois diz que a viagem é de cerca de 15 min. Poderia me ajudar nisso?
    Muito obrigada, de qualquer forma!
    Meus parabéns pelo blog!!!
    Att, Sara.

  196. Obrigada, Sara

    A proposta deste post, já testada e aprovada em uma conexão de seis horas no CDG, é “ver a Torre Eiffel” da Esplanade du Trocadéro. Se sua intenção é visitá-la, mesmo com ingressos comprados com antecedência, acredito que o tempo que dispõe não seja suficiente, pois não dá para estimar a espera pelos elevadores internos da torre.

    Com relação ao trajeto, ele é composto de dois segmentos: um de trem entre o aeroporto e a estação Denfert-Rochereau, viagem em torno de 45 minutos e outro de metrô até a estação Trocadéro, com duração média de 15 minutos. O bilhete origem-destinação compreende as duas viagens.

    Apesar de fazer no post uma estimativa de três horas para os deslocamentos em transportes, pode ser prudente voltar o quanto antes para o aeroporto. Como será necessário passar pela segurança para reingressar na área de embarque e os procedimentos estão atualmente mais rigorosos, o tempo de espera pode ser maior.

  197. oi tudo bem?

    vou ficar 13:10 até as 22:00, acha que dá para ir pelo menos a torre?

  198. Olá, Handalla

    Dá tempo, sim e seria bom comprar os ingressos antecipadamente para evitar filas.Veja aqui: http://ticket.toureiffel.fr/

    Como o aeroporto não foi mencionado, e assumindo que seja o Charles de Gaulle, o caminho mais rápido e desimpedido seria tomar o trem da linha RER B (azul) até St-Michel Notre Dame. Desta estação, embarcar no RER C (amarelo) direção Versailles-Rive Gauche até a estação Champ de Mars – Tour Eiffel. (As duas viagens compreendidas no mesmo bilhete “Origine-Destination”).

    Caso sua conexão seja no aeroporto de Orly, tome na saída do portão de desembarque o Orly Bus até a para final, Denfert-Rochereau. De lá tome o metrô da linha 6 direção Charles de Gaulle-Etoile. A estação mais próxima é Bir-Hakeim (Grenelle), porém, descer duas estações adiante, em Trocadéro, dá direito ao melhor ponto de observação da torre na cidade e ir caminhando para ela pelos Jardins du Trocadéro é especial.

    Se o retorno for para o Aeroporto Charles de Gaulle de noite, considere evitar a viagem no trem RER superlotado optando pelo Roissybus, linha expressa de ônibus com paradas em todos os terminais do CDG, que faz o percurso em pouco mais de uma hora. Eles saem da Rue Scribe, 11,esquina com Rue Auber, no lado esquerdo da fachada principal do teatro Ópera – junto da loja Nespresso. http://www.ratp.fr/en/ratp/c_22211/roissybus/

    Da Torre Eiffel para a parada do Orlybus em Opéra, caminhe pelo Quai de Branly para a direita e atravessando a pista da Avenue de la Bourdonnais, siga nela para a direita até a parada de ônibus “Tour Eiffel”. Embarque na linha 42 direção Gare du Nord até 9 paradas adiante, a “Capucines – Caumartin”, no Boulevard des Capucines. Atravesse e entre na Rue Scribe caminhando até o 11, na esquina com Rue Auber.

    A linha de ônibus 42 tem um percurso particularmente bonito que compreende o Museu do Quai de Branly, a Pont de l’Alma, as Avenue Montaigne e Champs-Elysées (dá para ver o Grand e o Petit Palais à direita, na esquina com a Av. Winston Churchill), a Place de la Concorde e a Igreja de La Madeleine. Mesmo com tráfego, a viagem dura cerca de 30 minutos.

  199. Oi Mônica, tudo bem ? Estou indo para Lisboa com conexão no CDG chegada às 07h35 e saída para Lisboa às 13h20. Você acha que consigo escapar para ver a Torre ?

  200. Oi, Michelle

    Com o tempo que você dispõe, dá sim e, se estiver liberada antes das oito em meia, pode até pensar em uma (também) rápida espiada no Arco do Triunfo:

    – Seguindo a indicação do post, embarque do aeroporto no trem RER B, descendo na estação Gare du Nord ao invés da indicada, a Denfert-Rochereau. É uma viagem mais curta, cerca de 35 minutos;

    – Usando o mesmo bilhete do trem (Origine-Destination), vá para a estação do metrô e embarque na linha 4, direção Porte de Clignancourt e desça na seguinte, Barbès-Rochechouart, para fazer baldeação com a linha 2, na direção Porte Dauphine (Maréchal de Lattre de Tassigny);

    – Desembarcar 10 estações adiante, na Charles de Gaulle-Etoile. Da escada rolante na saída já se vê o Arco do Triunfo;

    – Voltar para a mesma estação, comprar uma passagem unitária (zonas 1-2) de metrô e desta vez, embarcar na linha 6, direção Nation, descendo na terceira adiante, a Trocadéro. A saída (sortie) Musée de l’Homme/Musée de la Marine, a mais próxima da Esplanade du Trocadéro, o maravilhoso ponto de vista para a Torre Eiffel e destino deste post;

    Uma observação: Aproveite para comprar ainda na estação Charles de Gaulle-Etoile, em máquina onde esteja escrito “Billets Paris et Île de France Train, RER…”, a passagem de Paris para o aeroporto, o Origine-Destination, para ser usada nas viagem de metrô entre Trocadéro e Denfert-Rochereau e desta até o CDG no trem RER B.

    – O retorno é o mencionado no post: Da estação Trocadéro, metrô linha 6 direção Nation até Denfert-Rochereau mais o trem RER B para o aeroporto (estação distinta, no piso acima).

    Lembrando que os procedimentos de segurança no aeroporto para ingressar na área de embarque são atualmente mais rigorosos do que na época em que o post foi escrito, portanto mais demorados, é prudente voltar logo sem colocar em risco o segundo voo.

  201. Olá! Adorei a forma como escreve as dicas, super claras e didáticas, parabéns e obrigada por fazê-lo!
    Na semana do carnaval, meu marido, nosso filho (13 anos) e eu iremos para Barcelona e temos conexão no aeroporto de Charles de Gaulle. A previsão é que chegamos às 8h 15 e o próximo voo é às 16h 05, vc acredita que daria tempo de irmos até a torre Eiffel? Pelo que entendi de suas dicas não daria para subir na torre com este tempo, entendi direito? Mas conseguiríamos ver a torre e a melhor opção é metrô e não taxi, é isso?
    Adoraria ouvir suas dicas, será nossa primeira vez na Europa. Muito obrigada

  202. Obrigada, Tathiana

    Vá tranquila que dá tempo, sim. Esqueça o taxi que pode ficar retido por algum engarrafamento na estrada. O mais rápido é mesmo trem e metrô.

    Apesar de o tempo ser tecnicamente suficiente para subir na torre (com ingresso comprado antecipado e hora marcada) é um programa arriscado no meio de uma conexão. Não dá para prever se o voo sofre atraso, se a fila da imigração será lenta ou se o acesso ao nível mais elevado vai estar fechado por razões climáticas.

    Reproduzo a resposta recentemente dada à Michelle, que também se aplica ao seu caso, sendo que você tem uma hora além:

    “– Seguindo a indicação do post, embarque do aeroporto no trem RER B, descendo na estação Gare du Nord ao invés da indicada, a Denfert-Rochereau. É uma viagem mais curta, cerca de 35 minutos;

    – Usando o mesmo bilhete do trem (Origine-Destination), vá para a estação do metrô e embarque na linha 4, direção Porte de Clignancourt e desça na seguinte, Barbès-Rochechouart, para fazer baldeação com a linha 2, na direção Porte Dauphine (Maréchal de Lattre de Tassigny);

    – Desembarcar 10 estações adiante, na Charles de Gaulle-Etoile. Da escada rolante na saída já se vê o Arco do Triunfo;

    – Voltar para a mesma estação, comprar uma passagem unitária (zonas 1-2) de metrô e desta vez, embarcar na linha 6, direção Nation, descendo na terceira adiante, a Trocadéro. A saída (sortie) Musée de l’Homme/Musée de la Marine, a mais próxima da Esplanade du Trocadéro, o maravilhoso ponto de vista para a Torre Eiffel e destino deste post;

    Uma observação: Aproveite para comprar ainda na estação Charles de Gaulle-Etoile, em máquina onde esteja escrito “Billets Paris et Île de France Train, RER…”, a passagem de Paris para o aeroporto, o Origine-Destination, para ser usada nas viagem de metrô entre Trocadéro e Denfert-Rochereau e desta até o CDG no trem RER B.

    – O retorno é o mencionado no post: Da estação Trocadéro, metrô linha 6 direção Nation até Denfert-Rochereau mais o trem RER B para o aeroporto (estação distinta, no piso acima).

    Lembrando que os procedimentos de segurança no aeroporto para ingressar na área de embarque são atualmente mais rigorosos do que na época em que o post foi escrito, portanto mais demorados, é prudente voltar logo sem colocar em risco o segundo voo.”

    Qualquer dúvida, retorne

  203. Olá Mônica,
    Estou indo com meu namorado do Brasil para Estocolmo com conexão em Paris. Nosso vôo chega em Paris no aeroporto Charles de Gaulle 11:10 e saímos para Estocolmo do mesmo aeroporto às 16:00. Não estaremos com bagagens. Você acha que dá tempo para conhecermos a Torre Eiffel? Gostariamos apenas de tirar uma foto e voltaríamos ao aeroporto. Gostaria de saber também qual o custo das passagens de trem ou metrô e qual o trajeto mais rápido?

    Adryele

  204. Olá, Adryele

    O tempo é bastante apertado, mas se o voo não sofrer atraso nem a imigração demorar, dá sim. Estudar o mapa do aeroporto para saber exatamente onde fica seu terminal de desembarque, como chegar à bilheteria e estação de trens e na volta, o caminho mais rápido para o terminal e portão de onde partirá o segundo voo é de grande valia.

    A proposta do post é exatamente esta: Uma olhada rápida e algumas fotos e volta para o aeroporto. O trajeto seguramente mais rápido é o nele explicado.

    Cada um de vocês precisará de dois bilhete Origine-Destination: um para a ida e outro para a volta. Este mesmo bilhete compreende a viagem do trem e a do metrô. Até onde sei, as máquinas do aeroporto não vendem passagens no sentido Paris-Aeroporto. Apesar do valor ser idêntico, um bilhete Aeroporto-Paris não vai funcionar em uma viagem Paris-Aeroporto. Deixe para adquirir a volta em máquinas na estação do metrô dentro da cidade de Paris (procure uma onde esteja escrito “Billets Paris et Île de France Train, RER…”) ou, ainda no aeroporto, compre as passagens em uma bilheteria com humanos e verifique a possibilidade de ali também ser emitido o bilhete da volta. As tarifas em vigor (clique na aba RER) podem ser consultados em http://www.ratp.fr/fr/ratp/v_161326/acces-aeroport-roissy-charles-de-gaulle/

  205. Disponha, Adryele

    Agora é torcer para o voo chegar sem atraso e a liberação na imigração ser rápida.

    Aproveite!

  206. Cara Monica, boa tarde

    Passarei por Paris eu e minha esposa, vindo de Viena e indo para São Paulo, meu voa chega de Viena as 12:10 e sai 23:30 para São Paulo, queria ir até a Torre Eiffel, já li todas as suas postagens as quais muito interessantes, a minha duvida e com relação ao o Horário e melhor opção de translado, Trem, Ônibus, Taxi ou Uber, o horário e que como posso ficar ate um pouco mais tarde, sera que todas essas opções funcionam até umas 21:00 e 22:00 horas?, e com relação a custo a diferença é muito grande entre elas? Os terminais que vendem os bilhetes tem a opção de quais idiomas, e eles são fáceis de interpretar?

    Aguardo seu retorno

    Abraço

    Renato Almeida

  207. Obrigada, Janaína

    Sua conexão é bastante apertada e em horário bastante ruim para estar em um taxi ou Uber. Os trens, apesar do aumento na frequência, ficarão lotados na vinda, principalmente depois de entrar na cidade de Paris, quando embarcam aos moradores dos subúrbios ao sul. Descer dele pode exigir uma atitude bem enérgica. Na volta para o aeroporto a superlotação se repete, desta vez com o pessoal que viaja para o norte, diminuindo pouco antes do CDG.

    Penso que depois de enfrentar um dia inteiro em conexões, encarar uma “guerra de foices” por 10/15 minutos vendo a Torre Eiffel é muito sacrifício. No entanto, se sua vontade de dar um pulo em Paris for mais forte, pense então em algo mais próximo da estação do trem que vem do aeroporto, como a Catedral de Notre Dame, vizinha do Rio Sena. Apesar de não livrá-la de viajar apertada, vai poupá-la de uma baldeação e permitir voltar de forma direta e menos demorada para o CDG.

    Para dar uma olhada na Catedral de Notre Dame, embarque no mesmo RER B descrito no post e desembarque três estações antes, a St.Michel-Notre Dame e procure usar a saída 4, a mais próxima da Catedral. A volta é na mesma linha de trem, tendo o cuidado de escolher uma composição cuja estação terminal é o aeroporto.

  208. Olá, Renato
    Com o tempo que vocês dispõem dá até para algo mais que a Torre Eiffel. Caso não tenha encontrado, há aqui no blog outro post com sugestões de lugares para conhecer dentro de uma conexão mais longa. É este: http://viajantecronica.com/2012/11/14/roteiro-em-paris-para-escapulir-de-uma-longa-conexao-no-aeroporto/

    Com relação aos transportes, mesmo que não o mais confortável, o trem é a opção mais rápida para chegar na cidade. Se puder evitá-lo na volta, para fugir da superlotação, escolha o confortável Roissybus que parte da rua Scribe em frente ao 11, na lateral do Teatro Opéra. As passagens podem ser compradas na máquina junto da parada ou com o motorista. A duração desta viagem é de 60-75 minutos e frequência 15-20 minutos. Coincidentemente tenho na próxima semana uma conexão com menos dez minutos que a sua e estou me programando para voltar para o aeroporto no ônibus com saída em torno das 20h30.

    Todos os transportes funcionam dentro da faixa de horários que você mencionou. Os custos com taxi vão depender do fluxo do trânsito na estrada e o Uber da demanda do momento. O valor atual da passagem do trem é 10EUR e do Roissybus 11,50EUR.

    Até onde lembro os terminais de bilhetes de trem têm versão em inglês e espanhol além do francês. Essas máquinas operam apenas com moedas ou cartões de crédito com chip e são de uso bastante simples. No aeroporto há a alternativa das bilheterias convencionais.

  209. Olá Mônica, irei sozinha para Lisboa agosto com conexão de 4 horas em Paris (chegarei às 19:20 e sairei as 23:30) gostaria de saber se tem como ir dar uma espiada na torre, e se tiver qual é o melhor caminho para fazer ?
    Obrigada

  210. Oi, Vanessa

    Infelizmente quatro horas não são suficientes para ir e voltar para o aeroporto. Não vale o risco.
    Caso pense em alterar o voo de Lisboa para chegar um pouco mais cedo, a forma mais rápida de atingir a cidade é mesmo o trem.

  211. Obrigada Monica ??
    Os horários não batem pra subir e ver lá de cima da torre,infelizmente acho que não vai dar,mas vou ler seu post com mais calma e atenção e ver se da pra conhecer outros pontos dentro de 4 horas 30 min !!
    Obrigada pela atenção ???

  212. MONICA,
    Passei boas horas lendo todas suas detalhadas e atenciosas informações. Impressionante a paciência em responder dezenas de vezes a mesma coisa! rsrsrs , o pessoal não tem paciência para ler o que já foi indicado.

    Somente fico na dúvida se desde agosto/2014 MUDOU algo de significativo NESSES ANOS???, pois agora em 05/03/17 farei exatamente o que você sugeriu e espero não me perder para as 9horas de escala chegando e saindo por CDG.
    Parabéns e Deus abençoe você

  213. Disponha, Julianne

    Desculpe a resposta tardia. Finalmente consegui uma conexão razoável que me permite acessar o blog. Volto para casa neste fim de semana e se ainda puder ser útil, não hesite em voltar.

  214. Obrigada, Leandro

    Sim, algumas coisas mudaram com o passar do tempo e o post já sofreu algumas atualizações. Neste exata semana, estive em Paris em uma conexão de 11 horas e observei, por exemplo, que atualmente é possível comprar nos terminais de venda de passagens no aeroporto os bilhetes do trem RER B de ida e de volta. Também encontrei mais de terminais que trocam cédulas por moedas, já que esta transação admite apenas este método de pagamento ou cartões de crédito com chip. Estarei de volta no próximo fim de semana e esta nova informação será incluída do texto. Tendo qualquer dúvida, retorne.

  215. Olá Monica! Chegarei em um domingo do mês de abril às 08h no CDG e partirei às 22h do ORLY. Gostaria de saber quais são as atrações imperdíveis de Paris que cabem nesse período e como funciona o serviço de guarda de bagagens no ORLY.

  216. Olá Priscila

    O Aeroporto de Orly não dispõe de guarda de bagagens. No entanto, algumas estações de trens em Paris oferecem este serviço. A mais conveniente para sua situação seria a Gare du Nord, uma das paradas da linha RER B que liga a cidade tanto ao Aeroportos CDG como o de Orly. http://www.ratp.fr/en/ratp/r_61854/rer-b/

    Quanto a o que ver em Paris, dê uma olhada neste post com um roteiro para um dia na cidade que pode servir como base para as suas escolhas: http://viajantecronica.com/2012/11/14/roteiro-em-paris-para-escapulir-de-uma-longa-conexao-no-aeroporto/

  217. ola monica
    voce sabe se eles tem armarios para guardar mala no aeroporto(charle de gaulle)? se elestiverem voce tem como me explicar como chegar la?

  218. olá, Erza

    Sim. Há um serviço de guarda volumes no Aeroporto Charles de Gaulle prestado pela empresa
    Bagages du Monde
    Funciona no terminal 2, nível 4, na frente da entrada do Hotel Sheraton bem perto da estação dos trens TGV (SNCF e não o trem suburbano, o RER).
    Um breve vídeo mostrando a localização: https://www.youtube.com/watch?v=ieQ4Zlp-jQw
    Veja também neste link, os mapas dos terminais do aeroporto. O último, fornecido pela empresa de trens SNCF, apresenta a configuração dos diversos andares:
    http://www.parisaeroport.fr/en/passengers/access/paris-charles-de-gaulle/terminals-map

  219. Olá Monica, estou indo para Dublin com uma conexão de 8h55min- Chegada: 11h15 min Partida: 20h05 min no aeroporto Charles de Gaulle, estou viajando sozinha e não falo nada de Frances, o que me deixa com bastante insegurança.
    Será que devido ao tempo seria viável dar um passeio por Paris? E quais pontos turísticos você poderia me recomendar levando em consideração o meu tempo abiu.
    Obrigada pela ajuda.

  220. Olá, Karoline

    Com esta disponibilidade de tempo dá para ver mais coisas em Paris além da Torre Eiffel. Dê uma olhada neste post aquicom sugestões de outros pontos de interesse na cidade e as ligações entre eles em transportes públicos.

    Não se preocupe tanto com a questão do idioma:
    As máquinas de venda de bilhetes de transporte têm versão em outras línguas;
    Você se restringirá a circular pela área turística de uma cidade mais do que acostumada a receber… turistas
    A linguagem corporal ajuda muito, especialmente quando acompanhada de um por favor ou obrigado na língua local.

  221. Olá Monica,

    Em primeiro lugar gostaria de parabenizar pelo Blog, amei!!!
    Eu e meu marido estamos indo para Lisboa com conexão em Paris. Programado para chegar em Paris as 7:35 e embarque para Lisboa as 16:10. Devido ao pouco tempo estávamos pensando em fazer o passeio de barco no Rio Sena, assim conseguiríamos ver de tudo um pouco. O que acha? Dá tempo? Qual seria a melhor forma de chegar ao embarque do barco saindo do Aeroporto Charles De Gaulle?
    Outra dúvida é quanto a bagagem, melhor ir de mochileiro ou despachamos tudo? no caso de despachar acho que a própria compania aérea troca as bagagens de avião né!?

  222. Obrigada, Claudia
    A ideia do passeio de barco é ótima e ainda tem a vantagem de, em caso de chuva, ficarem abrigados no deck inferior.

    Existem várias empresas que prestam este serviço de forma bem parecida, porém, vindo do CDG, o mais simples seria o “Vedettes du Pont Neuf”, por causa da proximidade com a estação Saint-Michel—Notre Dame do trem RER B vindo do aeroporto, a mesma linha mencionada neste post para quem vai ver a Torre Eiffel.

    Como a duração do “cruzeiro” é de uma hora em média e o funcionamento começa depois das dez da manhã, dá para antes explorar a pé a área em volta – a própria ilha de la Cité, com a Catedral de Notre-Dame, o mercado de flores e até uma esticada até a pirâmide do Louvre, aproveitando para voltar pela Rue Rivoli ou pela orla antes de atravessar a Pont Neuf. Depois do passeio, na outra margem do rio, almoço (ou boquinha) nas ruas do Quartier Latin em torno do Boulevard St. Michel (ruas de la Huchette, St. Séverin e de La Harpe). Para voltar ao aeroporto, há um conveniente acesso para a estação do RER B na esquina do Boulevard St. Michel com o St. Germain.

    Normalmente neste tipo de conexão a bagagem despachada é entregue no destino final. Leve na mão apenas dinheiro, objetos de valor, remédios, o que vai usar no avião e, dependendo da época, um agasalho. Não fique na dúvida com relação ao assunto: entre em contato com a cia. aérea e confirme a informação.

  223. Pelo que você falou, será que não poderíamos ir até a Torre Eiffel fazer o percurso do rio e descer no ponto de Notre Dame e de lá seguir de volta ao aeroporto? o que acha?

  224. Oi, Claudia

    Como na mensagem anterior você não fez menção à Torre Eiffel, entendi que seu plano seria apenas fazer o passeio pelo Rio Sena e aproveitar para vê-la do barco (que passa na frente). Por saber que este giro leva cerca de uma hora, sugeri também um pequeno roteiro com algumas atrações próximas do ponto de embarque, cabendo com tranquilidade em cerca de quatro horas na cidade, sem precisar usar transportes.

    Se sua intenção é, além de ver a torre da Esplanade du Trocadéro, como no post, a coisa muda de figura. Nesta modalidade de passeio, os barcos não fazem paradas intermediárias. Você é deixada no ponto onde partiu. O que mais se aproxima ao que você quer é o Batobus, que tem “estações” ao longo do Sena. Porém, com sua permanência de poucas horas, penso que os intervalos de 40 minutos entre os barcos são longos demais e podem gerar perda de tempo. Dê uma olhada:http://www.batobus.com/horaires.html

  225. Olá estou indo para Bélgica e de lá sigo para Amsterdam só que não falo nada de inglês e muito menos francês.. Quero saber se fica difícil andar de trem por lá com essa dificuldade ..Depois estaremos indo de Amsterdam para Londres de trem também .. Mais estou super preocupada .. Apesar de amar esses tipos de aventura !?

  226. Olá, Lidia

    Fica um pouco difícil, mas não impossível. Procure memorizar, além do por favor, obrigada e com licença, algumas palavras úteis em viagem de trem, tipo plataforma, entrada, saída, chegadas, partidas… Instale também um aplicativo de tradução no telefone. Vai dar tudo certo.

  227. Ola Monica. Tenho uma conexão de 6 horas em Paris. Chego pelo CDG. Da pra ir de carro/taxi ate a Eiffel? Sabe o valor mais ou menos?

  228. Oi, Gabriel

    Seu tempo de conexão, caso não aconteça atraso no primeiro voo, nem imigração demorada, dá para ver a Torre Eiffel a partir da Espalanada do Trocadéro, como neste post.

    Com tempo limitado, não aconselho outro meio de transporte que não sobre trilhos. Sempre há risco de retenções na estrada e o tráfego dentro de Paris é lento.

    Para cálculo de tarifa de taxi, use, por exemplo: http://www.worldtaximeter.com/paris

    Para Uber: https://www.uber.com/pt-BR/fare-estimate/

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *